segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Soares - “Primus inter pares”


Mário Soares diz que alguns membros deste governo são delinquentes – relatam os títulos de vários jornais televisivos, em papel, ou online.
E diz muito bem! – digo eu. Mário Soares, ainda na posse de quase todas as suas faculdades, tem, visivelmente, uma grande facilidade em identificá-los e reconhecê-los um a um.
Puxando pela memória para lembrar as relações de estreita amizade, cumplicidade e conspiração entre Soares e o Carlucci da CIA, entre Soares e os bombistas do cónego Melo, entre Soares e as “fundações” alemãs e suecas que ajudaram a financiar a contra-revolução que nos trouxe ao ponto em que estamos hoje e o mais que a História registará... direi mesmo que é uma espécie de reconhecimento de um primus inter pares”.

17 comentários:

Graciete Rietsch disse...

A contra revolução começou em 26 de Abril, para não dizer no próprio 25, e Mário Soares foi cúmplice.

Um beijo.

Retornado disse...

Os "Soares" têm aproveitado este período Machete para se unir a um tal Rafael Marques angolano, que substituiu o amigo deles falecido Savimbi, no seu coração.

Antuã disse...


Os mafiosos de vez em quando trocam mimos entre si.

José Rodrigues disse...

A conversa do Marocas é só fumaça...bardamerda!


Abraço

Anónimo disse...

Soares será muita coisa, mas nesta altura tem sido bem mais um aliado que outra coisa. Mesmo que seja por medo de que os seus percam preponderância, mais vale aproveitá-lo quando se coloca assim tão pronto a usar. Se ele o "moderado" trepa pq não poderão outros trepar?

Vasco Reis disse...

Vem sempre com as relações do Soares
com a Cia e as relações do Cunhal com a Stassi e o KGB eram para quê?
Cada um escolheu o seu campo o da Cia
ainda sobrevive,vamos lá saber porquê?

Maria da Luz disse...

A propósito, agora o machete é vosso amigo? Gostava de saber que estratégias de " politburo "que tácticas de "kremlin " segue o dito comité central.

Anónimo disse...

Como é lindo ver também aqui a santa aliança entre os comentários de "comunistas" e do retornado!...

samuel disse...

Maria da Luz:

Não se faça de estúpida, cara Maria da Luz! Acredito que não é! Está apenas a comentar de má fé!

De onde é que tirou essa ideia que parece ter emprenhado tanta gente pelos ouvidos nas últimas horas? Não se deve acreditar em todas as calúnias espalhadas pelos comentadores do BE... :-) :-) :-)

Para o caso de não saber mesmo o que está a dizer... aí vai , com links e tudo.

SÓ A TÍTULO DE EXEMPLO:

“Jerónimo de Sousa, apesar de reafirmar que o importante é a demissão do Governo e a marcação de eleições, referiu que a saída do ministro Rui Machete seria um “desfecho lógico”.

“Em nome da ética, seria um desfecho lógico a demissão por parte do próprio. Mas Rui Machete pode demitir-se ou ir embora, que se o Governo fica cá, ficamos na mesma”, defendeu.”

http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=3460857&page=2

“Passos diz que não há “caso Machete”, PS, BE e PCP querem a demissão do MNE”

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2013/10/05/passos-diz-que-nao-ha-caso-machete-ps-be-e-pcp-querem-a-demissao-do-mne

Provoca-me disse...

O gajo também não tem relações estreitas com o canalha do José Eduardo dos Santos?

Anónimo disse...


"Cada um escolheu o seu campo o da Cia
ainda sobrevive,vamos lá saber porquê"

Não sabe porquê? Mas que parvoíce!

É por tratar-se de uma instituição de caridade que só tem distribuído benesses e praticado o bem à face da terra.


A STASI, SAVAKI e outras similares eram uns amadores ao pé destes "profissionais".

Só na Guatemala ajudaram a mandar para o "céu" mais de 200 000 alminhas.

Isto para não lembrar a preciosa ajuda que enviaram para o Chile distribuída por o "benfeitor" Pinochet.

Khe Sanh



Anónimo disse...



Falta mencionar outro grande amigo deste "distinto" democrata patrono do Socialismo da fartura.

Vernon Walters com quem em Agosto de 1974 manteve encontros secretos.

Khe Sanh

Anónimo disse...

Ó, Samuel, quem pôs essa treta a rodar foram os comentadores do PS, não do BE.

Malsoante disse...

Expressão do espírito ressabiado de quem, a seu tempo, não conseguiu ver imposta a "ordem democrática estalinista".
Mário Soares foi "cúmplice" das suas convicções. Porque não aliar-se a Carlucci, se, à data, aliar-se ao diabo seria justificado contra o reacionarismo do PCP.

Retornado disse...

Para um anónimo que tem alergia de ver aqui um retornado a meter o bico, num ambiente comunista.

Um retornado não devia ter o direito de falar com comunistas?

Nem com Soaristas?

Atenção que ser retornado tem a vantagem de uma experiência de vida que apenas uma minoria de portugueses possui.

Com essa experiência (mais valia)o retornado adquiriu direito de opinar em todas as direccões.

Zequinha disse...


A Maria da Luz que vá dar à luz um menino com óculos.

Francisco Gomes disse...

Porque é que não se fala dos embaixadores da urss e da républica democratica da Alemanha e os seus encontros com Cunhal? Foi só o Soares que se reuniu com o Carluci?
Bem sei que para os "amigos" sovietes o interesse era Angola como agora se vê,mas o problema era o amigo americano,vejam lá se sabem onde funcionava em Lisboa a "casa do KGB"?