terça-feira, 23 de julho de 2013

A culpa é dos que vão à falência e dos malandros dos desempregados!


Argumenta o (ainda) primeiro-ministro que o governo não aumentou as suas despesas. O que aconteceu foi uma diminuição da receita em impostos, quebra de produto interno bruto, etc., etc., etc. ... tudo, como toda a gente sabe, coisas com as quais as políticas do governo nada têm que ver.
Ficamos então a saber que os milhares de falências de micro, pequenas e médias empresas, que deixam de pagar impostos e lançam no desemprego centenas de milhar de trabalhadores que deixam igualmente de pagar impostos ao mesmo tempo que deixam de ter poder de compra, o que leva a uma diminuição da produção por falta de consumo interno, o que leva à falência de milhares de micro, pequenas e médias empresas, o que leva a...
Nada disto, portanto, é da responsabilidade do governo e das suas políticas económicas! Nada disto é resultado da realidade externa que nos é imposta pela gula criminosa dos “mercados” e a que Passos se submete como um lacaio.
Como não consigo acreditar que Passos Coelho seja assim tão liminar e extensamente estúpido... tenho que regressar à minha convicção de sempre: é um canalha!

16 comentários:

Anónimo disse...

O Samuel importaria-se de explicar onde é que o estado vai buscar dinheiro se o dinheiro não existe?

É que a mim a conversa do PCP não me parece mais do que pura demagogia...

samuel disse...

Anónimo (16:32):

Sim! "Importaria-se!" :-) :-)

Maria disse...

O senhor Samuel importaria-se de me explicar como é que eu façarei mais compras com menos dinheiro?

Obrigados!
;)

Júlio Resende disse...

"O Samuel importaria-se de explicar onde é que o estado vai buscar dinheiro se o dinheiro não existe?
"

Anónimo(16:32).

Sabe do que é que é feito o dinheiro?

E sabe quem o faz?

E sabe para onde vai o dinheiro dos nossos impostos?

Estas questões nem a esquerda do terrorismo marxista nem a direita liberal chunga sabem responder.

Antuã disse...


A culpa é dos trabalhadores e dos empresários que durante décadas têm posto esta gente no poder.
a

Anónimo disse...

Vivemos um tempo anormal.fala-se que temos que ter menos estado, e estamos a ter.No entanto estamos a ficar com uma carga fiscal brutal.Pergunto:para onde vai o dinheiro dos impostos?esta é que é a pergunta correcta.

Graciete Rietsch disse...

O primeiro ministro "importaria-se" de explicar a razão pela qual os malandros dos portugueses não compram nada,nada,nada, levando o país à ruína?!!!

Um beijo.

augusta disse...

O Samuel importaria-se que eu pedisse emprestada uma só palavra e também eu lhe chamasse o que ambos achamos que ele é - canalha.
Importaria-se?...
...
Obrigada.

Anónimo disse...

Não sejamos mauzinhos.Aproveitemos para ajudar esta alminha a dizer :importar-se-ia...Já pensaram que em próxima remodelação
o agora anónimo passa a P.R? Lá ficam ofuscados os cidadões.Kinkas

Khe Sanh disse...

O anonimo das 16:32 não sabe que só o trabalho produz riqueza?

Ora comece a matutar nisso a sério que encontra a resposta às suas duvidas.

E depois. Foi o PCP que meteu a economia do país de pantanas?

Pintassilgo disse...


O Samuel importaria-se de me dizer onde é que o governo arranja o dinheiro que dá aos bancos e outros que tais?

Pintassilgo disse...


Claro que eu sei que se diz importar-se ia, mas, enfim, há para aí umas avezinhas!...

Medronheiro disse...


O Samuel importar-se-ia que eu passasse a ser mais civilizado e deixasse de embriagar certas alminhas?

Zequinha disse...


O Zequinha, menino rebelde, é que a sabe toda. Estes intelectuais não perdoam o importaria-se do primeiro comentador. É preciso ter caridade cristã e perdoar a qualquer pobre borra-botas que nos aparece. Senhor primeiro comentador vá para casa, pegue num lápis e num papel e escreva mil vezes importar-se-ia. Se não souber o que é demagogia dê um assobio que eu gosto muito de ajudar pobres diabos como você.

Anónimo disse...

Explique-me des(governo) como se eu fosse muito burra?!Para onde foi e vai o dinheiro que entrou em Portugal e o que entra? Para os BPN, BANIF, Banqueiros, etc... Assim, continuam muitos e muitos a passar fome, miséria e pobreza.
Continuem a votar nestes fulanos.
Vicky

Provoca-me disse...

Oh anónimo e que tal ser um bocadinho esperto e ver onde andam os lucros, onde anda o dinheiro, tipo nos ordenados milionários dos gestores e donos dos bancos e de empresas financeiras, talvez desse jeito. E isto é só uma gota de onde anda o dinheiro. E pronto deixe de ser burro e ingénuo.