quinta-feira, 11 de julho de 2013

Cavaco Silva – Uma em duas possíveis...


O farsante que faz de Presidente da República, optou, afinal, pela "marmelada".
Reafirmou longamente, mesmo sem querer, a sua indigente condição de lacaio acéfalo dos mercados, sem qualificação para ser Presidente de um país soberano. Reafirmou-se como «promotor» da política criminosa que nos trouxe até ao estado em que estamos.
De passagem, vingativo (como não se cansa de demonstrar), aproveitou para se vingar de Portas, que odeia desde os tempos do “Independente”, tentando levar na enxurrada os garotos do seu próprio partido que tão irresponsavelmente o enxovalharam nos últimos dias.
Passando à essência da “marmelada”, propõe uma solução que não soluciona nenhum dos problemas dos portugueses, mas que, bem vistas as coisas, serve alguns objectivos politiqueiros, a saber:
1. Faz de conta que aprecia eleições... atirando-as lá mais para 2014.
2. Tenta salvar o seu PSD, se este se mostrar empenhado na marmelada da “salvação nacional”.
3. Trama o PS e o seu actual secretário geral. Se alinharem na marmelada da “salvação nacional”, ficam agarrados aos resultados das desgraceiras que por aí vêm, caindo nos próximos resultados eleitorais. Se não alinharem... são os “culpados” por não haver uma solução de “salvação nacional”... caindo nos próximos resultados eleitorais.
E pronto, resumindo... conforme estava escrito e previamente determinado no guião desta crise farsola, Cavaco lá abriu a boca.
Como já sabe (quase) toda a gente, só poderia ter acontecido uma de duas coisas...
... e eu juro que não vi entrar nenhuma mosca!

29 comentários:

Maria disse...

Eu sei que tu és 'independente', mas vai dar-me um gozo incrível quando a comunicação social se referir à oposição! É que, nesta situação, a oposição é o PCP!!!!!!!!!!
:)))))))))))))))))))

Abreijos

Anónimo disse...

Estamos num pantanal político, social e financeiro criado por este actual (des)governo se ainda o é! Mas, o pior estamos a ir ao fundo na Democracia.
Muito temos que ser fortes nos nossos ideais e na luta.
Vicky

Pintassilgo disse...


Cavaco continua fascista. Se os 3 partidos da direita não se entenderem ele ameaça encontrar um salazar.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Sinto-me, ouvida a comunicação presidencial de ontem, cada vez mais revoltado por Portugal e os Portugueses continuarem a ser sujeitos a toda uma situação de desgraça, devido à "parceria" Presidente - Governo.
Onde é que já se viu um Presidente quase dizer: eleições agora não, talvez lá para 2014, entendam-se mas é PS, PSD, CDS. É como que passar aos Portugueses um atestado de falta de sentido de responsabilidade, e de saber.
UMA VERGONHA PRESIDENCIAL (mais uma) da qual convém tirar as devidas conclusões.

Graciete Rietsch disse...

Pois,pois. Como sempre saiu asneira. Mas nós é que temos que aguentar.
Vamos lá a reagir!!!!!!!!!

Um beijo.

Antuã disse...


A cavacal figura pensa que pode fazer tudo o que lhe apetece e, portanto, temos que estar prevenidos e continuar a luta.

Medronheiro disse...


No programa Opinião Pública da SIC foi assustador o número de pessoas com saudades do "estado Novo". Há que lutar pela democracia participada.

Nuno disse...


No programa Opinião Pública da SIC foi assustador o número de pessoas com saudades do "estado Novo".

É preferível um "estado novo" do que este estado velho, corrupto, anti-nacional e em decomposição.

230 Corruptos a mamar no parlamento?
Qual o ganho que o pais obtém disso?
Trabalhar para sustentar parasitas?

Não obrigado.

A 3ªRepublica é a maior vergonha da história de Portugal.
Forjada por um golpe de estado sectário e não por motivos de descontentamento social.

A verdade dói mas tem de ser dita.


samuel disse...

Nuno:

A grande desgraça do fascismo português, que só apoiado na PIDE e toda a máquina repressiva conseguiu manter-se no poder… e mesmo assim, tendo que falsear resultados eleitorais… é que tal como então, também hoje é maioritariamente apoiado e defendido por pessoas da sua dimensão.

Para além de toda a "cassete" antidemocrática contra os partidos e o Parlamento e os elogios ao "estado novo"… essa sua tirada sobre o golpe militar do 25 de Abril, "um golpe de estado sectário e não por motivos de descontentamento social.", como lhe chama, se não fosse tão triste e intelectualmente indigente… seria a anedota da semana.

Nuno disse...

Shor Samuel,

É evidente que você tem de meter sempre a cassete riscada do Fascismo.

E digo-lhe mais, vocês os comunistas gostam e adoram este regime. Porquê?
Porque sabem bem que dele recebem as migalhas do descontentamento social e permite-lhe manter um coutada de deputados pagos pricipescamente com o trabalho de todos.
Vocês preferem assim do que sequer pensar em um dia vir a governar.
Não tem um programa de governo, apenas um plano de combate ao "governo" e nunca ao regime maçónico e bancário, que são coisas bem diferentes.

Medronheiro disse...


Nuno, eu sei que há mais bestas nazis além de si.

samuel disse...

Nuno:

Este seu longo arrazoado de asneiras é muito útil!

Poupa-me a trabalheira de ser eu a demonstrar que você não passa, afinal, para além de um saudoso do fascismo, de um pobre ignorante lamentavelmente pateta.

Provoca-me disse...

Oh Nuno desculpe meter-me na conversa, mas olhe que o Cavaco Silva é do tão seu adorado regime. E portanto como ele é um dos maiores culpados do estado em que estamos, é porque aprendeu bem com o seu patrão Salazar a destruir tudo.

Provoca-me disse...

Oh Nuno vá estudar as propostas do PCP, vá ver o que eles trabalham, para não vir para aqui dizer disparates. Principescamente vive o Cavaco Silva, o Pide do tão seu adorado regime.

Provoca-me disse...

Oh Nuno vá estudar as propostas do PCP, vá ver o que eles trabalham, para não vir para aqui dizer disparates. Principescamente vive o Cavaco Silva, o Pide do tão seu adorado regime.

Nuno disse...

Ó provoca-me,

O Cavaco nem para limpar sanitas servia.

Nuno disse...


"Nuno, eu sei que há mais bestas nazis além de si."

Uau!!!!
Grande boca meu!!!
Isso é que é de homem.

Faltou ai um "Racista", "Homofóbico", "Xenófobo" para compor o ramalhete da ditadura do pensamento e do politicamente correcto.

Bora lá caçar fascistas pá!!!

augusta disse...

(foi editado há pouco, um pequenino livro, um programa do PCP em formato de bolso, baratinho, um euro já dá para dois, 10x7 (cm) nem tanto, pequenino... também por aqui passa a mudança. para que quando se fale se saiba do que se está a falar e o que se está a dizer.)
entetanto e chamando a atenção para o parágrafo 2,**, (o 1º serve apenas de introdução), aqui deixo um excerto de um apresentação de candidatura, que poderia ser de qualquer um dos candidatos comunistas nas listas CDU deste país)

"Estou nesta candidatura como sempre estive em tudo na vida. Na minha família, na minha escola, no meu partido. Com integridade! Com dignidade! Com verdade! Sem falsas promessas que nunca soube nem quero.(...)

** Com o nosso princípio estatutário, da política proveito próprio nunca tirar. Tudo quanto recebemos para além do nosso vencimento, contribuições de eleitos, pagamentos das mesas de voto, tudo ao nosso partido é entregue. E não me venham mais dizer que somos todos iguais…"

entendido, anónimos provocadores e e outros saudosistas do passado?

beijo.
obrigada Samuel.

Anónimo disse...

Samuel, você a falar de cassetes?

samuel disse...

Anónimo (21:30):

E você, coisinho sem cara para apresentar em público ou, sequer, um nome para honrar…

Quem é você para me fazer perguntas directas sobre cassetes, sobre CD, sobre sinais de fumo, ou sobre o raio que o parta?

Tome o seu rumo, criatura!!!

Anónimo disse...

Lendo o comentário da camarada Augusta qualquer "fascista" pensa que se trata de uma seguidora fiel da Igreja Universal do Reino de Deus :-):-)
O dinheirinho entregue serve para pagar autocarros para as manifestações? Para os cartazes? Eh pá, pois é, não se podem fazer perguntas às ditaduras comunistas. Porra, tinha-me esquecido.:-)
Vocês são mesmo uma seita patética mas isto é bom para ver como os comunas se portam com a sua "liberdade".

samuel disse...

Anónimo (23:26):

Lendo o seu "comentário" não posso deixar de pensar no espantoso número de vezes em que aquilo que vocês pretendiam ser um ataque, acaba por ter exactamente o efeito que vocês menos desejavam.

Tal é a abjecção da linguagem, ou a indigência dos argumentos... conforme os casos.

Como é muito incómodo saber que os deputados da CDU ganham apenas aquilo que ganhariam nas profissões que interrompem para aceitar a tarefa, ou como funcionários partidários (os que o são)... resta-lhe apenas essa merda para dizer?

Fantástico! :-) :-) :-)

Zequinha disse...


Anónimo das 23.26 você é mesmo filho da puta, não é?

Olinda disse...

Temos um Presidente que diz o que o grande capital quer.Nenhuma solucao ê de sua autoria.Pior que ele,sô a comunicacao social e os seus comentadores tambêm ,eles prôprios,com uma unica visao:A do capital!

Um abraco

Anónimo disse...

Não é incómodo nenhum, é só idiota. Ser deputado é ou devia ser um serviço ou uma profissão, logo pago. Qual é o drama de um gajo receber pelo trabalho que faz? Então o partido explora o "imenso" trabalho dedicado dos seus fiéis? Também pedem autorização para casar como os fp no tempo do botas? Vão de férias? A minha questão e de muitos é quem paga a merda das despesas da propaganda? E o recrutamento dos autocarros. Vá-se lixar que se forem os vossos deputados é uma merda de uma religião e de uma exploração. Se é com dinheiros dos nossos impostos então pagamos essas merdas vossas e dos outros. Apesar de você vir espernear fique sabendo que o que você afirma está certo para os da seita, não para quem não se ajoelha às vossas opiniões. Embora tenha razão em algumas coisas o que é facto é que não são maioria no parlamento, a maioria do povo não vota nos comunas. Porque será? Já pensaram nisso? Eh pá, já sei. Somos todos calhordas e burros. Se pensam assim estão a desqualificar o vosso povo que tanto veneram. Eh pá, olhe que isto não acabava.

samuel disse...

Anónimo (00:02):

Pronto, acho que entendi…

Pelo tom geral da coisa, parece-me que quer enveredar por uma carreira de comediante.

Se posso permitir-me um conselho… não largue ainda o emprego que tem. :-) :-) :-)

Seja como for, é sempre divertido ver um sonso a fingir que não sabe nada sobre a vida de nenhum comunista, que não conhece nenhum, que não sabe que vivem, amam, trabalham e sangram como toda a gente, que devem ser de Marte, que não sabe nada sobre a honestidade com que abordam as tarefas que aceitam (não, não são empregos!) no Parlamento, nas autarquias.

Isto, por mais que se saiba que há excepções, gente que descobriu subitamente que tinha interesses mais "abrangentes", menos comunistas e, sobretudo, muito mais caros. Excepções que, saindo pelo seu pé, ou sendo expulsos, quase sempre são alegremente aceites em outros partidos, onde podem dar largas, digamos, ao empreendedorismo…

Desculpe ter acabado por responder a sério… se calhar não era de todo o que esperava ou pretendia…

Khe Sanh disse...

Anónimo das 00:02!


Sabe dizer quem pagava aos deputados da Camara Corporativa (assembleia nacional ou lá o que era) durante o regime fascista?

E aos representantes do regime nas autarquias, na Administração Publica e em todos os outros serviços do Estado quem acha que pagava?

Deve saber que ninguém era eleito por sufragio eleitoral, eram escolhidos por a sua subserviência ao regime, sem limite de tempo para o exercício do mandato.

Acredita mesmo que os serviços prestados por essas pessoas eram mais eficientes e serviam melhor as populações que este sistema "democrático" em vigor? Ou que a corrupção é uma modernice da democracia?










Anónimo disse...

Por acaso eu disse alguma vez que no tempo do botas não havia corrupção na ditadura salazarista? Por acaso defendi alguma ditadura? Agora no sítio onde eu trabalhava após o 25 de Abril foi ver gajos a serem saneados pelas comissões de trabalhadores comandadas pelo PCP que foi obra,rua. Democracia o tanas. Eh pá, aquilo era sem lógica nem ideologia e muitas vezes por vinganças pessoais. Sabe quantos camaradas foram metidos na fp? A seguir ao medo veio o medo de sinal contrário ou é tão puto que não se lembra? Um gajo tinha que dar de comer aos filhos e andavam aqueles filhos da puta analfabetos a rondar tudo quanto não andasse com a foice e o martelo na boca. Sabe quantas autarquias trabalhavam para o partido em vez de para as populações? Sabe quantas horas de bico calado a mais alombavam os trabalhadores sem remuneração?
Pior para vocês que ser do CDS ou do PSD era ser do PS. Eh pá, aí é que era uma festa. Volto a dizer democracia o tanas e se esta merda toda não era corrupção era o quê? Se vocês fossem para o poder vai negar que encharcavam tudo de camaradas outra vez com a desculpa de dar rumo ao país Você Samuel, pensa todo o povo é parvo? Que não se lembra desse tempo glorioso? Nem é preciso ter a minha idade. Até os mais novos que eu se lembram. Os meus netos já querem outra coisa. Querem ter voz activa sem orientações lá de cima. Quem lê estes comentários comunas apalpa logo a democracia comuna. Olhe lá para o nº de votos que o vosso candidato a presidente teve. O povo não é parvo.

samuel disse...

Anónimo (12:40):

Você, a seguir ao 25 de Abril, deve ter vivido em Marte! :-) :-) ... mas vamos ao que interessa:

"O povo não é parvo" - diz você…

O povo consome mais música pimba do que clássica… porque "O povo não é parvo"

O povo consome gordura e "mines" do que comida saudável… porque "O povo não é parvo"

O povo liga mais à bola do que à cultura, incluindo a sua própria… porque "O povo não é parvo"

O povo vê mais "big brother" do que noticiários ou bons films e séries… porque "O povo não é parvo"

O povo vota, recorrentemente nos partidos e deputados que representam aqueles que os roubam, exploram e desrespeitam… porque "O povo não é parvo"

O povo faz todas essas coisas, sim, mas não é por ser ou não ser parvo; é por ignorância!

Sim, não devemos ter medo da palavra!

Ignorância política, em particular… e ignorância em geral.
Não, caro senhor sem cara nem nome… o povo não é parvo! Já quanto ao seu caso, tenho as maiores dúvidas!

Saudações.