segunda-feira, 15 de julho de 2013

Luís Represas - Apenas mais uma pedra sobre o passado


Com a aproximação das autárquicas o país prepara-se para ficar cada vez mais inundado de propaganda de candidatos do PSD que, nestas eleições, optam por cartazes cobardes, onde os símbolos do partido mal se distinguem, tal é o incómodo que lhes causa o actual estado do PSD... ou que nem têm identificação alguma, como é o caso deste que aqui vemos, em que o músico, autor e cantor Luís Represas dá a cara (e algumas justificações), como mandatário, por Pedro Pinto, um histórico do PPD-PSD. Também já foi de Fernando Nobre, lembram-se?
O caso geral dos cartazes “envergonhados” não me convoca particularmente. Revelam apenas a verdade de que o ser humano é um organismo muito “complexo”.
No caso deste cartaz em particular, sinto exactamente o mesmo. A sinuosa “carreira” do Represas algum dia haveria de passar por esta estação.
Este texto poderia parar aqui, atendendo a que o Represas tem o direito de apoiar quem quer, quando quer, e seja de que partido for... já que, pelo menos que eu saiba, nada o liga a qualquer organização partidária... só que não foi a opção pessoal do Represas que me fez escrever sobre o tema.
O que me convocou nesta estória foi o sururu que a divulgação do cartaz e a notícia do apoio provocaram nas redes sociais. O súbito espanto, choque e escandalizada reacção dos, presumo, antigos e habituais consumidores de “Trovante” é que me deixou algo perplexo. Ora deixa lá ver...
Então, quando os “Trovante” (há muitos anos!) passaram a integrar novos elementos, nalguns casos com origens na direita “pura e dura”, que rapidamente começaram a “ensaiar” com os elementos originais a velha peça teatral do “tudo isto te darei se me adorares”, mostrando-lhes as maravilhas do mercado que havia fora dos concertos e “cantos livres” onde eles tinham nascido e crescido... não houve nenhuma luz de alerta que se acendesse?!
Então, quando pouco mais tarde o João Nuno Represas, o único que ainda se mantinha (e mantem) ligado aos comunistas, foi expulso dos “Trovante”... por razões “musicais”... não soou nenhum alarme?!
Então, quando já a solo, as canções do Represas passaram a ser aquilo que hoje são... não tocou nenhuma campainha?!
Na verdade, tudo não passa de história antiga! Só não sabia quem não estava mesmo informado, uma minoria... e quem, mesmo vendo, opta por fazer de conta que não vê a verdade inconveniente, na ingénua tentação de que, assim, nada aconteça.
Disse eu (ironicamente e a quem de direito) aquando da recente e copiosa homenagem ao grupo em “horário nobre” da Festa do Avante, que foi uma maneira engenhosa que a organização encontrou para garantir que o Represas, pelo menos durante os 45 minutos de permanência no palco, não estaria a dizer horrores do PCP e dos comunistas, como é seu timbre há muitos anos e em quase toda a parte.
Seja como for, nem isso é surpreendente. A forma como o artista em causa fala dos “camaradas” e o tom insolente das “bocas” que produz (infelizmente já o presenciei num palco em que a esmagadora maioria do público, que o aplaudia, era comunista), para além da tal confirmação da “complexidade” do ser humano, é também o clássico comportamento dos “cristãos novos” que, como se sabe, conservam para o resto das suas vidas a necessidade doentia de negar e enxovalhar o seu passado, juntamente com as pessoas que dele fizeram parte.
Adenda: O meu gosto por algumas das canções dos “Trovante” (feitas pelo Luís Represas ou não) não se alterou ao longo dos anos. Não se alterará agora!

33 comentários:

Anónimo disse...

Desiludiu-me, há já muito tempo.
Não passa de uma lombriga, com cabelo comprido.

Rui Silva

Luis Filipe Gomes disse...

Nunca achei muita graça ao rapaz. Nem à rapariga do rapaz desta fita.
Ela vende voluntaridade e caritatividade solidarietiva, e o mais que haja para vender desde que lhe paguem. Ele como ela também é o candidato que mais características tem para poder apostar em vender o que quer que seja... mesmo sem cantar nada! Mesmo agora sem ter voz para cantar, tal como antes nunca tinha tido. Mas sorri, sorri muito e de olhos na câmara.

Anónimo disse...


ui!!! a "ferida" em que foste tocar!
comentar este teu post, seria outro post e... "naaaaa"!!! :))
acho, é que ainda me vou rir, com alguns possíveis comentários que aqui irão aparecer... :)...

vovómaria

Graciete Rietsch disse...

Não admira muito, embora revele a falta de carácter do músico. Que terá aprendido ele em Cuba para além de Música?
Eu ando pouco ligada a esses grupos musicais e não conhecia a história dos TROVANTE. Mas explica e é explicada por muitas coisas.

Um beijo.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Sim Luís Represas pertence ao passado, e a melhor forma de o esquecer é deixá-lo ser como ele é actualmente, uma pessoa pró consumismo, pró chachadas televisivas, e um falador quando lhe põem o microfone à frente.
Acho que já, sobre ele, me alonguei demais...

Anónimo disse...

Como muitos outros, o Trovante inicial tratou de apagar da sua história os primeiros passos, discos e amigos, passando a fazer de conta que era mais uma produção/descoberta de Júlio Isidro, fruto de geração espontânea...
Quem conhece o verdadeiro percurso de alguns Trovante após os anos da Revolução não pode ficar surpreendido com esta tomada de posição de Luís Represas. E lamentar a falta de coragem para assumir um passado coletivo muito diferente do lamaçal a que os partidos do poder afundaram o país, incluindo este PPD/PSD agora apoiado, ainda que de forma envergonhada, por Luís Represas. Razão tinha o José Afonso...

Anónimo disse...

Mais lamentável do que a atitude do Luís Represas, que tem todo o direito de apoiar quem bem entende - que mania essa a de julgar as pessoas pela sua mudança de opinião -, é esta sua insistência em tratar com paninhos quentes quem pensa como você e deitar abaixo, sem quaquer parcimónia, quem pensa de maneira diferente. Que raça de mentalidade a sua. Que você vive desfazado da realidade, como se ainda estivessemos em 1917, já todos sabíamos; que mal trata e ofende quem pensa de maneira diferente da sua, também não é novidade para ninguém; agora que continue, dia após a dia, a insistir nessa sua toada demagógica e sectária é que não lembra a ninguém.
Sabe, se a democracia tem algum defeito, esta democracia que você tanto critica, é permitir que sectários, ortodoxos e fanáticos como você criem um blog para escrever verdadeiras patetices como as que aqui se podem ler diariamente. É PRECISO TER LATA!!!

Agora vou dizer-lhe uma coisa que talvez o supreenda: eu voto PC, ou melhor, bem gostaria de votar PC mas, infelizmente, tenho votado CDU, mas o meu PC, o PC em que eu voto, deixe-me que lhe diga, é bem diferente do seu. E o facto de votar PC não me impede, pelo contrário, de por vezes não concordar com algumas das posições assumidas pelo Partido. A isso chama-se pensar pela nossa própria cabeça sem que se diga amen a tudo o que vem da Soeiro Pereira Gomes.

Saudações

António Ramos

Anónimo disse...

Ainda há uns tempos, aquando da manifestação contra a TSU, o vi desfilando nas avenidas contra aqueles que agora apoia. É a lei da troca de favores que nos meandros da política do salve-se quem puder, faz uma escola brutal. Ter espinha, hoje em dia, parece ser uma característica cada vez menos frequente para algumas pessoas. Só lamento que ainda nos vamos dando ao trabalho de alimentar tais criaturas.

Zé Manel disse...

excelente post.
há muito que por aqui não comentava: mas a qualidade do que aqui está escrito fez-me mover! Concordo palavra por palavra! ( todas......)

samuel disse...

António Ramos:

De facto, desconheço o seu PC. Eu trabalho com um portátil MacBook Pro e com um iMac… o meu caro António, não sei.

Se lhe estou a responder assim, ao lado, é porque não me parece que o seu comentário mereça outra resposta.

Se leu e não viu que o post não questiona o direito do Represas a apoiar, se quiser, o CDS nas próximas legislativas, mas sim o exagerado "escândalo" de pessoas que já deviam saber há anos que ele detesta tudo o que lhe lembre o passado na UEC… não vejo o que lhe possa dizer.

Se me parece ter feito uma crítica directa, foi ao facto de a organização da Festa lhes ter dado aquele destaque desmesurado. Por ser um grupo que já nem sequer existe. Não por não serem militantes do PCP… pois isso é o que acontece com 99% por cento dos artistas que lá vão… e vão muito bem!

Quanto às suas opiniões sobre mim...

"Que você vive desfasado da realidade, como se ainda estivéssemos em 1917, já todos sabíamos"

TODOS?! Todos, quem, seu convencido e pesporrento? :-) :-) :-) :-)

São disse...

Há muito tempo , anos longos, que eu li a afirmação de alguém no sentido de Represas já na época estar "longe do menino que começou a cantar com Zeca Afonso"

E quanto à actual esposa, penso que está mais ou menos na linha da caridadezinha de Isabel Jonet.

Boa tarde para vós.

Antuã disse...


O antónio ramos deve ser sócio do tal "cantor".

Maria disse...

Sem comentários.

Abreijos com calor.

Anónimo disse...

ora viste... Quem fala assim não é gago..!
Helena Leirias

Anónimo disse...

Você parece um pastor da iurd: tudo bem quando é o seu rebanho de fanáticos a vir ao beija-mão, a tecerem (sempre as mesmas) loas e glórias ao que o pastor prega.
Mas se algum comentador neste blog tem a veleidade de discordar do pastor iurd, lá vai insulto.
Mas confesso que me surpreedeu desta vez: "pesporrento" é um insulto novo no seu dicionário de insultos.
Não digo que esteja a melhorar...mas pelo menos já varia um pouco!

Francisco disse...

Há uma certa malta que eu bem conheço - são da minha geração, a maior parte dos exempalres - que mantêm um vago ar de "Maio de 68 requentado", para dizer, ainda que apenas subliminarmente, que essa rebeldia do passado é apenas um estádio necessário de transicção para a sensatez confortável e realista do presente. Às vezes, há alguns que para além disso são cagões. É pá, aí já estamos no domínio do execrável.

Provoca-me disse...

Para além de tudo o que se diz sobre esse senhor peneirento, ainda é possível dizer-se que é ladrão, aldrabão, aproveitador.

E na Festa não precisamos de gente assim, quer a tocar, quer a passear, ou a fazer outra coisa qualquer.

Pedro Marques

Anónimo disse...

Há mais como este ainda recentemente passou no canal 1 a história dos uhf em que tipo (sim contou a história da fan que o perseguia) lembra que no inicio da carreira deu 27 concertos em 29 dias esqueceu foi de referir que foi na campanha das autárquicas para o PCP. Já a minha avó dizia "de mal agradecidos está o inferno cheio"

Anónimo disse...

Outro igual a Represas é o Rui veloso, que às vezes nos concertos manda umas bocas a fazer-se de esquerda e a seguir apoia o Seara e o Nobre. Quem não os conhecerem que os comprem!...

samuel disse...

Anónimo (17:18):

Olhe, senhoreco sem nome...

Não sei se você é o pesporrento do Ramos, ou o mandatário do mesmo... mas pergunto-me o que é que o seu comentário tem que ver com o que escrevi.

O do Ramos criticava o que eu não esvrevi: você, se não é o Ramos, critica-me porque respondi torto ao Ramos.

Como você diz... eu mudei, ainda que apenas ligeiramente.

Já vocês, ou você, se se tratar de apenas um... continua(m) a mesma bosta. :-) :-) :-) :-)

Zequinha disse...


Pois, pois os comunistas precisam de se passar para o PS ou BE para ir à festa do Avante. Os comunistas servem apenas para dar concertos à borla pelo país todo seja para comemorar o centenário do Lopes Graça ou o centenário do Álvaro Cunhal. se queres ir receber algum na festa sai do Partido.

Bolota disse...

A ser assim, mais uma desilusão, fazia o represas um individuo de esquerda...

Se é um candidato do PSD, onde está a seta do partido??? Filhos da puta que até nisto sao desonestos.

Abraços

samuel disse...

Zequinho:

Neste caso, tenho todo o prazer em poder contradizer o seu comentário.

Compreendo o que diz, mas, felizmente não é sempre assim. Nem sempre... nem por princípio!

Anónimo disse...

nao, nao sou o ramos e bosta ordinário é você
eu bem digo: você não tem qualquer nível intelectual, nao passa de um pastorzeco da iurd.

e vir para aqui com nome? está a brincar comigo ou quê? para ver a minha vida vasculhada pelo seu fiel pintassilgo? assim tipo pide.

Ana disse...

Psplh António Ramos: o PC não existe, logo, exercite o cérebro. Dizem os entendidos que exercitá-lo é meio caminho andado para que as maleitas da estupidez e da burrice não atinjam os pensantes. Se não for puxar muito por si vá aprender uma língua estrangeira, a tocar um instrumento musical ou faça umas voltas no jardim. Mas, psplh, saia de frente dessa coisa adquirida que tanta energia consome e que afinal não lhe leva o mundo a casa. O mundo, vive-se a participar na sua transformação. Agora essa ofensa ao PC é tão baixinhinhaa... porque essas entrelinhas fedem a ódio, a anticomunismo e acima de tudo identificam-no como psplh.

Quanto ao concerto na Festa ainda bem que o programa é extenso e me permitiu saír dali para o auditório. Guardo memórias doutros concertos e doutras participações do grupo mas essas estão no passado e lá permanecem. Que o passado é memorável quando vivemos felizes!

samuel disse...

Anónimo (07:16):

Boa!

"não sou… bosta ordinário é você"

Fantástico! A discussão desceu ao nível do infantário. És tu! Não, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és! Não sou nada, tu é que és!


"você não tem qualquer nível intelectual"

Todas as coisas têm um qualquer nível, sua abécola! Nem que seja negativo... :-)

Ah… e já vi desculpar o recurso ao anonimato com muita coisa; com a "ameça" do pintassilgo… é a primeira.

Parabéns! Você é um cromo de um valor inestimável em qualquer caderneta. Vá aparecendo… :-) :-) :-) :-)

Medronheiro disse...


Coitados daqueles que têm medo de pintassilgos.

Anónimo disse...

Ana,

Deixe-me que lhe diga que você não está bem ou, então, está bem, ainda que não consiga ler e, depois, entender o leu. É uma coisa bastante comum em pessoas que não pensam pela sua cabeça, antes se deixam levar pelas correntes, assim tipo acríticos e acéfalos, está a ver? Onde é que leu, escrito por mim, que o PC "não existe, logo, exercite o cérebro". Que raio quer dizer com isso? Importa-se de se exprimir em Portugês ou isso, para si, é pedir demasiado?
As que figuras que certas pessoas fazem ao virem botar postas de pescada sem fazerem a mínima ideia do que estão a dizer é de bradar aos céus. Diz você que no meu comentário ofendi o PC? Em que parte do meu texto chegou a essa conclusão? Ofende você mais o PC, que deveria recusar simpatizantes/militantes como sua excelência, do que qualquer outra pessoa que aqui vem.

Passar bem

António Ramos

Anónimo disse...

Que falta de pachorra para pessoas como o Samuel e outros que tais! Isto só serve mesmo como laboratório! Imagine-se o que seria este país governado por tal demagogia e falta de visão! Agora toda a gente tem que ter o comportamento que o Samuel acha que é correcto! Não tem não presta ou é fascista! E realmente foi um erro a tirada pintassilgo e as suas investigações. Só por esse pormaior se vê o conteúdo democrático deste blogue. Qual a diferença em relação à pide? Pode ser que cheguem ao poder e assim já vão adiantando trabalho não é?

samuel disse...

Anónimo (16:24):

Então para que é que vem cá, patetinha?

Se você não estivesse a tentar passar por atrasado mental - o que duvido que seja - saberia que os "valorosos" anónimos que têm tido respostas tortas, ainda que tenham aqui plantado as suas bostas mentais utilizando linguagem publicável, são os declarados apologistas do fascismo, os que se "ofendem" porque fiz um qualquer texto contra o racismo, os que perdem a tramontana com qualquer ataque ao bandalho de Santa Comba Dão… ou no caso deste post, as bestas que insistem em achar que isto foi um ataque ao Luis Represas, quando o que critiquei foi a "ingenuidade" dos que agora estão muito escandalizados com o facto de ele apoiar um candidato do PSD… facto para o qual estou cagando olimpicamente e que já toda a gente minimamente informada deveria achar mais do que natural… há anos.

Em vez de continuar a bolçar asneiras ao lado… porque é que não vai procurar a sua turma?

Passar bem!

Medronheiro disse...


Anónimo querido, meu amor, gosto mais de ti do que arroz doce. se tens medo dum pintassilgo vai-te enfiar debaixo das saias da mamã.

Anónimo disse...

Sois todos doidos!

Anónimo disse...

A mim o que me espantou não foi o Represas ter apoiado o PSD,foi ter apoiado o candidato Pedro Pinto.
O Pedro Pinto!!! Ai Represas, Represas ...