quarta-feira, 11 de setembro de 2013

As televisões portuguesas... que se estão nas tintas para os portugueses


Todas as televisões, RTP incluída, acham importante que saibamos da mais recente tatuagem junto à “passarinha” da famosa artista “pop”.
Todas acham importante que saibamos de todas as vezes que o “nosso” craque de futebol tem um dói dói.
Todas acham importante que os seus “jornalistas” se plantem à porta de Belém, ou dos ministérios, papagueando as mesmíssimas palavras que o pivot acabou de dizer em estúdio, para acrescentarem, apenas, a momentosa informação em “directo” que dá conta do facto de ninguém ter entrado, ou saído... ou, no caso de terem entrado, ou saído... não terem prestado quaisquer declarações.
Todas as televisões acham importante abrir telejornais com o desastre de viação, na cochinchina, entre um autocarro de transporte de galinhas e uma carrinha carregada de repolhos.
Todos as televisões acham importante correr para a “europa”, dia sim dia não, para seguir cada espirro e relatar cada flatulência de Merkel ou do seu ministro das finanças.
Todas as televisões têm pessoal e meios para ir para Londres reportar em directo cada passo do “casamento real”, ou do nascimento do primeiro bebé real... ficando apenas a dúvida de como raio é que deixaram escapar a oportunidade de cobrir, passe a expressão, a primeira “queca real”.
Nenhuma televisão acha importante seguir, de forma competente e democrática, um acontecimento como as Eleições Autárquicas, que terão consequências na vida de milhões de eleitores e milhares de candidatos, centenas de cidades e vilas, milhares de freguesias!
Por muito que este “amuo” antidemocrático das televisões pudesse encaixar-se apenas na minha já habitual classificação de “jornalismo de merda”, acho que, desta vez posso e devo acrescentar:

Capitalismo de merda!

10 comentários:

Anónimo disse...

tirem-me daqui!

vovómaria

Graciete Rietsch disse...

Subscrevo, com muita consideração pelo teu género de Jornalismo.

Um beijo.

trepadeira disse...

Nunca a censura foi tão violenta.
Nunca os jornalistas foram tão "lacaios".
A tudo obedecem sem um espirro ou sequer uma flatulência.

Abraço,

mário

Anónimo disse...

Eu já há muito que não vejo Televisão.

Mas entre ver novelas, casas dos degredos, filmes de porcaria e ver os crápulas do poder local a ldeslargar bossalidades, venha o diabo e escolha.

Acho bem que não haja cobertura.

Todo o politico democrático é CORRUPTO, ALDRABÃO e DEMAGOGO.

Quanto menos tempo de antena tiverem melhor.

A luta politico-partidária é das coisas mais reles que pode existir na vida de um ser humano.

samuel disse...

Anónimo (14:54):

E quem lhes assegura, sempre, o acesso e a permanência no poder?
Indigente mentais como vossa excelência: um exemplo acabado do "analfabeto político", que Brecht tão bem retratou!

Antuã disse...

Os responsáveis das televisões têm todo o tempo e todos os meios possíveis quando se trata de sujar o cérebro às pessoas.

Anónimo disse...

quem tem paciência para aturar as brigas partidárias de esquina? berram mais uns contra os outros que em prol do que deveriam defender. o pcp então é mestre. só o avô cantigas, com já lhe chamaram, é que tem. desça à terra homem!!!! fazem falta políticos de alto nível. agora não há nenhum. se tem tanta vontade de protagonismo o pcp que o meta na assembleia. tão opinativo na bancada que você é!!! 31 de boca!!!

samuel disse...

Anónimo (16:33):

Eu? Na Assembleia?!!! Obrigado pelo "voto de confiança"!!! :-)

Pensando bem, acho que estou no bom caminho. Digo umas coisas, faço algumas coisas das que digo e, sobretudo, não me acobardo atrás do anonimato. É um começo. :-) :-) :-)

Luis Filipe Gomes disse...

Os senhores das tê vês não suportam que a lei lhes penetre nos critérios jornalísticos, bem se vê que também são avêssos a que a democracia lhes entre no espírito.Ainda mais uma lei que data de 1975, uma velharia, não senhor! Das duas uma; Ou temos leis fresquinhas, novinhas em folha do tempo deste governo ou temos vetustas antiguidades tipo Constituição Americana! Ai a constituição americana que primor!...

Provoca-me disse...

Os canais de tv e os seus patrões são cúmplices da destruição de Portugal e das mortes que advêm do nazifascismo do governo e da troika e orgulham-se disso. Por isso é bem natural que se estejam a borrifar para um trabalho justo e democrático sobre a campanha autárquica.