quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Vaticano – O Estado a que aquilo chegou...


Chega-me a notícia de que o mordomo do Papa se queixou de ter sido maltratado na prisão do Vaticano. Ao que parece, as autoridades nem se deram ao trabalho de o desmentir com convicção.
Fico também a saber que o dito mordomo, acusado de ter fotocopiado 60.000 documentos do Ministério da Defesa... perdão, isso foi o Paulo Portas!, que o dito mordomo, acusado de ter surripiado uns documentos do Vaticano, tinha como tarefas junto ao Papa (pelo menos entre as confessáveis) andar à sua frente nas deslocações no “papamóvel” e... vestir o Sumo Pontífice.
Apenas dois comentários à notícia:
1. Fico absolutamente siderado por saber que as autoridades da Igreja Católica são capazes de maltratar pessoas que estejam à sua guarda durante os períodos de “Inquisição”, perdão... de inquérito a possíveis ilícitos...
2. Acho espantoso que tantos milhões de católicos aceitem ter como líder um homem que não sabe, ou não pode, ou pura e simplesmente não quer vestir-se sozinho!

6 comentários:

trepadeira disse...

Mas ele não anda sempre nu?o resto é soberba.

Um abraço,
mário

Pintassilgo disse...

Papas só as dos bébés.

Campista selvagem disse...

Creio que já são encrencas a mais, alíás o Sr. é oriunde de onde?
Ainda ningue´m me explicou a morte de João Paulo I.
Anda muita gente enganada é uma pena, é que para vigaristas já cá temos os coelhos e companhia.

Anónimo disse...

Que saiba ainda hoje existe o SANTO OFÍCIO que tem a finalidade de fiscalizar!!!! Bem! Uma espécie de inquisição! Sabe-se que são seres que gostam de mandar e nao só.....
Saudações,
Vicky

do Zambujal disse...

Ao vati cano a que este estado chegou!...

Um abraço

Antuã disse...

Como já há muitos anos não leio livros de edição religiosa não sei se ainda existe a censura religiosa com o Nihil Obstat imprimatur.