sábado, 31 de agosto de 2013

Passos Coelho – Reles lacaio!


Já que não o deixaram ir para a frente com medidas ilegais, contra a Constituição da República... Passos Coelho ameaça com alternativas que podem incluir medidas “ainda mais injustas” (?)... e, claro, «um segundo resgate».
Tudo isto se Passos Coelho e os seus celerados ajudantes não conseguirem rapidamente uma posição com suficiente visibilidade e bom ângulo para«sinalizarem» os seus rabos de lacaios, enquanto baixam as calças à frente dos patrões alemães e derivados.
Estarei sempre aberto a que me provem que Passos Coelho é amigo do seu amigo, bom pai e excelente esposo... mas rais ma partam se, enquanto governante, o homem não é capaz de fazer as melhores imitações de um reles canalha que me têm sido dado apreciar!!!
Mais... estou convencido de que estes alternadíssimos filhos da dita, convencidos que estão de não poderem, com esta política de desastre, cumprir nenhum dos objectivos e compromissos que assumiram perante os donos... procuram, desesperadamente, qualquer pretexto que lhes sirva para pedirem um segundo resgate!

13 comentários:

Anónimo disse...

Digam como se arranja o dinheiro e não critiquem por criticar, criticas concorde com elas, mas primeiro gosto de ouvir as soluções, e ainda não vi por parte de quem critica soluções para esta crise. Há uma coisa que é certa, o tecido produtivo foi destruído, a economia está de rastos, como é que se resolve isto? sem empresas e industrias meu caro amigo vamos cair num buraco que nunca mais dele conseguimos sair. Afonso Carmo

Anónimo disse...

O chumbo do TC é só uma desculpa pois desde a saida do "zumbie" gaspar o pedido do 2º resgate está na calha. Sim, Passos, Portas, Cavaco não deixam de ser "reles lacaios"!
Vicky

Antuã disse...

O Passos Coelho é um ladrão que "trabalha" por conta de outrém.

Anónimo disse...

Com tantos chumbos, já percebemos que não conhecem a lição da democracia, e do respeito pela Constituição...não seria já tempo de despedir os rapazes: desadequação às tarefas requeridas. Mgantes

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Muita incapacidade e também muita insensibilidade para perceber a situação gravíssima em que ajudou a mergulhar Portugal. Claro, perante os sucessivos reveses..."ameaça" os Portugueses. Mas que tão fraco 1º M ainda temos...

samuel disse...

Afonso Carmo:

Uma grande parte da solução já está enunciada no seu comentário...

O tecido produtivo está destruído - Alguém o destruiu e com alguma intenção!

A economia está de rastos - E todos os dias vemos medidas que a empurram mais para baixo!

Como isto tem sido feito sempre pelos mesmos, ao longo de tantos anos... talvez optar por quem tem defendido o contrário... :-) :-)

Saudações.

Graciete Rietsch disse...

Reles lacaios, executores de crimes bem planeados!!!

Um beijo.

Anónimo disse...

A crise não interessa, o que interessa é o Sporting-Benfica! e assim se vai mantendo o povo adormecido. Estamos de regresso ao fascismo.

José Oliveira disse...

O regresso das famílias que beneficiaram do regime fascista só podia dar nisto, miséria, para eles poderem ter lucros fabulosos, não há dinheiro, mas vendem-se as empresas lucrativas como a ANA, GALP, etc. É evidente que para gerar estes lucros fabulosos tem de se retirar a parte do bolo nacional que pertence ao trabalho. Porque motivo se salvou o BPN com dinheiro do contribuinte, foi uma opção política de classe. Há dinheiro, só que não querem ir buscar onde ele esta, na mão de meia dúzia...

Provoca-me disse...

Como se arranja o dinheiro? Vai-se buscar onde ele foi roubado, aos bancos, às grandes empresas, aos patrões...

Sensei disse...

Mas como é possível, existirem Afonsos Carmos nos dias que correm, COMO?!... será que têm estado em profunda letargia e acordaram à instantes? IMPRESSIONANTE!... Mesmo INACREDITÁVEL! Isto para nos mantermos todos as fronteiras da educação, porque tal comentário raia e bem uma abordagem bem mais agressiva. Mas fiquemos-nos assim para já.

Maria Rodrigues Reis Costa disse...

Esse 2º resgate já estava há muito anunciado. Desde que recebemos o 1º que se sabia que o dinheiro não chegava. E não chega mesmo pois para relançar a economia é preciso muito mais. Eu vejo pelas empresas que existem no meu bairro e daí tiro as medidas ao resto do país. A coisa está mal.

Anónimo disse...

Sensei, ai existem, existem. Se não existissem não estávamos na situação em que estamos. Desde o 25 do meu contentamento, admitamos que foram cometidos muitos erros. Se não tivessem sido cometidos eles não existiriam. Acordai portugueses. D'albano