quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Vaticano – Sai mais um “santo”!


Já há tempos aqui dei conta da minha opinião sobre a verdadeira oficina de santeiro que é a Igreja Católica. Por ter sido criado no seio de uma Igreja livre de “santinhas” e “santinhos”, esta verdadeira cegueira do Vaticano por inundar o imaginário dos fieis com milhares de santos, para além da evidente idolatria, constitui como que uma barreira entre esses fieis e o seu próprio Deus... embora disfarçada de “intercessão”.
Adiante... no momento que o mundo atravessa, o que é que estava mesmo, mesmo a faltar? Exatamente! Mais um santo! E o contemplado é... Karol Wojtyla, mais conhecido pelo seu nome artístico: João Paulo II.
Para a meteórica santificação do cidadão polaco, último dirigente da milenar organização religiosa, apenas estava a faltar o aparecimento de “provas” de um milagre que lhe pudesse ser atribuído. Providencialmente, apareceu uma freira (que conveniente!) disposta a testemunhar ter conseguido a cura do seu Parkinson, «depois de ter rezado e pedido ajuda a João Paulo II nos meses após a sua morte, a 2 de Abril de 2005».
E pronto! Siga a festa e haja cânticos e aleluias na indústria dos cromos, postais e estatuetas de barro, plástico e outros materiais nobres!
Espero sinceramente que Marie Simon-Pierre, a monja “miraculada”, tenha melhor sorte que a Jacinta e o Francisco, que poucos meses de vida tiveram para contar os seus milagres... e, claro, melhor sorte que a sua colega “irmã” Lúcia, que foi condenada a prisão perpétua, perdão!, fechada em sucessivas celas de conventos de clausura, sem nunca mais ver a mãe... e até morrer.

9 comentários:

Meg disse...

Consegues engasgar-me com as tuas opiniões que (por mero acaso) são as minhas.
Ando eu, mais uma vez, à volta da Cova dos Leões, e tu a dar-lhe!
Irra!!! Quem os pára?

Abreijos

ph disse...

doença essa, que o próprio Karol tinha, mas que por uma qualquer razão, não se conseguiu curar a si próprio... Guardou o Dom para depois virar santo...

Maria disse...

Não me digas que o milagre surgiu depois dele estar morto...
E se os que estão na foto eram os 3 pastorzinhos, porque é que só o Francisco é que tem o pau? Não eram suposto terem todos?

:))))
Abreijo.

Pata Negra disse...

Não sei se foi o Francisco, se a irmã, se a prima?! Ah não! Já me lembro! Foi o beato Nuno Álvares Pereira que ainda a muito pouco tempo - dois ou três anos - foi promovido a Santo, porque uma vizinha minha estava a fritar batatas, salpicou-lhe óleo para os olhos, gritou "valha-me" Nuno e não ficou cega! Até aí, tudo bem, mais santo menos santo! O pior é que a câmara municipal, para a qual contribuo, teve de gastar dinheiro a mudar as placas da avenida Beato Nuno para Santo Nuno!!
Em milagres, acreditarei quando um vizinho meu que tem os membros inferiores amputados me aparecer com com duas pernas de carne sem intervenção médica por ter gritado valha-me São Samuel!
( Coincidência, o marido da beata chama-se Nuno)
Um santo abraço

relogio.de.corda disse...

:) Estas 3 últimas personagens, não viviam a muitos km do local onde me encontro e por mais incrível que pareça, há muitos anos estudei com um familiar destes três pastorinhos que me dizia sempre à boca cheia que não acreditava nada nestas histórias, que era tudo uma grande "tanga". A verdade é que as gentes da terra (deles) são aquelas que menos os veneram.
Quanto a mim; faço questão de deixar aqui bem claro que também estou a desenvolver alguns esforços no sentido de me tornar uma Santa por daqui uns anos.
O que eu estou a fazer para isso, é segredo, por enquanto!!! :))
E esta heim?!

Graciete Rietsch disse...

Conheci um homem, eu muito nova(andava no Liceu) e ele já com uma idade razoável. Era o Sr. Gouveia,professor de violoncelo e que ensinou francês à minha Mãe. Pois o sr. Gouveia, que me apresentou ao Prof Ruy Luis Gomes, dizia"não acredito em milagres, nem que visse nascer,espontâneamente, uma perna a alguém a quem ela faltasse pois a Natureza é tão prodigiosa que de tudo é capaz".
Tive mesmo uma boa Escola.

Um beijo.

José Rodrigues disse...

Ninguém explica é o que aconteceu na verdade ao João Paulo I...e porque será que o Vaticano legislou agora contra a lavagem de dinheiro na banca lá do burgo? Medo do Wikileaks?!

Abraço

Anónimo disse...

Acredito mais no assassinato do João Paulo I que em qualquer milagre.

Antuã

Maria disse...

Mas será que esta gente ainda não se apercebeu que não existem milagres?!... Todos temos o poder da auto-cura, cientificamente provada, que, pelos vistos, funciona quando se acredita muito em algo ou em alguém. Já Jesus dizia - ou diz a Bíblia que ele dizia - a quem se ajoelhava a seus pés, agradecendo-lhe a cura: "Levanta-te! Não fui eu que te curei, mas a tua fé!"
Nisto eu acredito!

Maria Pereira