sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Sejam sérios! 
Não digam que não há alternativas à política de desastre do governo PSD/CDS



Não digam que não há alternativa à vossa política. Assumam que essa alternativa não cabe nos vossos preconceitos ideológicos, nas vossas opções de classe, no quadro do neoliberalismo e da submissão do País aos ditames de uma União Europeia dirigida pela Alemanha e o Directório das grandes potências.
Não digam que não existe a alternativa quando vos confrontamos há anos com propostas alternativas em todas as áreas e sectores da economia nacional, em todas as funções do Estado, nas opções estratégicas fundamentais da integração capitalista europeia.
A alternativa faz-se lutando
Outros afirmaram, noutros tempos, que não havia alternativas às suas políticas.
Durante quase cinco décadas Salazar dizia que não havia alternativa à ditadura. Afinal houve, com o 25 de Abril, a liberdade e a democracia.
Afirmavam que não havia alternativa à guerra colonial, o 25 de Abril provou que havia, com o fim da guerra e a paz e cooperação com os povos antes explorados e colonizados.
Afirmavam que não havia alternativa ao subdesenvolvimento, ao atraso, ao analfabetismo, à elevada taxa de mortalidade infantil. O 25 de Abril veio mostrar que havia.

E é assim! O deputado Agostinho Lopes só não me dá mais razões para o admirar e gostar dele... porque não ou ouço ou vejo mais vezes!
Para quem não o ouviu, pode ler aqui o texto integral, ou ver o vídeo.


8 comentários:

trepadeira disse...

Não há é alternativas que encham mais os bolsos,a eles e aos amigalhaços,subordinadas aos exploradores.

Um abraço,
mário

São disse...

Não , não há alternativas quando a opçãp ideológica deste Governo CDS/PSD é mais papista que o papa, quando se vai além do que a troika exige, quando se ignora deliberadamente todos os argumentos contrários.

Mas como ainda não acabaram de vez com a DEmocracia, a alternativa surgirá!

Um bom final de semana para vós.

Justine disse...

Eles sabem que há, mas não lhes convém!!!

Antuã disse...

Deixem ver o que faz a arraia-miúda logo que queira entrar em acção.

Provoca-me disse...

Adoro este Deputado.

Graciete Rietsch disse...

Altrenativa há. Muitas possibilidades foram aqui apresentadas nesta intervenção. Só que não cabem nas políticas deles!!!!!!

Um beijo.

Pata Negra disse...

Bastava que o eleitorado desse 25% ao PCP e no dia seguinte seria injectado capital com fartura para livrar o país das garras do comunismo. Visto assim, poderemos afirmar que, mesmo para quem não acredita em alternativas, uma votação mais significativa à esquerda, forçar-los-ia a devolver boa parte daquilo que nos roubam!
Um abraço com pensamento avulso

O Puma disse...


Náo são possíveis políticas alternativas

com este desgoverno