terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Assim não há condições...






De vez em quando acho alguma graça ao Mário Crespo e até ao Alberto João Jardim, embora este, quando tem tempo para se preparar para estas aparições na televisão, pare de beber durante uma horas e perca a piada quase toda.

De qualquer maneira, o que eu quero dizer é que nunca mais vejo entrevistas de ninguém com este meu jovem parceiro. É que não me deixou ouvir rigorosamente nada!...

Alguém me diz se o homem falou alguma coisa de jeito?


9 comentários:

Maria disse...

Disse que o luxuoso palácio onde vive é de todos os portugueses, incluindo os do cont'nente... e que podemos lá ir...
Eu acho que ele tava mangando de nós...

Maria disse...

Acreditas que ainda me estou a rir com o teu companheiro?

:))

salvoconduto disse...

Esquece, continua a ouvir o puto, é mais inteligível.

alex campos disse...

Pela reacção do jovem parceiro, o Jardim até esteve ao seu próprio nível. Quer dizer, as baboseiras estiveram no nível do costume.

duarte disse...

O outro da madeira, evito a personagem...o Mario Crespo conseguio (hà ums meses) dizer o que outros jornalistas, ainda nem pensaram(JN 29/09/2008)...quanto ao teu companheiro, esse sim esteve ao seu melhor nível...começei o dia a sorrir(apesar da chuva).
abraço do vale

Justine disse...

Ainda estou a chorar de tanto rir -deliciosamente contagiante, o riso do bebé:))Que bem faz rir assim...
O outro? Esteve lá? Irrelevante.

BlueVelvet disse...

Nem me dei ao trabalho de ouvir.Já tenho coisas demais a procupar-me.
Mas o teu parceiro ouvi sim.
Delicioso.
Abreijinhos

lino disse...

Homem feliz, que tais companheiros tens. Eu também não ouvi, porque na minha casa só me insulta quem eu deixo, pelo que alguns canais ficam lá fora, a não ser em circunstâncias muito particulares.

Abraço

Fernando Samuel disse...

Estou convencido que desta vez quebrou o hábito de não beber umas horas antes de ser entrevistado...


Abraço.