terça-feira, 24 de julho de 2012

Capitalismo – A quadrilha global


O carácter profundamente criminoso, obsceno e de uma dimensão quase incompreensível para o cidadão comum, dos montantes desviados para “offshores” e sonegados aos fiscos dos seus países, por uma clique de capitalistas e especuladores, é uma realidade que não pode deixar ninguém indiferente.
Saber-se que em vários dos países em dificuldades, bastaria a cobrança de impostos sobre estas fortunas incalculáveis, para que a situação financeira passasse de caótica a estável, sem ter que se recorrer aos assalto e esmagamento das classes trabalhadores para pagar as célebres dívidas, devia ofender qualquer político digno desse nome. Qualquer ser humano com coluna vertebral.
Esta vergonha mundial, quantificada em tantos milhões de milhares de milhões, explica bem o cuidado que o capital vai pondo na escolha do tipo de lacaios que, em cada momento, vai colocando nos governos dos diversos países, mesmo naqueles em que resolveu alinhar na grande farsa desta espécie de “democracia” que serve de vistoso papel de embrulho ao fascismo económico que reina todo-poderoso.

4 comentários:

trepadeira disse...

O sistema está podre.Não vai com remendos.Os pontos já não pegam.
Parece que se estão a pôr,cada vez mais,a jeito.

Um abraço,
mário

Jo disse...

Maneiras de ver:"que se lixem as eleições"
1-vamos acabar com os mexilhões.
2-Portugal é dos patrões.
3-com a luta e eleições,todo o poder aos mexilhões!

Abraço

lino disse...

Aqui são mesmo biliões(milhões de milhões) em linguagem europeia (triliões em linguagem americana) equivalentes a mais do que os PIBs dos Estados Unidos e do Japão juntos!
Abraço

Provoca-me disse...

Não lhe apetecia fazer uma fogueirinha com essas bestas? A mim sim.