terça-feira, 28 de junho de 2011

Olli Rehn - O bandalho


De todos os bandalhos – e são tantos! – instalados nas instituições europeias e organismos da UE, bandalhos que ninguém elegeu e que tratam a UE e os países membros como coisa sua, há um canalha que se destaca no asco que (me) provoca: o comissário dos assuntos económicos Olli Rehn.
Bem em consonância com os tiques típicos da sua região de origem, este verdadeiro inútil raramente consegue esconder o desprezo que lhe inspiram os Parlamentos e os deputados eleitos pelos povos dos países membros da UE. Raramente consegue disfarçar o nojo com que lida com “a gentinha do sul”. É-lhe impossível não revelar o xenófobo sentimento de “superioridade racial” que escorre como lama de quase todas as suas declarações.
Há uns meses, dizia que já tinha tido «demasiada paciência e imaginação» com Portugal.
Há dias, numa reunião sobre “recomendações” económicas aos países membros da UE, declarou que «a Portugal cabe simplesmente implementar o programa acordado com a troika».
Agora, sobre a Grécia e defendendo que «não há plano B para evitar a bancarrota», afirma que mais austeridade, independentemente do que queiram, pensem, ou votem os deputados eleitos e o povo grego... «é o único caminho».
Começa a já nem ser preciso dizer o que penso desta caricatura manhosa de democracia em que vivemos, a mando de gangsters internacionais e dos seus lacaios locais.
Posso não viver tanto... mas assim como já antes vivi para assistir à morte do bandalho António de Oliveira Salazar e da sua ditadura fascista, viverei até quando for possível, perseguindo o sonho de ver estes bandalhos modernos com os dentes partidos. (Sim, sim... hoje estou irritado e com falta de pachorra...)

10 comentários:

Maria disse...

Estes gajos têm a mania que mandam no Mundo...
Toma lá um :)))) para te desirritares :)))))))))

Abreijos.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Se alguém tivesse dúvidas que o capitalismo é um regime selvagem e ultrapassado, eis que que no Séc. XXI, a máscara lhe caíu por completo, e o mesmo (friamente) mostra a sua eterna face. Cabe pois aos povos "massacrados", mais uma vez resistirem organizadamente.

svasconcelos disse...

Quem não aplicasse umas quantas acções de "austeridade" a estes bandalhos! Que se piquem com o próprio veneno!
bjs,

carol disse...

Filhos da ... mãe! Nazis é o que eles são!

Eu já ando irritada há muito tempo!

Suq disse...

Quando um cão abana o rabo, logo outro arreganha os dentes!


Estamos em vias de vacinar bestas tipos raivosos! Fora do serviço Nacional de vacinação contra o Fascismo, infelizmente!

Tomás Guevara disse...

De facto a irritação aumenta.Na proporção directa da manipulação informativa que ocorre nos nossos (?) canais generalistas de televisão.É ver quem se adianta mais no servilismo aos novos patrões.É ver quem dá notícias que contentem melhor os novos senhores do rebanho.É ver quem manipula melhor para cumprir os objectivos governativos de Portugal ou da UE.A RTP apresentou uma reportagem miserável da "correspondente" na Grécia.Era vê-la a desfiar os lugares-comuns mais batidos,mais torpes sobre a crise grega e os seus putativos responsáveis.O tom acusatório misturado com o ar de propagandista de serviço com que a dita coisa falava sobre as responsabilidades dos funcionários públicos na crise.Dizia ela que apenas os comunistas e anarquistas não eram daquela opinião e continuava a tentar justificar a viagem a Atenas.Sobra muita irritação de facto.A hora é para não desistir e assumirmos que a luta dos gregos é a nossa luta e que a nossa luta é a de todos os que lutam por algo melhor do que os destinos a que nos querem conduzir os Olli Rehn deste mundo.Com ou sem correspondentes a fazer o frete

Fernando Samuel disse...

Sonho que desejo ardentemente que vejas concretizado - e se não demorar muito, melhor...

Um abraço.

Graciete Rietsch disse...

Somos governados , nós e o Mundo, pelos bandalhos nazis espalhados por esta UE e EUA.

Um beijo.

Antuã disse...

Já estou cansado de padrinhos.

maria povo disse...

Estes e outros bandalhos andam a brincar com o fogo das massas! pois quando estas tiverem consciência da força que têm, aí isto vai mudar!!!
se a grécia é a pátria da democracia, então que façamos e divulguemos a revolução à islandesa!!!
o poder é do Povo!!!
(... e o povo votou...)