domingo, 29 de setembro de 2013

Herman e Milhazes – Tão porquinho!...


Provavelmente é apenas o meu mau feitio a falar. Provavelmente não houve muita gente a ficar enojada com o critério usado para convidar o estropício que dá pelo nome de José Milhazes para debitar em directo no programa de Herman José as provocações e calúnias anti-PCP e Álvaro Cunhal, que escrevinhou no livrito que anda a promover onde pode.
E lá esteve ele, em noite de véspera de eleições, fazendo o seu comício anti-comunista, debitando pérolas como aquela em que defende a construção de uma estátua a Brejnev, por ter tido o “bom senso de impedir que Cunhal tomasse o poder em 1976”.
Desculpar-me-ão... mas já só muito raramente acredito em coincidências e actos inocentes!
Herman José, provavelmente por ter consciência da nojeirada em que alinhou para fazer o jeito a alguém... compensou com a tentativa de subir o nível do programa, convidando também a actriz de filmes pornográficos, Sasha Grey, para promover o livro que publicou.
Aquele longo exercício anticomunista disfarçado de entrevista, na véspera de uma eleição, pode até não ter tirado um voto que seja à CDU...
...mas foi porco!

21 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

Foi mesmo!!! Muito excepcionalmente, não desliguei o televisor logo a seguir ao telejornal... e dei por isso!


Abraço!

Provoca-me disse...

Porco, nojento e fascista. Sim. Certíssimo. Vindo de um canal que está a mando de um governo fascista, outra coisa não seria de esperar.

Anónimo disse...

Já ninguém vê o herman os mais novos nem sabem quem é!

Ponto de Interrogação disse...

Não vi e ainda bem senão partia o televisor. O mundo está transformado no maior antro de putas camufladas que aceitam vender a alma ao diabo por coisas que, a seu devido tempo, hão-de acabar por cair-lhes em cima.

É vergonhoso o que estamos a viver e a observar. Palavra de honra! Mete mesmo asco!

Abraço Samuel!

Anónimo disse...

por mim era fazer queixa à CNE

Antuã disse...


Herman nunca teve piada nenhuma. O seu sucesso está relacionado com a estupidez reinante. Quanto ao Milhazes é um aborto da brava natureza.

Maria disse...

Não vi. Estive na música...
:)

São disse...

Herman´foi um subproduto que fez - e, pelos vistos, continua a fazer - fretes a quem mais lhe pague.Portanto, qual o espanto?!

Quanto ao outro nunca estive interessada no livro e , promovido por Crespo e G«Herman, está fira de toda a hipórese l~e-lo alguma vez-

Fiquem bem.

Luis Filipe Gomes disse...

Não vi. Desisti do humorista quando ele comprou o primeiro carro de luxo entre muitos outros que viria a comprar.

Na altura nem fui eu que dei por isso quem me chamou a atenção foi a minha professora de inglês do Instituto Britânico. O Instituto Britânico ficou pelo caminho como o First Certificate, falta de dinheiro para a inscrição. Vivia-se em pleno período soarista/cavaquista e comecei a ter salários em atraso. A metalomecânica onde eu trabalhava e que exportava práticamente tudo o que produzia deixou de ter acesso a financiamento para comprar matéria prima mesmo havendo encomendas para fazer, e dinheiro para facturar a curto prazo.

Anónimo disse...

Caro "cantigueiro",

Sabe uma coisa? Você é um triste.
Não vi no seu artigo UMA ÚNICA LINHA em que apresenta uma ARGUMENTAÇÃO SÓLIDA. Apenas insultos.

Por isso, o seu blogue merece apenas uma coisa da minha parte: ir pela retrete abaixo.

Anónimo disse...

nao vi e nao gostei

Anónimo disse...

Mais e mais verdades se vão saber, o povo ainda vai saber quem traiu Portugal.

samuel disse...

Anónimo (19:37):

Caro anónimo adepto de retretes... :-)

O seu tom convicto e o seu estilo quase bem educado, chegou a plantar uma dúvida sobre o que realmente escrevi.

Relido o "artigo", como você lhe chama... para além de assumir que classifiquei a sessão de propaganda mentirosa e anticomunista na véspera de um acto eleitoral, como PORCO... não vejo onde diabo estão os insultos, ou a quem, e como raio haveria de apresentar argumentos mais "sólidos" para para dizer o que pensei sobre o triste espectáculo televisivo.

O que é que faltou aos argumentos? Não os entendeu? Se foi esse o caso... por que diacho comentou? :-) :-) :-)

Sinceramente...


Reaça disse...

As verdades e os acontecimentos históricos vêm sempre ao de cima.

È pena que gente seguiu certas doutrinas que estavam a dar numa altura, e ao perderem essa fé, só tenham denunciado as coisas só ao fim de décadas.

Já tem barbas as «novidades» que este Milhases publica, que vá à fava ele e o que escreve

Graciete Rietsch disse...

Não vi. Não vejo o Herman. Mas propaganda anticomunista na véspera das eleições", no dia da "reflexão"merecia ser considerado pela CNE.

Um beijo.

Reaça disse...

Dou razão a Graciete Rietsch quando diz que em vésperas de eleições não se devia falar em políticas nem mesmo em blogs quando mais na televisão.
Por isso eu, reaça, só apareci aqui após as eleições.
E agora, passado tantas horas já posso dizer mais.
É que o comunismo português e o respectivo anti-comunismo tuga, cristalizaram, ou seja mumificaram, ou melhor ainda, fossilizaram.

Anónimo disse...

Cheguei a este artigo através do facebook, se não me engano até foi através de um post do José Milhazes.

Deixo este comentário para fazer uma pequena critica aos que não respeitam a liberdade dos outros para fazerem e dizerem o que bem entendem.

Então o Milhazes é um "porco", um "anti-comunista", um "nojento", um "fascista" e outras coisas que se lê por essa internet só porque escreveu um livro que diz o contrário do que o PCP diz ou porque depois de ter vivido o comunismo na prática chegou a conclusão que não é o modelo político que mais lhe agrada?

Acham mesmo que isto é correcto? Faz algum sentido eu chegar aqui e chamar nomes ao autor do post só porque não concordo com o que ele diz ou porque tem uma ideologia diferente da minha? Como podem se quer falar do 25 de Abril e da liberdade quando nem conseguem ouvir e respeitar a opinião de outras pessoas? Como podem até falar de um livro quando ele ainda nem tinha sido lançado?

Com todo o respeito pelo autor do post e por quem aqui comentou, são este tipo de "ataques" que mancham o comunismo português e que o colocam bem perto de alguns regimes ditatoriais.

Não é de admirar que nem no meio destas dificuldades todas, os portugueses continuem a votar nos mesmos... afinal de contas, se os comunistas na oposição conseguem respeitar as opiniões contrárias, imagine-se o que fariam se estivessem no poder. (Censura, campos de concentração, prisões...? Será assim tão diferente do Estado Novo?)

E por aqui fico. Espero que no futuro consigam trocar os ataques e o "chamar nomes" por respostas correctas e fundamentadas.

Os meus cumprimentos para todos (até para os que têm opiniões diferentes da minha),

Celso Fernandes

samuel disse...

Celso Fernandes:

Pela minha parte, se se der ao trabalho de ler, ou reler o que escrevi… chamei "porco" ao acto em si e não a ninguém em particular. Lamento que não tenha percebido!

Quanto ao Milhazes, se viveu na União Soviética e "chegou a conclusão que não é o modelo político que mais lhe agrada"… poderia bem dizer isso em quantas entrevistas e livros quisesse… mas sem mentir, sem distorcer factos, sem inventar conversas (perfeitamente hilariantes) entre Cunhal e Gorbachev… está a ver? E, sobretudo… e esse era o assunto do post que, infelizmente o meu caro não apanhou, não deveriam ter feito aquilo na véspera das eleições.

Era só isso.

Cumprimentos.

Manuel Barata disse...

O pessoal gosta muito da palavra fascista" é fascista para a direita fascista para a esquerda,toma lá que és fascista. Confesso que estes 40 anos de Democracia não foram suficientes para educar o povinho
PCP.Nunca leram nada que não fosse a "cartilha" nunca duvidaram do que os "comissários " lhes disseram,a URSS
foi um pesadelo,etc.Contentam-se em proclamar que quem não pensa como eles é fascista.Proclamem como o velho"paisinho" hospitais psiquiátricos para os inimigos do povo e a coisa faz-se.

Anónimo disse...

Mas ainda alguém vê o Herman?

José Oliveira disse...

Depois de ter tido conhecimento desta entrevista, fui vê-la e é muito pior do que se pode imaginar, Herman entrevista uma actriz porn, estão todos bem entre si, gostava de saber quanto custou isto tudo.