sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Eu, que também não sei nada de finanças...




Como não pesco nada de economia e finanças, tenho que limitar-me a seguir a crise americana que alastra para a Europa (para Portugal, não!, garante Sócrates), como quem segue um jogo de ténis ou ping-pong, tal é a profusão de declarações e contra declarações sobre os culpados, as medidas para salvar “as instituições” ou a “nova ordem” que aí vem, para usar as palavras do génio da oratória, Joe Berardo.

Os palermas simples seguidores do neo liberalismo, que normalmente andam em bando atrás dos canalhas que são realmente os ideólogos e fazedores do dito, praticantes e adoradores do capitalismo mais selvagem e que guardam para o dinheiro, a frieza, o desprezo pelos outros, e a faca sempre pronta a cravar nas costas dos “amigos” de ontem, a sua única devoção, ainda há uns dias cavalgavam arrogantemente os seus subprimes, os seus capitais de risco, os seus produtos “tóxicos”... mas agora andam numa angústia de meter dó, vá lá... de causar vómitos!...

Uns, esfarrapam-se de embaraço, por verem o maldito do Estado (sacrilégio!) a tomar o lugar da omnisciência, que julgavam infalível, do seu querido mercado e resolver com uns milhares de milhões arrancados aos bolsos dos contribuintes, a incompetência e irresponsabilidade de dimensões bíblicas, dos seus gurus.

Outros, mais fanáticos, mesmo assim são contra (que isto é abrir a porta ao socialismo!!!), não lhes importando o facto de, a caírem todas os bancos, seguradoras e etc, que estão por um fio, isso arrastaria para o fundo milhares de empresas e os seus muitos e muitos milhares de postos de trabalho, mostrando qual o real apreço que o “verdadeiro neo liberal” tem pelo seu semelhante...

Apesar de apreciar o facto de estes milhares de milhões terem um efeito de almofada na derrocada que seria inevitável, a minha ignorância em matérias de economia e finanças não me impede de ver que a principal razão para todos estes “salvamentos” é livrar a cara de um sistema podre e corrupto, de uma ainda maior humilhação internacional. Dentro de pouco tempo, todos estes bancos “nacionalizados” estarão novamente nas mãos dos mesmos, que acabarão por ganhar milhões com a crise.

Mesmo assim e como sou uma pessoa que se desconcentra com alguma facilidade... dou por mim a fantasiar que estes palermas dos fatinhos escuros, que por tudo e por nada vão para o Convento do Beato arrotar alarvidades sobre o seu compromisso com Portugal, mais os milhares de seus seguidores, se pelo menos por uns dias fossem atacados por um surto agudo de vergonha que os impedisse de vir à rua mostrar as caras, isso seria muito bom para o trânsito, para a qualidade e pureza do ar que respiramos e para o canto da passarada nos nossos belos jardins... como tento mostrar nas imagens acima.

19 comentários:

Hertz disse...

...é enorme a seita de adoradores do boi d'oiro de Wall Street

Maria disse...

Excelente post, Samuel.
A passarada agradecia mesmo que esses tipos ficassem fechados em casa por uns tempos... e nós também, porque o ar que se respira por aqui está cada vez mais poluído.

Vou agora assistir a outra "fantochada": o debate entre os vices dos EUA...
Olha só pró que me deu...

Abreijos

Justine disse...

Vergonha não digo, que eles isso não apanham, mas...brotoeja? Um bom surto de brotoeja que os pusesse em casa??:))

A ignomínia é tão grande, que só mesmo a ironizar...

Antuã disse...

É a Sociedade Civil. Não tem qualquer vergonha nem pudor.

Fernando Samuel disse...

Ah!, como os passarinhos cantariam, felizes, e o ar que respiramos seria puro!...
Mas não. Podes começar a preparar o post sobre a re-entrega destes bancos... aos mesmos...


Um abraço.

Anónimo disse...

Samuca, se analisarmos o capitalismo veremos que o mesmo está em crise desde o fim da década de 1980. Em vinte anos tivemos a crise da Coréia, a crise do México, a crise de Hong Kong, a crise da Argentina e, agora, nos dez últimos, a Crise do Império. Somente nos últimos 20 anos o capitalismo sofreu mais baixas do que em todo um século (1880-1980). Depois é o socialismo que é incapaz de prover estabilidade. Se todas essas crises articulam como estabilidade capitalista, não sei o que instabilidade.

fj disse...

havia ou há um ditado que diz: quem tem unhas é q toca viola....eu diria quem tem dinheiro é quem manda... ou manda quem pode!

Bom fds
um abraço

aferreira disse...

-Eu diria que todo isto é possível até a salvação do capitalismo desde que o Zé Pagode pague a despesa da Festa e a limpeza da sujidade depois dos senhores abandonarem as mesas onde se fartaram de beber vinho novo e comerem tudo.
Até quando; vamos ver isto.
aferreira

Deusa Odoyá disse...

Olá meu estimado amigo.
Passei para lhe dar um oi:
Repleto de muita luz e carinho.
Recheado de muita fé e energia.
VCheio de alegrias e esperanças.
Beijos da sua novo amiga.

regina Colei.

Te aguardo em meu cantinho.

lino disse...

Muito bem dito.

Um abraço

Ana Camarra disse...

Está muito bem dito, mas essa corja não tem um pinguinho que seja de vergonha...

beijos

Pata Negra disse...

É vê-los, descaradamente, a mudarem de certezas e receitas e a brincar aos números e previsões! Então, os nossos comentadores de macro-economia, são uns amores!
Qual crise qual carapuça! A riqueza existe, basta distribuí-la! A crise é uma invenção destes cabrões para manter os trabalhadores conformados e submissos! Nacionalizem as grandes fortunas e a crise resolve-se!
Um abraço americano

duarte disse...

estou com uma constipação dos diabos,e no entanto não apanhei frio... deve ser a gripe das aves (de rapina)! mas não, graças a deus(ou o bce)não passa de uma constipaçãozita... o médico disse-me que tudo se resolve com uma injecção e (no meu caso)50e por mês(a mais nos meus gastos mensais)!... a minha sorte ,é que psicológicamente(disse o meu médico) sou uma pessoa forte.o que ele não sabe é que até me sinto bem(ao mais não seja por ver o american-dream tornar-se o pesadelo em wall-street). se for preciso passar por uma mazela,para que o ar que respiro socialize com os meus pulmões...então que venha a doença porque a luta continua!

Silvestre Raposo disse...

Samuel Cantigueiro vai lá ao meu blog www.ravalusiarte.blogspot.com e num post do 25 de abrir está uma foto num quartel de Sacavem, onde está um Samuel...abraço

samuel disse...

Caro Silvestre

Essa foi de mestre! Passa a ser "apenas" a única fotografia que tenho, em que estou num palco a cantar com o Zeca!...
Obrigado!

Abraço

Sal disse...

Mais um post daqueles que nos põe um pouco mais bem dispostos. Pelo menos enquanto imaginamos um mundo melhor, mais puro, mais justo.
bjs

zambujal disse...

Há uma dinâmica capitalista que tem a ver com as contradições que não se superam, que se agravam com as "soluções". Ao ganharem milhões com a crise (ou este seu pico) haverá concentração e centralização, agora à escala... global (reparara que se deixou de falar em globalização?). Mas o balão não rebenta sem uma boa alfinetada...
Um abraço, Samuel

Lúcia disse...

Ó Samuel - dizes muito (e muito à tua maneira o que é delicioso). se esta egnte iamginasse o que é ter 400 euros no bolso para pagar contas da casa; casa, educaçao dos filhos e bens essenciais (pão, leite, carne, por aí)... e os que nem isso têm?

Silvestre Raposo disse...

Samuel vejo que encontraste a nossa foto (e eu ao lado do Zeca) um abraço