sábado, 8 de janeiro de 2011

Governo Sócrates – Eles derem, derem...


O inexplicável governo do inútil Sócrates vai fazendo das suas diariamente, sempre igual a si próprio, mas há dias em que consegue ser ainda mais igual. Chega a notícia de que perante a despesa que representa o desperdício causado pelo facto de alguns doentes, sobretudo os doentes crónicos, com doenças mais dispendiosas de tratar, por vezes deixarem extraviar os medicamentos, ou aviarem novas receitas quando ainda não os acabaram, o Governo de Sócrates está a preparar uma solução. Muito bem! Evite-se o desperdício!
E então o que vai fazer o socretino Governo? Informatizar todo o sistema de receitas do SNS e cruzá-lo com os sistemas das farmácias? Controlar as datas das emissões de receitas, ou da  venda de medicamentos, para detectar possíveis sobreposições ou excesso de compras? Apoiar estes doentes, quase sempre idosos, ajudando-os a ter um melhor controlo sobre os medicamentos? Perguntar o que fazer a alguém que saiba dar sugestões melhores do que estas que eu dei?
Não! Está a estudar a hipótese de multar os doentes! Imagino que as multas para as velhotas que aviam em excesso as receitas do remédio para o coração venham a ser bem superiores à pensão de reforma, que é para aprenderem a não desperdiçar... e não se desculparem com confusões nem faltas de memória!!!
Fantástico, não é? A única coisa que ainda conseguiu "salvar" esta notícia sobre tão ascoroso plano governamental, notícia que nem sei bem como comentar, foi a acidental gralha que a versão virtual do Público trazia no texto, quando diz que «as farmácias dos hospitais vão verificar se os doentes vão buscar mais medicamentos quando ainda deviam terem alguns», gralha que me lembrou de um velho jogador de futebol (do Belenenses?), que no fim de um jogo mais duro, fez um comentário para a reportagem da rádio, que ficou famoso.
Adaptado para esta estória seria qualquer coisa como «eles lá que desperdiçarem, desperdiçarem... mas também forem multados que se...» ...mas na verdade isto só tem graça com o «eles lá que derem derem, mas também apanharem que se...» da estória original, aqui incompleta, por uma questão de decoro.
Ter-me lembrado disto... deve querer dizer que este Governo nos está, lentamente, a fazer enlouquecer... ou então sou só eu.

16 comentários:

Swt disse...

Eu também estou a ficar doidinha da cabeça! Não estava preparada para isto... preparava-me para uma doença, para uma guerra, vá... mas isto não!
Em 56 anos de vida, nunca vi nada assim!!!

do Zambujal disse...

É pá, onde chega o desplante, a manifestação de intolerância, desconfiança, culpabilização, tudo ao serviço da redução do défice orçamental, imposto pelo FMI & Cia., Lda.

Temos de evitar que nos tornem loucos... mas temos mesmo de desabafar umas bojaradas de vez em quando.

Grandes sacanas... para não ofender pessoas da família dos governamentais.

Abraços

salvoconduto disse...

Vês, vês por que ás vezes me passo dos carretos?! De certeza que os medicamentos que ele toma são todos fora de prazo.

Bom fim de semana.

J.S. Teixeira disse...

Não há limites para a personalidade criminosa do PS.

César Ramos disse...

Boas,

Sem querer meter-me nos comentários dos outros caros cibernautas, diria eu mesmo mais:

- Então, isto não é mesmo uma guerra? Contra o Povo? E querem pior doença, do que esta situação de peste?

Ninguém ligou nenhuma ao post que fiz dedicado a Malangatana.

Escrevi lá que o Mestre militava pela liberdade e simpatizava com o PCP, e tramei-me!

Cumpts.
César

Maria disse...

Esta notícia é do caraças!
Eles 'andem' aí, eu sei, só não sabia que 'andarem' tão loucos.
Só me apetece dizer a todo o governo 'amendem-se ao mar e diz que t'empurrarem'...

Abreijo.

Antuã disse...

São uns grandes filhos da pata que os pôs.

Anónimo disse...

Uma questão de coerência. Num país onde quase, mas quase tudo mesmo, está mal, por que razão haveria o governo (perdão, o Governo) de estar bem? O pior é que este governo não melhora, nem com excesso de medicamentos.
Daniel

Fernando Samuel disse...

É na multa que está o segredo do «estado social» de Sócrates, Alegre, Cavaco & Cia...

Um abraço.

trepadeira disse...

Eles bem querem fazer-nos enlouquecer.
É mesmo socretinos.

Um abraço,
mário

Graciete Rietsch disse...

Eles não "andem" loucos. São maus e"hadem" dar cabo da nossa capacidade de pensar. "hadem" é o que eles pensam, mas não conseguirão.

Um beijo.

Membro do Povo disse...

tou doido há muito tempo!

JOSÈ GAGO disse...

Acho óptimo! Grande projecto!
Para combate ao desperdício...
Este governo, (esse dejécto)
Sabe bem do seu ofício...!

È o màximo da loucura
Que o Sócrates já atingiu!
Coitado, já não tem cura
nem na (santa)que o pariu...!

relogio.de.corda disse...

Eu acho que já enlouqueci há muito, com tanto disparate deste homem e dos outros que o acompanham.

Anónimo disse...

O Sócrates e seus capangas estão a precisar duma canhoada nos cornos.

Zé Canhão

Suq disse...

Medida à socretina maneira:
-Acabemos-lhes com o cagar!

O Sacana vai multar-lhes(bem fêta!)
E assim, duma assentada
Portugueses iram poupar-se ):
Decrete-se esta cagada!

Ai que fedor!