sábado, 7 de setembro de 2013

Pornografia... e Parlamento


Numa notícia a que dá o título sugestivo de “A bancada pornográfica do Parlamento britânico”, o DN brinda-nos com uma peça extraordinária que leva como sub-título a afirmação peremptória:
“No ano passado os parlamentares britânicos acederam mais de 300 mil vezes a sites pornográficos a partir dos computadores da instituição.”
“Os parlamentares!” Mai nada!!! Na verdade, é mais uma peça daquelas a que eu costumo chamar, para me limitar ao nome científico da coisa...“Jornalismo de Merda”!
Passo a explicar. Assim que se consegue entrar no texto, depois de ultrapassado o sobresalto dos títulos, descobre-se que quem denuncia os acessos ao sites pornográficos a partir dos computadores do Parlamento, não tem forma de saber quais, de entre os cerca de 5.000 funcionários da casa, utilizou os computadores para esse fim. Mais, as tonitruantes “300 mil vezes” podem ser afinal apenas duas mil, ou quinhentas... ou mesmo trinta, uma vez que os próprios “denunciantes” apontam o facto de os proprietários desses sites pornográficos, à semelhança de muitos outros sites comerciais, blogues, jornais,etc... inflacionarem fraudulentamente as contagens de visitantes, para fins de auto-propaganda.
Resumindo... no Parlamento britânico há um número indeterminado de indivíduos e “indivíduas”, entre motoristas, jornalistas, contínuos e contínuas, elementos de segurança pessoal, pessoal da limpeza, pessoal da cozinha e dos bares, secretários e secretárias, polícias... e não sei quantos parlamentares que, de quando em vez, dão umas olhadelas a umas moçoilas e rapazes que se exibem em trajes mais "à fresca" em filmezecos manhosos e fotografias supostamente pornográficas... presumo que quando não estão a fazer mais nada.
Deixando de lado os sempre tão hipócritas julgamentos morais... isso é bom? Isso é mau? Não só não vejo o interesse da estória, como não tenho sobre a dita qualquer opinião.
Já sobre a qualidade do jornalismo que está por detrás desta “notícia” do DN... tenho!
Para acabar, numa nota do que se poderá chamar “auto-crítica” nacional... devo dizer, para refrigério das almas dos eleitores britânicos, que o que se passa no Parlamento português é bem mais grave e escabroso. Na verdade, consta que muitos parlamentares portugueses têm o hábito bem mais “hard-core” e, convenhamos, bastante nojento... de estar constantemente a visitar as páginas de Facebook de Aníbal Cavaco Silva e Pedro Passos Coelho, o que é, vá lá... como hei-de dizer?
Absolutamente...  repelente!!!

5 comentários:

Anónimo disse...

E até consultar o site do "PCP" que é com toda certeza mais "pornográfico" que tudo o mais que se possa visitar.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Isso é uma coisa banal não só por lá como por cá...mazelas de quem vive bem à nossa custa e que não quer trabalhar com dignidade.
Se os deputados trabalhassem e descontassem como exigem a toda a população então não teriam tempo para estas escapadelas vergonhosas...

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Lamentável, num País de tão exemplares costumes...

Maria João Brito de Sousa disse...

Não resisto, Samuel... será que o CS e o PPC também andam a posar em trajes menores????

samuel disse...

Anónimo (01:53):

Muito bom!!! Que profundidade!!! :-)