sábado, 28 de setembro de 2013

BPN e Oliveira e Costa – Uma questão de equidade...




Li ontem que estava a revelar-se impossível para as autoridades notificar o tristemente famoso ladrão do BPN, Oliveira e Costa, para comparecer em tribunal, no ambito do julgamento de uma trafulhice envolvendo o próprio Oliveira e Costa e outro “governante” de Cavaco, Duarte Lima.
Independentemente de terem, entretanto, conseguido, ou do que penso sobre um sistema judicial que permite que isto aconteça... deixo apenas um “desabafo”:
Enquanto esta situação caricata se mantiver, gostaria muito de que o Fisco ficasse igualmente impossibilitado de notificar os contribuintes que vivem do seu trabalho... para fazerem qualquer pagamento de impostos, sabendo-se quantos milhares de milhões de euros desses impostos se destinam, exclusivamente, a cobrir o roubo do senhor Oliveira e Costa e dos restantes membros da quadrilha de “ajudantes” de Cavaco Silva.

6 comentários:

Anónimo disse...

Eu também deixo apenas um desabafo:

Continuo à espera que o PCP devolva os arquivos da PIDE que roubou.

Trata-se de uma questão de equidade...

luís rodrigues coelho Coelho disse...

...e tudo isto existe, e tudo isto é triste...
Só não o apanham porque outros não deixam e até o protegem.

Quanto aos contribuintes nunca desarmam. É fartar de vilanagem...

samuel disse...

Anónimo (05:18):

Fantástico!!! Bela raridade!

Essa cassete já deve valer uma boa maquia entre os coleccionadores! :-) :-) :-)

Provoca-me disse...

O anónimo é tão estúpido que acredita em tudo. Se calhar também acredita no milagre de Fátima.

Graciete Rietsch disse...

Ele aparece. Está bem protegido. Quem o procura sofre do mesmo mal.

Um abraço.

Antuã disse...


O Anónimo é sócio do Oliveira e Costa e por isso não gosta. Ponha na beirinha do prato e deixe-se de bocas reles.