segunda-feira, 1 de julho de 2013

Adenda... em forma de post


Imagino que se tivesse atirado um desperdício molhado em gasolina e a arder para uma cave coalhada de ratazanas ou cobras... o efeito seria mais ou menos o mesmo que o texto anterior provocou em certos candidatos a comentadores.
Dos já cerca de quinze que enviei para o seu lugar natural, o lixo, deixei passar apenas o do “anónimo das 3:36” que, numa demonstração de estupidez digna de um velho portão de quinta, insinua que fui eu que inventei a notícia que vem no jornal (de que fiz o link) e que passou, pelo menos, num telejornal. Como se não bastasse, coloca a hipótese de, a ter acontecido o que aconteceu, dever ser por todos os moradores serem “comunistas”, pois segundo o seu cérebro apodrecido, os comunistas «são os únicos racistas em Portugal». Depois... ladrou umas saudações e voltou para debaixo da pedra onde vive.
Mas não é deste pobre infeliz que quero falar!
Os outros, que o decoro me aconselhou a apagar, reagiram como as tais ratazanas ou cobras: em grande confusão de movimentos, muita fúria e guincharia. Os tais “comentários” foram um misto de escatologia, referências a partes anatómicas muito variadas, ameaças de morte, vivas a Marine Le Pen, vivas ao PNR... a confirmar não só a pequenez de cérebro que a imagem do post ilustrava, como da pedestre indigência moral, cultural e humana de que padecem os racistas em particular e os fascistas em geral.
Não posso deixar de ficar satisfeito com o efeito provocado pelo texto e as reacções selvagens dos racistas que se consideraram atingidos. Trata-se, afinal, de um vislumbre de “tomada de conscência”. Os racistas começam a ter noção de que a maior parte da sociedade os considera abaixo de lixo humano, ou escória da sociedade... e reagem assim: num misto de ódio cego e medo profundo.

21 comentários:

Justine disse...

Mas é assustador!

Anónimo disse...

Que lindo!!!!

Fica tão bem ser "Anti-Racista".
É bue da fixe.

Malta, bora lá malhar nos fascistas, meu!!! É bué de cool......

A ditadura do politicamente correcto é um tipo de ditadura insidiosa, perversa. E controla facilmente nas mentes mais incautas.

Graciete Rietsch disse...

Há por aí muitos imbecis como esse e aí reside o mal desta sociedade.

Um beijo.

Antuã disse...


Os fascistas são mesmo assim.

samuel disse...

Anónimo (18:57):

Pois…

… mas agora que vejo o seu comentário, sou obrigado a reconhecer que ser parvo é ainda mais" lindo e bué da fixe e bué de cool". :-) :-)

Parabéns!

Anónimo disse...

Como é q é possível,neste seculo de Ciência,essas bestas não saberem que , ,brancos , somos a consequência natural de, pelo menos, Homo Sapiens de pele negra ' transformados'em 'brancos',,amarelos. Como é q é possível????De resto, persistem os potenciais criminosos do IV Reich.Todas as possibilidades estão em aberto e,uma guerra mundial,na qual a besta capitalista não poderá cantar vitória...

Anónimo disse...

Apesar de o racismo ser odioso não é uma questão biológica. Explicar o racismo pelo tamanho do cérebro é uma doutrina racista.

samuel disse...

Anónimo (22:05):

Pois… e tentar contestar a piada/farpa da imagem com um argumento desses, é tão pateta... que nem há palavras! :-) :-) :-)

castrantonio disse...

Ora viva meu caro cantigueiro...
(Há que apostar nas novas gerações! Tentar o possível e o aparentemente impossível para que, geração a geração, esta “raiz” se vá quebrando e a formatação se vá diluindo...)
Vai-me desculpar mas começo a não acreditar nisto, a "coisa" já não lá vai com retórica, precisamos ser mais convincentes, ou então sou eu que já não acredito "neste" povo...
Mas dizem que a esperança é a última a morrer.
Bem haja

Anónimo disse...

Meu caro democrata e socialista, é essa a vossa democracia, quando não estão com a vossa ideológica Stalinista já toda agente é fascista, é uma forma fácil de libertarem o vosso ódio chamando nomes e mais nomes como o meu caro assim o faz no vosso blog. Ódio é coisa que por cá não existe, um abraço.

samuel disse...

Anónimo (23:39):

"Caríssimo"... não sei se conseguiu atingir que estes dois últimos textos eram contra o racismo.

Se atingiu, pela sua reacção... presumo que é apologista do racismo. Há gente pra tudo, infelizmente!

Agora o que não entendo é como é que o senhor não conseguiu perceber que ao identificar a posição anti-racista destes textos com aquilo a que chama "Stalinismo"... acabou por fazer o que, estou certo, não queria: um grande elogio ao "Stalinismo".

Há-de ter um pouco mais de cuidado, de futuro... para não se "prejudicar" desta forma. :-) :-) :-)

Saudações.

Maria disse...

Nunca mais vejo os comentários dos anónimos. Esqueci-me do que queria dizer...

:(((((

Abreijos

Nuno disse...

O Racismo é uma coisa muito feia.
Feia mesmo. E então quanto mete violência gratuita é pior ainda.

http://www.wnd.com/2013/06/family-picnic-targeted-by-black-gang/

samuel disse...

Nuno:

Ouça, indigente… e em que essa estória anula ou compensa a estória que aqui se comentou?

Acha que isto é um torneio, ou uma troca de cromos sobre racismo de brancos e racismo de pretos?

Onde é que viu alguma coisa que o leve a pensar que eu prefiro um qualquer deles?

Há cada um!!!

Nuno disse...

Samuel,

Não diga a ninguém, mas normalmente se for racismo anti-branco não vem nas noticias. Xiu!!!
Se for racismo anti-negro cai o carmo e a trindade.
É só essa a pequena diferença. De resto concordo é de condenar ambos.

Provoca-me disse...

Stalinismo não existe, o que existe é Socialismo e Comunismo. O Staline seguia os ideais de Lenine, Marx...

Anónimo disse...

Existem demasiados imbecis neste país
e são os entraves de uma sociedade com todos os direitos de cidadania.
Vicky

Anónimo disse...

Sr.Samuel, para já estes tipos fazem comichão, mas não deixa de ser preocupante saber que caso se reúnam condições, podemos estar a um passo de tempos mais idos.Se eu for uma amostra representativa, penso que não, pois sou militante do PSD, e desde que deixou de ser um partido social, que voto PCP.

Ana disse...

Tinha de ser e vir a referência "a vossa ideológica Stalinista". Assim mal escrito mas entendo-o.
Stáline! Recorde-o, e ao valoroso povo soviético que enfrentou a besta nazi e a fez recuar! Leia, porque de todo o mundo vêm os pensadores desmitificar o que sobre ele os seus fascistóides fizeram/fazem passar. Desloque-se a um qualquer campo de concentração e acredite que o horror ainda lá está! Vá à Sorbonne e participe numa das palestras semanais e regozije-se por haver gente que não respira só porque sim: que pensa o mundo e o transforma!
Ou então, continue com a cabeça enterrada na lama imunda e viva sem os direitos que tem e que tanto custaram a alcançar, viva com os seus fascistóides quer que viva. Sabe, como é, não sabe?????

Maria João Brito de Sousa disse...

Deve ter sido exactamente o que me ocorreu ao primeiro olhar; abriram, por aí, um curso intensivo para anónimos... só pode!


Abraço!

Anónimo disse...

Venho por este meio agradecer-lhe o grande parágrafo, que me dedicou neste post...