sexta-feira, 13 de julho de 2012

Eduardo Catroga – Um canalha passeando pela brisa da tarde *


Todos sabemos que os dependentes de drogas duras acabam por chegar a um limite em que a dose habitual de droga já não satisfaz a sua busca de “emoções”... o que os deixa à mercê dos excessos que, eventualmente, os levarão à morte por “overdose”.
Todos sabemos que os pulhas cuja vida é dedicada a explorar o seu semelhante e arrecadar somas tão exorbitantes quanto injustificáveis de dinheiro – a sua droga – acabam por necessitar de alguma excitação extra, que o dinheiro já não lhes dá.
Destes, alguns, entregam-se a todos os tipos de abjecção moral, gastos sumptuários, vidas de excesso. Outros, como o nosso protagonista de hoje, sentem necessidade do “perigo” de vir para a rua, com o claro objectivo de provocar os cidadãos. Exactamente aqueles a quem roubam o pão, descaradamente, dia a dia.
Hoje falamos de um desses pulhas: Eduardo Catroga.
De uma estória capaz de provocar vómitos, vivida na primeira pessoa pela Adriana – sim, a Adriana que AQUI nos ofereceu o seu vídeo sobre uma canção de Jean Ferrat – destaco duas frases que justificariam a perda imediata dos dentes da besta:
«Olhesabe o que eu lhe digoDeixe mas é de viver à custa dos seus pais e  mas é trabalhar
«Você quer é atenção
sebento canalha já não necessita de mais apresentações nesta casa. A Adriana é uma jovem de 18 anos ainda a caminho da sua entrada na Universidade.
Esta minha introdução não dispensa a leitura da estória completa, vivida à margem, mas em consequência desta manifestação de professores, muito bem contada pela Adriana... e que pode ser lida AQUI.

Adenda: Quem não consegue ler a estória no Facebook... pode fazê-lo AQUI.
* Com um pedido de desculpas ao Mário de Carvalho


 

19 comentários:

Maria disse...

Acho que cheguei ao ponto de saturação. Aquele ponto que aprendíamos na escola: não aguenta mais!
É isso. Não os aguento mais. Só não sei como os mandar para o quinto dos infernos, sem retorno...

Abreijos, com saudades.

Provoca-me disse...

Página do facebook dá erro camarada.

Anónimo disse...

Canalhas, pulhas e todos os nomes que se sabem no vernáculo português e mesmo assim é pouco para classificar este nojo.
Por muito que esteja farta deles! Por muito que julgue que já não aguento mais! Enquanto a vida me deixar vou lutar! Desanimarmos isso é o que eles pretendem.
Fortes Saudações
Vicky

Graciete Rietsch disse...

O video é maravilhoso. Só não consegui encontrar a estória.

Um beijo.

trepadeira disse...

Diz o povo:
"A roda tanto anda até que desanda";
"Deixemos o cão com a roca que ele dá conta da maçaroca".

Só que está a demorar demais.

Um abraço,
mário

Adriana Dias disse...

Bom dia a todos. Quem não conseguir ver a história no facebook, pode sempre ver no "Baú do Cantigueiro".
Citando o Samuel... abreijos!

Anónimo disse...

Deixem-me ver se entendi bem, os estado em que andam estas cabecitas. Com a excitação de que a crise lhes dará visibilidade.
Estava um senhor, neste caso, "uma cara conhecida", de quem uma miúda, até sabia o preço do fato!;)
E então, como já toda a gente passa e nem liga a estas pseudo manifestações, Uma catraia, mais atrevida, resolve aproveitar para dar nas vistas... Avisem a rapariga, que nem que faça um mestrado em dez segundos, ou nem isso, já tem lugar garantido nas vossas fileiras, perdão, "filinhas!
Escusa de continuar a ofender pessoas de bem.

M. D.

samuel disse...

M.D. :

Portanto, para além do restante palavreado mais ou menos insolente… presumo que a sua "pessoa de bem" é o escroque dos mil empregos ao mesmo tempo Catroga. :-) :-) :-)

Ora vá-se catar!!!

PS: Não sei se é completamente estúpido, ou se de facto não tem reparado nas notícias… mas a graçola dos mestrados em dez segundos, por estes dias, aplica-se mais à sua fileira, perdão, filinha.

Adriana Dias disse...

Um aviso a esse anónimo: pelo menos a catraia atrevida não explorou ninguém nem anda a insultar os trabalhadores. Pelo menos a tal catria atrevida faz a sua parte. Pelo menos a catria atrevida assume o que faz, ao contrário de certa gente que achincalha e defende os ladrões mas nem coragem tem de se identificar quando escreve, optando por duas míseras iniciais. Enfim... há uns mais cobardes!
Já agora, Samuel... Muito obrigada!

Adriana Dias disse...

Já agora, dirijo-me de novo ao tal MD: quem anda a fazer mestrados em dez segundos são os seus amiguinhos Relvas e Sócrates (podem nem ser do mesmo governo, mas a porcaria que fazem é em tudo semelhante). Acha que eu ando a defender esses?
Acabei agora o secundário com média de dezoito valores (e nos exames tive 19 em ambos) e não precisei de comprar nada nem ninguém. Quem faz isso é essa gente que anda a governar o país! Ou por acaso você não vê as notícias? Se isso é gente de bem, gostava de saber quais são os seus padrões de bem e mal!
Eu não ando nas "fileiras" dessa gente. E ainda bem! E o senhor (ou a senhora, como assinou MD nem sei se você é um homem ou uma mulher) já deve ter levado com a porcaria da ventoinha do Coelho para não ver nada do que se passa!
Assinado: a catraia atrevida, Adriana Dias.

lino disse...

Parabéns à Adriana, que quem fala (escreve) assim não é gago!

Anónimo disse...

Força Adriana Dias e Samuel porque quanto ao M.D. "os cães ladram e a caravana passa"
Abreijos e saudações VICKY

Anónimo disse...

Querida Adriana!

A besta Catroga é miserável. É um dos fascistóides que comandam as marionetas que, baseadas no voto do povo, fingem de governantes,fingem de sérios e de competentes mas sabem que são subordinados cobardes, mansos e incapazes ao serviço dos grandes exploradores.

Mas não te iludas: ele é mesmo de direita e nós - eu e tu e muitos,muitos mais - somos de esquerda. E continua a haver classes e luta de classes. E um dia virá em que a indignação que te levou a reagir veemente e justamente alastrará e levará a que os trabalhadores que engraxam os sapatos dos catrogas, os escorracem, não só das cadeiras e salões do que ainda é o nosso País, mas também das próprias ruas. E os "engraxadores" tipo MD fugirão de rabinho entre as pernas de filinha em filinha.

RUA, CANALHAS!
José Terra,
O avô que pode ser uma fera.

Anónimo disse...

Querida Adriana!

O Catroga, o Eduardo, é um miserável. É um daqueles fascistóides que manipulam as marionetas que, baseadas no voto do povo, fingem ser governantes, fingem ser sérios e competentes mas não passam de serventuários cobardes e ignorantes dos grandes exploradores que os catrogas representam.

E não te iludas: eles são de direita; nós - tu e eu e muitos,muitos mais - somos de esquerda. Hoje, em Portugal - no Rossio ou em Montemor - há exploradores e explorados. É evidente que há classes e que elas têm interesses e direitos diferentes. Seja na saúde, na educação ou na justiça. Apesar da Constituição que ainda temos...

Na luta de classes estará grande parte da resposta a dar aos catrogas, aos seus mandantes e aos seus serventuários. Um dia virá em que os trabalhadores que engraxam os sapatos dos catrogas, sublimarão a indignação que tão veemente e justamenta manifestaste, e serão capazes de os escorraçar das cadeiras e dos bancos do ainda nosso País e das suas ruas. E, então, os "engraxadores" da laia de qualquer MD fugirão de rabo entre as pernas de filinha em filinha.

José Terra, avô que espera não ter de ser fera.

Anónimo disse...

É forte, a miúda e tem jeito e força com as palavras...
Agora a sério, Adriana, já tive a sua idade e sei o que são convicções e sonhos, vontades de mudar o Mundo, etc. Você tem desculpa, do alto dos seus dezoito anos, e fique descansada que, se leu com atenção percebeu, não foi a si que critiquei, mas sim, aqueles que já tinham idade para ter outra visão, para já não estarem acomodados nesse mundo de sonhos.

PS: Para acabar com a sua dúvida em relação ao "Género". M. D. (Manuel Delgado), já uma vez escrevi aqui, o nome e o nº de BI, acho que isso é que é não ser anónimo, ao contrário dos camaradas "não anónimos", mas sem nome.

Anónimo disse...

Só uma correcção, se me permite, Samuel.
Onde está "Você tem culpa" deve ler-se. "Você NÃO tem culpa", lapso meu!

Anónimo disse...

Este MD está a passar das marcas, que nojo de pessoa! Enfim... Mais um da laia do Catroga!
Parabéns pelo excelente blog, Samuel.
Sofia Castanho

Rui Reis disse...

Anónimo Delgado,
Não estão aqui em causa os sonhos da Adriana. Pode e deve tê-los!
Eatá em causa o seu cinismo ranhoso, a sua falta de vergonha na cara... Não é por acaso que considera aquele traste uma pessoa de bem! Uma pessoa de bem não se diverte, nem troça da desgraça alheia, nem se empanturra de "salários" e benesses enquanto outros passam pela miséria, pelo desemprego, etc, etc. Ele, efectivamente não é uma pessoa de bem, é um pulha, como tantos outros enormíssimos pulhas que deixaram o país como ele está. Você deve, pelo menos, consultar o oftalmologista, já que me parece estar fora de questão mudar de carácter! A Adriana tem sonhos e convicções e é uma grande mulher!
Você parece ter apenas prosa balofa e gostar de filinhas!

Anónimo disse...

Bem, Samuel, não vamos ficar aqui a ter diálogos, como se isto fosse o "MSN", A jovem Adriana, parece que viu e foi-se, Os outros não precisam de resposta. Pois o que eles dizem, já é resposta, mais que suficiente! O antigo processo de Canibalismo! Coitados.