quinta-feira, 9 de outubro de 2008

A (en)comenda



Eu, na verdade, dei pela notícia no próprio dia, já que antes de ontem jantei um pedaço para o tarde e tive ocasião de assistir em directo ao momento em que, para estupor de toda a gente e do próprio Mário Crespo, que conduzia a entrevista, o comentador, perdão, comendador Joe Berardo, denunciou o facto de (provavelmente) toda esta crise financeira internacional, ser obra de alguém, apostado em atacar o capitalismo e a democracia.

Ao contrario de outros bloggers, que falaram disso imediatamente nessa noite, eu deixei passar o caso, para não atrapalhar as investigações e na esperança de que o nosso implacável Ministro das Policias Rui Pereira caísse sobre "esse alguém", como um raio e lhe “amandasse” o tirinho no lombo que a criatura merece... mas a verdade é que já se passou mais um dia e o meliante continua à solta, o que é insustentável!

Agora a sério, digam lá se isto não é azar!... Logo eu, que praticamente nunca entendo uma palavra do que o homem diz... fui logo entender esta frase inteira!

No meio de tudo isto, salva-se o gesto bonito, pela parte do Eng. Sócrates, de garantir todos os meus depósitos bancários, sem limite de montante.
Tivesse eu adivinhado e teria arranjado maneira de ter depósitos bancários...

14 comentários:

do zambujal disse...

Não pediste emprestado quando tanto insistiram para que pedisses emprestado ou adiantado ou "futuro" ou lá o que era, agora não tens depósitos garantidos pelo grego.

BlueVelvet disse...

Eu hoje fiquei-me pelo Che que até era Comandante.
Quero que o Comendador se lixe:))
Abreijinhos

salvoconduto disse...

Fiem-se nessa dos depósitos bancários, sem limite de montante...

Já não sei quem é mais gágá se o comendador, se o Sócrates.

Nuno Góis disse...

Que post fabuloso!

Obrigado e abreijos

Maria disse...

O "grego", como lhe chama o "do zambujal" ali em cima, pode prometer tudo, mas o que é facto é que os "gestores de conta" dos bancos andam às aranhas com o pessoal que lá vai fazer-lhes perguntas, e querendo tirar as poupanças para as levar para casa... dizem que é um sítio mais seguro...
Ainda bem que não vi o comendador nem o grego. Optei por ir ouvir, ontem, a Roda de Choro de Lisboa, que recomendo vivamente...
(às terças feiras, no Lusitano Clube de Alfama)

Abreijos

Crixus disse...

Já desconfiava que tudo isto não passava de uma cabala. Será que ele tem algum suspeito? Acho que deve ser venezuelano ou iraniano, pelo sim pelo não é melhor destruir os dois paises, e mais alguns. E os comunistas também devem andar metidos nisto.

Lídia disse...

Tanto louco só pode conduzir a paranóia. Excelente post como sempre.

Abraço
Lidia

Fernando Samuel disse...

Que grandes (en)comendas!



Um abraço.

Justine disse...

Toda essa gente me provoca tanta brotoeja!!
Tu continuas a fazer-me rir, com estes posts magníficos de ironia:))

Antuã disse...

há quem diga que o comendador é o expoente máximo da cultura do Partido socretino.

Ana Camarra disse...

Samuel

Encomenda e de que maneira.
Não o percebes, nem eu, ou se calhar percebemos bem demais...

beijos

Lúcia disse...

Que fazer? Rir - o problema é que isto é sério.
E as economias - colchão, para quem as tem.
Beijos

Aristides disse...

Samuel:
Tentei colocar ontem um comentário e não consegui, não sei porquê. O sentido do comentário era mais ou menos o seguinte: tinhas que te explicar melhor porque eu, pelo menos, fiquei na dúvida de quem seria o meliane que continua à solta e precisava de um tirinho no lombo. Estavas a falar do Berardo? É uma dúvida que me persegue desde ontem.
Abraço

samuel disse...

Aristides

É... ele pode estar a acusar "alguém", apenas para disfarçar... :)))

Abraço