segunda-feira, 24 de junho de 2013

Dilma Rousseff – A “discursanta”



Como muitos, estou espectante sobre os resultados das gigantescas movimentações populares no Brasil, movimentações que, tal como seria de esperar, já começam a ser aproveitadas pela extrema direita, com o fim de colocar em causa a própria democracia. Antes de dizer seja o que for sobre o assunto... é minha obrigação esclarecer os leitores de um facto: o meu interesse pelo presente e pelo futuro político (ou pessoal) da dona Dilma Rousseff é tão “modesto” quanto parece ser o seu interesse ou apreço por Portugal e pelos portugueses.
Dito isto, quero deixar registo de um trabalho de um qualquer “faz-de-conta-que-é-jornalista” que, no jornal do Belmiro de Azevedo, me informou de que Dilma “foi de encontro” às reivindicações dos brasileiros.
Espero que não tenha sido um embate tão violento quanto o da polícia que ela própria lançou contra alguns dos manifestantes.
Na verdade, visto o vídeo em que a “socialista” Dilma, para além da divulgação da grossa lista de promessas atrapalhadas, parece descobrir, ao fim de todo este tempo, que apesar das riquezas incontáveis do Brasil, essas estão na mão de meia dúzia de “endocolonialistas” (para usar um termo do Mia Couto), ou seja, uma mão cheia de brasileiros podres de ricos, que enriquecemexactamente em cima do facto de alimentarem castas sucessivas de políticos corruptos. Gente sem vergonha que lucra com a miséria dos seus concidadãos, com a falta de transportes dignos, com a falta de saúde pública digna do nome, com professores e médicos humilhados diariamente pelos salários de miséria. Gente sem vergonha, que espera estar “feita na vida”, bastando-lhe para isso eternizar a corrupção impune e a grosseira alienação da bola, do carnaval, das seitas religiosas ultra reaccionárias, etc., etc.
Na verdade, talvez a explicação para esta tão tardia e abrupta “descoberta” de Dilma, resida no facto de ela continuar (haja pachorra!) a referir-se a si própria como “Presidenta”... que como todos bem sabemos... é uma coisa que, pura e simplesmente, não existe!

23 comentários:

Anónimo disse...

Ai Samuel... E que não é comunista é fascista!! Olé, olé, olé...
Claro que apareceram logo uns oportunistas com bandeiras e etc! Mas nas manifestações em Portugal também aparecem sempre umas "foices e martelos". E quem é melhor ou pior?
Mas se se der ao trabalho de ver comentários, em videos no youtube, que é onde os Brasileiros gostam de trocar ideias, vai ver, que os manifestantes, muitos deles não querem identificações com partido nenhum. Tenha um pouco de respeito por um povo, que nem sequer é do seu país. (gostei da expressão: "esclarecer os leitores", realmente você acha-se...)

Anónimo disse...

Presidenta sim existe. É o feminino de Presidente, não obstante as teorias em circulação.

A palavra presidenta pertence à língua portuguesa (dicionário Porto Editora)

A repulsa em se aceitar a Presidenta tem a ver com o facto de em Portugal as mulheres terem sido sempre subalternas dos homens. Apenas isso.
JM

Anónimo disse...

AQUI ESTÁ UMA NOTÍCIA HONESTA SACADA DO JORNAL "GRANMA" - CUBA:

Rousseff llama a un gran pacto por Brasil
BRASILIA.— La presidenta brasileña Dilma Rousseff hizo un llamado este viernes a una gran pacto por Brasil, ante las masivas manifestaciones que tienen lugar en varias ciudades desde hace días contra el alza del precio del transporte público, la corrupción, la violencia y el gasto en las obras del Mundial de Fútbol 2014 y la Copa Confederaciones, entre otras demandas.

En un mensaje televisado a la nación, Rousseff prometió un gran pacto para la mejoría de los servicios públicos enfocado en la elaboración de un plan nacional.

Asimismo, reiteró el apoyo de su Gobierno a los cambios sociales y destacó que tiene la obligación de escuchar las voces en las calles y de liderar un diálogo entre todas las partes.

Para ello anunció que se reunirá con los movimientos sociales, representantes de organizaciones juveniles, sindicatos, asociaciones populares y ciudadanos para dialogar. Sin embargo, insistió en que no tolerará la violencia y condenó los actos de vandalismo registrados en las manifestaciones.

La Presidenta enfatizó que tendrá "mano dura" contra la corrupción, mientras agregó que "necesitamos oxigenar nuestro sistema político, encontrar mecanismos que vuelvan a nuestras instituciones más transparentes, más resistentes a las malas prácticas, más permeables a la influencia de la sociedad".

Igualmente se mostró confiada en que el Congreso brasileño apruebe el proyecto que presentó para que todos los ingresos del petróleo se dirijan a la Educación.

GRUPO SOCIAL CRITICA CONDUCTA DE EXTREMA DERECHA BRASILEÑA EN MARCHAS

El Movimiento social Pase Libre (MPL), impulsor de las protestas en Brasil, denunció la actuación de grupos de extrema derecha en las marchas y sus actos de violencia para desacreditar las protestas populares, informó PL.

Hay militantes de extrema derecha que quieren tergiversar el sentir de estas movilizaciones, darle un aire fascista y se arrogaron el derecho de no permitir miembros de partidos políticos en la manifestación, destacaron representantes del MPL en un comunicado difundido a través de las redes sociales.
JM

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Parece que todo o povo brasileiro abraça as boas causas com carinho emprestando-lhe a sua própria vida.

Seria muito bom que os políticos do Brasil e de todo o mundo repensassem a sua actuação com mais humildade e espírito de partilha e solidariedade.

Os políticos não podem ser casos especiais na justiça e na atribuição de riqueza, nos cuidados de saúde e de educação...

Anónimo disse...


nem mais!

vovómaria

Unknown disse...

PresidAnta

Graciete Rietsch disse...

A "Presidenta" lá terá os seus conselheiros mas a verdade é que estou muito confusa com o que se passa no Brasil. Acho que a "mãozinha de reaça" por lá tem andado apesar de algumas justas reivindicações. Só que, quando não há uma luta organizada, normalmente cai-se numa anarquia que dura apenas um momento. Mas estou a falar sem verdadeiro conhecimento dos problemas.

Um beijo.

samuel disse...

Anónimo (03:33):

Caro "não sei quem"...... Brilhante!!! :-) :-) :-)

samuel disse...

JM:

Claro que sim existe!!! Obriga é a uma escolha de vida que tem de vir desde a juventude. :-) :-)

Por exemplo, uma mulher que sonhe vir a ser "Presidenta", tem que antes ser "estudanta" desde os tempos em que foi "adolescenta", sempre que vai ao médico tem que ser "pacienta" e seguir as indicações do médico para não continuar "doenta". Se por acaso der aulas tem que ser "docenta" e "representanta" do conhecimento científico.

Se a sociedade ficar "contenta" com o seu percurso de vida, pode então fazê-la "presidenta"... até ao dias em que tenha que velar a sua querida "dirigenta" numa câmara "ardenta".

Tenha lá paciencia, JM. :-) :-)

Anónimo disse...

As razões são as mesmas: a dependência da mulher.
Com o hábito a palavra reassume-se com uma nova face. Exactamente como estudanta-adolescenta-dirigenta-capitoa-coronela
A prática do masculino ao longo de milhões de anos até o cérebro da mulher foi reduzido em volume e em peso quanto mais nas palavras.
JM

samuel disse...

JM:

Já que insiste em arvorar-se em defensor da causa da mulher… embora tendo o cuidado de se ficar pelas palavras, literalmente… fique lá na sua.

Não deixa de ter alguma razão. Pois se até as nossas queridas mães, numa coisa que apenas e exclusivamente a elas dizia respeito, foram até hoje impedidas de ser "parturientas"… :-) :-)

Saudações.

Anónimo disse...

Há uns ditos defensores das causas das mulheres que facilmente caem no sexismo ou nas justificações absurdas, Samuel.

Como a do pessoal que embandeira em arco com a escolha de uma presidente da AR ou com uma procuradora-geral pois isso permitirá uma atenção a outros assuntos que um eleito homem não permite. É assim a modos que uma espécie de defesa da coutada da fêmea, categoria toponímica igualzinha - apenas de sinal contrário - à da coutada do macho ibérico de terrível memória. Como se ao homem estivessem reservados uns assuntos e preocupações e às mulheres outros.

Como se vê pelos exemplos de assunção esteves, de ministras como a da lavoura ou a da justiça, não é o facto de serem mulheres que nos vem melhorar a vida. A coisa só tem uma coisa boa. Dantes só mulheres de grande qualidade chegavam a certos postos. Felizmente, as más também já lá vão chegando. E isso, sim, é uma marca de mudança desejável na sociedade. Uma que marca realmente uma situação de igualdade.

Agente da CIA disse...

Já não falta muito para te levarmos para Guantanamo...

samuel disse...

Agente da CIA:

Ah... sim?!

E isso será antes, ou depois de o levarem a si para o manicómio? :-) :-) :-)

Antuã disse...


Os agentes da CIA e outros criminosos congéneres abundam por aqui, não é assim JN,

Anónimo disse...


Esqueçamos o sexismo e poderíamos ir buscar a razão humana, bases históricas, perspectivas marxistas e outras que tais mas basta dizer que o termo Presidenta em Portugal não se usa só porque é usado de forma pejorativa isto é, atribui-se um significado desagradável, insultuoso, torpe ou obsceno. (Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa – Página 2.969 – Edição de 2003 – Circulo de Leitores)
Chefa já se afirmou assim como sócia mas o pejorativo se mantém-se para a Gerenta... Mesquinhices e práticas de antanho a que a luta de classes não é estranha.
JM

Monteiro disse...

Copiado hoje do Diário La Granma - CUBA

Presidenta reitera necesidad de reforma política en Brasil

BRASILIA. – La presidenta brasileña, Dilma Rousseff, reiteró hoy la necesidad de avanzar hacia una amplia y profunda reforma política en el país con la participación de la ciudadanía.

En su acostumbrado programa radial de cada lunes Café con el Presidente, Rousseff ratificó que su Gobierno adoptará medidas para responder a los reclamos de millones de manifestantes que durante dos semanas salieron a las calles para pedir educación, salud y transporte público de buena calidad, menos corrupción y más seguridad.

Se pronunció por aprovechar la energía de los jóvenes en las calles para cambiar de manera mejor y más rápida muchas cosas que Brasil no consigue aún realizar debido a limitaciones políticas y económicas.

"Como Presidenta, tengo la obligación de escuchar la voz de las calles, de dialogar con todos los sectores, pero todo dentro de la ley y el orden. Brasil luchó duro para convertirse en un país democrático y también está luchando duro para convertirse en un país más justo", aseveró.

La jefa de Estado recordó que no fue fácil llegar a donde está ahora, pero también no es fácil avanzar a donde quieren muchos de los que salieron a las calles y sólo se puede hacer esto con más democracia, es decir -dijo- con el poder de los ciudadanos y los poderes de la República.

Abogó por lograr un pacto nacional con los representantes de los poderes de Estado y encontrar mecanismos que hagan las instituciones más transparentes, más resistentes a las malas acciones y, sobre todo, más permeable a la influencia de la sociedad.

Rousseff reconoció que necesitan muchísimas formas más eficaces para combatir la corrupción e instó a extender a todas las ramas del Gobierno y organismos federales la Ley de Acceso a la Información, aprobada en su administración, que sirve como instrumento para supervisar el uso correcto del dinero público.

Finalmente, ratificó su oposición a la violencia de una minoría interesada en destruir la propiedad pública durante las protestas, por lo cual aseguró que los órganos de seguridad tienen el deber de frenar dentro de los límites de la ley todos los tipos de actos de vandalismo y desmanes. (PL)

Só quero acrescentar que a Esquerda não tem a maioria dos Governos Federais. A Maior parte são da linha de Fernando Henrique Cardoso, neto e bisneto de Geberais, tipo PS, mais os PSD.
Dilma tem agora oportunidade de mostrar o que a Esquerda vale e encostar os Governadores e os Senadores à parede. O Partido Comunista do Brasil tem 2 Governadores. O Partido Comunista Brasileiro não tem nenhum e o PT tem apenas 5 Governos. A Força da esquerda está no POVO que têm apoiado a linha de Lula. Por isso não percebo o t+itulo desta crónica
"Dilma Rousseff a Discursanta.
JM

Provoca-me disse...

Presidentos e estutandos a malta também quer. Ai tanta ignorância dos leitores que fazem com que Portos Editoras lucrem rios de dinheiro com mau serviço, e se tenham atirado de cabeça para o nojo do acordo ortográfico que permitiu que a ignorância e o caos atingissem níveis que antes se pensavam difíceis de alcançar.

Provoca-me disse...

Anónimo JM você ainda não percebeu que presidente, estudante, e outros antes e entes não são palavras MASCULINAS, mas sim NEUTRAS!! Chiça.

trepadeira disse...

Parece que algo lhe começou a cheirar mal.Ou será só mostarda?

Abraço,
mário

Anónimo disse...

O Partido Comunista do Brasil também concorda com a presidenta de que é preciso romper o cerco do conservadorismo e realizar uma reforma política democrática ouvindo amplos setores da sociedade. etc. etc. etc.
JM

Luis Rodrigues disse...

Só se preocupam com questões de
Presidente ou Presidenta ...O Pt glorioso herdeiro do Partido Comunista,herdou o poder e foi ao POTE,não é o único no mundo.Cá estamos há espera que O PCP,suba ao poder finalmente para ao chegar ao "alguidar" distribua finalmente o mal pelas aldeias....

samuel disse...

Luis Rodrigues:

Herdeiro do quê?!!!
Ele há cada cromo!!! :-) :-) :-)