sábado, 8 de junho de 2013

Tá de chuva!


Uma pessoa vai à janela... vê um cenário destes e fica logo (ainda) mais acabrunhado e a compreender, finalmente, o drama pessoal do senhor ministro das “finanças”.
Lá vai a economia portuguesa por aí abaixo... mais um dia!!!

9 comentários:

Maria disse...

De facto os dilúvios sempre tiveram consequências desastrosas...
Só eles não vão na enxurrada!

Beijo

Anónimo disse...

No jogo do empurra das responsabilidades pelo desastre do "belo" ajustamento português Gaspar encontrou o bode expiatório perfeito: São Pedro. Ao contrário do BCE, FMI, Comissão Europeia, Ecofin, Eurogrupo e mais o raio que os parta, o popular santo não pode vir à praça pública apontar o dedo a outros. Parabéns Gaspar!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Mas não lhe dês confiança nem o voto e verás como se converterá nas tuas necessidades...passará a ser todo teu e a compreender esse estado provocado por um estalo bem forte.

Só uma tromba de água que os leve a todos para os confins do Ártico e lá os congele «for a long time»

Anónimo disse...

Como é possível nomear e manter um incompetente que não acerta uma conta?
Sim, INCOMPETENTE. Numa empresa qualquer este tipo estaria despedido há muito tempo.
E anda este aprendiz de meteorolista a roubar dinheiro ao POVO para pagar o seu salário, as mordomias de que goza, a remuneração dos seus boys, etc...?
Ajustamento? Consolidação?
Sim, das suas contas pessoais e das contas dos seus correlegionários.
Paga povinho.
Este tecnocratazito gaspar é das maiores anedotas na nosa história!

Graciete Rietsch disse...

Então agora somos governados pelos santos que, além de "responsáveis" por este verão do nosso descontentamento, ainda nos empurram mais para a fossa?!!! Quem os elegeu?
O nosso desgoverno, como já não sabe nem pode como justificar-se, pede auxílio aos santos que lá lhe vão fazendo a vontade!
Tão ridículo!!!

Um beijo.

joao luz disse...

Este gajo (Gaspar) parece um pato-bravo... mas alguém já lhe disse que as obras estão paradas?
No programa de ajustamento seria melhor incluir medidas concretas de carácter fiscal contra as... nuvens? Seria bom, para a nuvem Relvas não é preciso, já saiu e até já deu origem a uns dias de sol... lol

Anónimo disse...

Devia era vir um diluvio que levasse na torrente, para outro mundo, estes medíocres que preenchem a politica e os tachos do estado. Teriam de ser levados também os Bieldeberg. Então talvez se pudesse começar de novo.

trepadeira disse...

Não choverá nada pesado que lhes bata na cabeça.

Abraço,
mário

Luis Filipe Gomes disse...

Bela janela, e muito bela fotografia!

Ouve tempo em que até se poderia dizer: Já que o elegeram aturem-no!
Mas não; o sujeito já disse que não foi "eleito coisíssima nenhuma", tem um talento nato para o burlesco, tem tais capacidades de representação que até poderia estar a dar aulas numa universidade top, ou a ver o jogo da bola, porque é que ainda não lhe fizeram a vontade e não o trataram como ele nos trata, fazendo troça?