quinta-feira, 27 de junho de 2013

Passos Coelho – Inqualificável *


Esta frase, produzida por Passos Coelho em vésperas de uma Greve Geral contra o seu governo miserável e a sua política criminosa, é um atestado da maior falta de vergonha que um governante na situação em que ele está pode produzir. Depois de ser responsável, desde que assumiu o poder, pela destruição de mais de meio milhão de postos de trabalho a somar ao desemprego esmagador que já existia, produzir esta frase digna de lúmpen de tasca, retrata bem o carácter acanalhado que se esconde por detrás daquela cara de sonso.
Eu sei. Eu sei que insisto muitas vezes na publicação desta ilustração, ela própria já uma “opinião” da minha parte, sabendo-se que a fotomontagem é da minha autoria e que, portanto, a mistura da cara de Passos, a preto e branco, com símbolos da Mocidade Portuguesa de Salazar e do fascismo... é propositada.
Na verdade, que melhor ilustração arranjaria para uma frase como esta, que nenhum neofascista (ou velho) desdenharia?
Então pá?!!! – perguntam alguns de vocês. Então achas mesmo que Passos Coelho é a mesma coisa que um velho fascista em funções?
Não! Não acho! Um velho fascista, daqueles que estudámos e recordamos... não teria o descaramento (nem a fuça de sonso, diga-se) de acrescentar à frase que serve de abertura a este texto, a insolente afirmação de que considera a greve “um direito inalienável”!
Este, pensa-o tanto como pensavam os de então!

Viva a Greve Geral!
* Por esta altura já devem ter percebido que este “inqualificável” foi a forma mais fácil de evitar ter que escrever mais meia página, apenas com adjectivos “vistosos”.

20 comentários:

Maria disse...

Hoje não escrevo porque estou em greve.
Mas quero dizer que ele é parecido com o botas sim senhor!

Boa greve!
Abreijos.

São disse...

O que o sujeito quer significar e lamenta não poder legalizar é que a escravatura seria o ideal!

Bons sonhos.

Graciete Rietsch disse...

E para a escravatura caminhamos!

VIVA A GREVE GERAL

Marralhos disse...

Não,ele não é um velho fascista, é um fascista ainda novo.
Temos de cortar o piu a este pulha rápidamente.

Antuã disse...


Viva o Pleno Emprego.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Detesto gente voluntáriamente insensível.

VIVA A GREVE GERAL.

Aurora disse...

Já se sente um odor pestilento a fascismo.
VIVA A GREVE GERAL!!!!!!!!!!!!!!!!!

trepadeira disse...

E,para não escrever muito,serve o mais conhecido poema de Alberto Pimenta.

VIVA A GREVE GERAL

A caminho da concentração.

Abraço,

mário

Anónimo disse...

ou estou enganado ou a greve geral é de todos mas os comunas não têm emenda. lá vem o jurássico arménio saudar os que "aderiram ao apelo da cgtp", lá está a marcha cheia de che guevaras e bandeiras do pcp. ó porta voz samuel, diga lá aos gajos que já chateia e que a luta por portugal é de todos os portugueses. diga lá ao arménio que as percentagens só podem ser mostradas depois da contabilidade total. há muito turno que ainda não começou. assim o gajo acaba por dar razão aos do governo. é preciso seriedade nestas coisas ou então é mais uma palhaçada. vocês comunas não aprendem nada com a turquia e com o brasil!!!! no meu trabalho somos vinte e só cinco fizeram greve. o dinheirinho faz falta.

Anónimo disse...

Estou farto.
Farto desta gente que canta vitória pelo número de serviços que fecha e pela quantidade de pessoas que incomodam. Farto de demorar 2 horas para ir trabalhar por causa de meia dúzia de arruaceiros que tem como profissão organizar greves. Farto que os meus filhos não saibam quando são os exames porque há outra meia dúzia que decidiu estragar a vida também aos estudantes

Anónimo disse...

Proprietário do blogue, és um esquerdote que também terás como desporto estragar a vida dos que querem trabalhar

Olinda disse...

O Paîs precisa de trabalho,ê verdade!Nao precisa ê de quem destruiu milhares de postos de trabalho, e se prepara para o maior despedimento colectivo,de que hâ memôria.A besta deu um tiro no pê,no seu blâ-blâ.

Um abraco

samuel disse...

Anónimos:

O nível político e intelectual dos vários comentários anónimos... dispensa adjectivos, tal é o brilho!!! :-) :-) :-)

Provoca-me disse...

Ai anónimo, anónimo que não vê o estado miserável dos trabalhadores, da educação, e de tudo o resto. É mau ver que não se preocupa com a sua filha, nem com o país. Informe-se, cultive-se e não diga disparates.

Pintassilgo disse...

Quando há greves há sempre bandalhos a denegri-las.

Anónimo disse...



Este Passos está a comportar-se como o carrasco que tenta ressuscitar o executado.

Destruiu centenas de milhares de postos de trabalho e agora tem o descaramento de dizer que o país precisa de trabalho?

Ainda estes anónimos têm a lata de vir para aqui largar bujardas.

É uma tristeza ter que aguentar disparates destes.

Enfim; é este o povo que temos é por este povo que devemos lutar.

Khe Sanh

Anónimo disse...



Bandeiras do PCP? Não terá a exagerar?

Também participei na manifestação e não vi um único simbolo partidário.

A não ser que confunda as bandeiras vermelhas que lá abundavam com a bandeira do PCP.


Irrita-o essa cor, é?

Khe Sanh




Anónimo disse...

Foi uma Greve Geral conseguida.
Vicky

Anónimo disse...

Caro Samuel: A Greve Geral foi, de facto, uma grande vitória e demonstra que ainda há muita gente em Portugal do lado certo da barricada, um último reduto moral e ético contra a iniquidade, a falta de honra, a mediocridade, a ausência de escrúpulos, a profunda desonestidade e, acima de tudo, o vazio moral deste gentalha que, mais do que qualquer dos outros bandalhos corruptos que governaram o país nos últimos 30 anos, é responsável pela maior catástrofe social, económica e cultural que assolou o país. Quanto ao serventuário do gaspar taralhouco, esse que dá pelo nome de passos coelho, nem vale a pena qualificá-lo, tal a ignorância e a pesporrência da criatura que, como se diz em gíria popular, quando abre a boca "ou entra mosca, ou...".

Um forte abraço

António Melo

augusta disse...

E eu estou farta de anónimos desta categoria...

quanto à greve...
VIVA A GREVE GERAL!
Grande greve!
estive na concentração.
bandeiras vermelhas, sim, ... CGTP! E as brancas da FENPROF, do meu sindicato, entre outras cores, também!

(também) Pela escola pública, pela dignidade da profissão docente. Pelos estudantes!

VIVA A GREVE GERAL!