segunda-feira, 16 de julho de 2012

Alberto João Jardim – Ainda bem...


Ainda bem que o atento e eficaz comandante dos bombeiros de Santana estava por perto... pelo menos, suficientemente perto para ter conseguido evitar que Alberto João Jardim morresse sufocado por um pedaço de comida.
E digo ainda bem por duas razões:
A primeira, porque o desavergonhado soba da Madeira, que já nem quando poderia ter graça consegue ter graça... não merece morrer como vítima, como coitadinho e por um infeliz acidente.
A segunda, porque a notícia me fez lembrar de um ditado popular que, ao contrário de tantos outros que ou são perfeitamente idiotas, ou profundamente reaccionários... apela para a nobreza de espírito:
“Faz o bem, não olhes a quem!”

5 comentários:

Graciete Rietsch disse...

De acordo. Sorte a do soba, pois ainda há, nas pessoas, a hiumanidade que ele não tem.

Um beijo.

Medronheiro disse...

Às vezes os bombeiros estão onde não devem.

trepadeira disse...

Não,não deve morrer como coitadinho,que a justiça o encontre primeiro.

Um abraço,
mário

espinalMedula disse...

Eis um documentário feito por cá que sugere soluções.

http://youtu.be/Skm57inNCZo

abraços e boa continuação :-)

Provoca-me disse...

O Bombeiro tinha tanta gente para salvar àquela hora com certeza, tinha logo que salvar essa besta.