quinta-feira, 5 de julho de 2012

Troika, Tozé Seguro... e um atropelamento




Proclamou António José Seguro, do alto da sua... pronto... proclamou: «A alternativa à receita do governo é pedir mais um ano à troika».
Este fantástico “plano alternativo” do maior partido que (oficialmente) não está no Governo é todo ele um verdadeiro programa digno de estudo. Já o termo “pedir à troika deve ser apenas um traço de carácter. Estou certo que deve ser uma espécie de “pedido violento”, a famosa fórmula pra todo o serviço de Seguro.
Como se tudo isto não fosse já suficientemente triste... eis senão quando, assiste-se a este verdadeiro atropelamento de Tozé pelos figurões do PSD que, subitamente, não só descobriram os encantos dos prolongamentos, como falam em dois anos.
E agora, Tozé?!

7 comentários:

Antuã disse...

O José não vai formoso nem seguro.

Pata Negra disse...

- Querida Troika dá-nos mais um ano!
- Não!!!...
- Então dá-nos mais dois!!...
- Não!!!
- Desculpa lá o pedido! Obrigado na mesma!

O Sócrates matou o porco, o Passos testá a sangrá-lo e o Tozé?! Diverte-se a jogar à bola com a bexiga!?...
Um abraço da pocilga

trepadeira disse...

Agora faz a partilha,como os trampolineiros das feiras,propõe ano e meio.

Aqui para a Beira não o mandem,não o queremos cá,há muitos outros sítios mais indicados.

Um abraço,
mário

filipe disse...

Tal como se comprovou com o outro, já não há lugar a dúvidas: "O Tózé faz falta"!
Abraço.

Provoca-me disse...

Figurões que são menos fascistas que os gajos do PS imagine-se lá. E pelos vistos não são só os gajos do PSD a por o pé atrás às posições do Governo.

Anónimo disse...

Isto sai cada um na rifa que todos num molho iam bem rio a baixo!
Haja paciência!
Saudações
Vicky

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Para quê?. Mais inferno para os Portugueses da classe a que ele e outros mais, não pertencem?. Eu estou fartíssimo de me impedirem quase... de viver.