sábado, 24 de abril de 2010

E agora?





Descansado pelo facto de saber que por esta altura já ninguém me confundirá com um admirador de nenhum dos dois irmãos Sá Fernandes, fico à vontade para dizer que fui estando de acordo com quase tudo o que o advogado foi dizendo ao longo do dia de ontem.

Provado que foi, em tribunal, que o corruptor Névoa, da Bragaparques, quis mesmo corromper José Sá Fernandes, e que este, conjuntamente com o seu irmão advogado, decidiu denunciá-lo, mesmo assim o tribunal decidiu absolvê-lo, porque apenas tentou que o vereador mudasse publicamente um sentido de voto. Como a decisão final que o corruptor estava a tentar comprar não estava directamente nas mãos do vereador, essa tentativa de corrupção, segundo o raciocínio e julgamento aberrantes do juiz... não é crime.

O calhordas Domingos Névoa recorreu da primeira condenação (multa de 5.000 euros) e ganhou! Nem a multa vai pagar! Portanto, a fazer fá na, chamemos-lhe assim... jurisprudência desta triste imitação de juiz, passa a ser normal que empresários e promotores disto e daquilo, tentem comprar, ou comprem mesmo, os votos (por exemplo) de deputados suficientes para fazer aprovar esta ou aquela lei que melhor lhes convenha... já que os posteriores actos admninistrativos que daí advenham, não serão da sua responsabilidade. Fantástico!

E agora? Como é que se convence um cidadão normal, ou um funcionário de uma repartição pública qualquer, a denunciar uma tentativa de corrupção? Sabendo que vai ser publicamente enxovalhado, gozado - “Devia era ter-se calado e embolsado a massa!”, “Ganda parvalhão!”, “Havia de ser comigo!...A mim é que ninguém oferece nada!” - que no fim de tudo ficará a ver o traste que tentou enfiar-lhe o dinheiro nas mãos a rir, livre como um passarinho... e que, com “sorte”, ainda terá que lhe pagar uma indemnização, como aconteceu ao advogado Sá Fernandes... não será fácil!

De que raio de “escolas” sai esta estirpe de “juízes”?

8 comentários:

Rosa Branca disse...

Já parece o PREC.

Graciete Rietsch disse...

Quanta indemnização se irá ainda pagar, tendo sido os crimes realmente cometidos?

Um beijo.

Antuã disse...

Saem da Escola do PS.

eduricardo disse...

Fica uma escura NÉVOA a encobrir a corrupção. Mas, neste caso , decida o poder o que quiser, julgo que a opinião pública percebeu a verdade.

Fernando Samuel disse...

É simples; a justiça dominante é a justiça da classe dominante...

Um abraço.

Nelson Ricardo disse...

A situação até nojo mete. Quantas facas mais conseguem cravar nas costas de Abril e na Democracia?

maria povo disse...

"... e os ratos ao verem que não podiam fugir à fúria dos gatos, dirigiram-se à justiça! qual o espanto quando verficaram que o juiz era um gato!!"

e mais não digo.

UdL disse...

Da escola da grande puta que os pariu! (perdoa-me samuel, mas como homem do norte, sao estas as primeiras palavras que me ocorrem quando me deparo com este género de merdas!)