sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Nuno Crato – Isto não é um teste




Segundo leio, um número indeterminado de professores que fazem falta, repito, que fazem falta nas escolas, passará a ter contratos ao mês. O Ministério da Educação “garante” que os contratos serão prorrogados sucessivamente.
Nuno Crato, o ministro da Educação, é professor. Aqui lhe deixo umas perguntas simples, professor:
1. Quão baixo é preciso descer, política e humanamente, para pensar que é “normal” contratar professores ao mês?
2. Que falha grave de carácter é preciso ter, para impor aos professores este “estilo” de vida e esta estabilidade emocional e económica?
3. Quão estúpido (ah... se fosse apenas estupidez!) é preciso ser para acreditar que professores contratados ao mês têm um mínimo de alento, paz de espírito e motivação, para preparar aulas com semanas ou meses de avanço?
4. Qual é o real objectivo desta medida?
Alínea a) Mostrar ainda mais o rabo à troika?
Alínea b) Poupar uns miseráveis trocos?
Alínea c) Tentar impedir que estes professores ousem reivindicar seja o que for... e muito menos dar a cara numa manifestação da FENPROF... por saberem o que lhes acontecerá se forem denunciados por um qualquer bufo?
Não, não precisa de responder, senhor Nuno Crato. Primeiro, porque isto não é um teste. Segundo, porque nada do que me possa responder me fará deixar de pensar que vivemos sob uma ditadura dos “mercados”... e que somos "governados" por canalhas!

15 comentários:

Anónimo disse...

Samuel, só uma dúvida: diz que leu essa notícia. E dá-a por adquirida? Quer dizer, quando a Imprensa escreve algo contra o PC, os jornalistas são todos uma escumalha; quando a Imprensa fala mal do governo, a escumulha está nos ministros. Em que ficamos? Onde fica a coerência?

Saudações

João Pedro

Pata Negra disse...

A notícia existe, se é falsa, deve ser desmentida! Não dá para acreditar?! Eu já acredito em tudo desde que vi um porco a...
Provavelmente a seguir de contratos de um mês, serão pagos á semana, depois ao dia e, finalmente de sol a sol como nos bons velhos tempos que tanta gente deseja de volta.
Um abraço e que acabem de vez com a educação. Pelo menos com a educação que é a deles!

samuel disse...

João Pedro:

"diz que leu essa notícia. E dá-a por adquirida?"

Não! Dou-a por PUBLICADA, em vários jornais.
Dou-a por "EXPLICADA", por um secretário de estado do ensino.
Dou-a por NÃO DESMENTIDA pelo professor Nuno Crato.

"Por adquiridas" dou muito poucas coisas.

Se esta era a sua única dúvida... para além da "localização geográfica" (?) da coerência... :-)))

Mesmo assim, gostava que me dissesse quando é que eu alguma vez disse que os jornalistas eram TODOS uma escumalha.

Saudações.

Antuã disse...

Eles são capazes de tudo.

vovó disse...

VERGONHA!!!
vovómaria

Anónimo disse...

Samuel,

A facilidade com que você deturpa o que lhe escrevem é notável. Entre si e um reaccionário, não me leve a mal, há muito pouca diferença. Já tem programa para o fim-de-semana? Se não tiver arranje um tempo e vá ao cinema ver a Autobiografia do Ceaucescu. São três horas de filme, mas vale a pena perde-las. Pode ser que venha de lá ilucidado e deixe de escrever os disparates que aqui coloca. Mas claro que não o fará porque, visto o filme, já o estou a ver a insultar realizadores, produtores e actores do mesmo. E agora vai-me insultar também a mim, certo? Que lástima!

Saudações

João Pedro

Fir disse...

Vergonhoso é o mínimo que se pode chamar a isto.

trepadeira disse...

O poder foi abocanhado por gente sem escrúpulos.

Um abraço,
mário

relogio.de.corda disse...

Vamos ter uma educação a prazo, sempre a muito curto prazo. Hoje é mas amanhã já será outra coisa. Hoje um prof, amanhã poderá vir outro,desde que preencha um buraco,desde que sirva para "entreter" que é no fundo, aquilo que o sistema quer que ele faça. Um professor desenvolve projectos e trabalho durante dias, semanas, meses, às vezes anos. Como é que estes estupores conseguem ser assim?!Ver a educação de uma forma tão redutora? Eu bem sei o que me apetecia fazer-lhes...

samuel disse...

João Pedro:

Insultá-lo para quê?! :-)))

Mesmo assim... que raio é que eu deturpei do que me escreveu?
E a que propósito é que vem essa boca pedestre do Ceausescu?
Talvez fosse boa ideia mudar a dose do que anda a fumar... anda a "ver coisas" em demasia. :-)))

Fernando Samuel disse...

Eu ouvi a notícia na rádio: primeiro, durante uns brevíssimos segundos, não acreditei; depois... acreditei: é bem uma medida à dimensão deste governo.

Um abraço.

Graciete Rietsch disse...

Não sei se li essa notícia,mas tive conhecimento dela.E não me surpreendi, porque quem sobrecarrega as turmas com alunos, não pode acreditar que o ensino saia beneficiado. E o ministro Nuno Crato até era bom professor.Ouvi várias intervenções dele na TV de que gostei. Que lhe teria dado?

Um beijo.

Olinda disse...

Realmente é tao absurdo que parece mentira...

do Zambujal disse...

Custa a acreditar, e mais custa comprovar que há uns "crédulos" que julgam "arrumar-nos" com ceausescadas (aliás, "o melhor dos comunistas" para os Soares & Cia) quando eles, nos jornais, nos rádios, nas televisões, só lêem, ouvem ou vêem o que lhes mantém o nível de ignorância e estupidez.

Para ti, um grande abraço

Anónimo disse...

Esse pago ao mês, depois ao dia e por fim à hora. Até onde vai chegar o tão grande servilismo? Não que é necessário cumprir-se o que os Srs. do Cuble Bilderberg querem! Povos sem escolas. saúde, sem sentido critico para fazer desses povos simples escravos. CHEGA QUE É DEMAIS! Eles e a "nova ordem mundial".
Um sincero muito obrigada pela forma sempre presente de apresentar os problemas.
As maiores saudações.
Vicky