sábado, 10 de janeiro de 2009

Leões, neve... e areia para os olhos!





Como que para provar que tanto em Portugal como no mundo não se vive crise de espécie alguma e nada se passa de trágico, ou minimamente grave, uma parte inquietantemente grande dos noticiários radiofónicos e televisivos que tenho a infelicidade de ir ouvindo nos últimos dias, dão honras de abertura à horrenda, terrível e aterradora notícia de que um senhor que até aqui era presidente do Sporting, não se recandidata!!! Isto se não abrirem com a extraordinária, nunca antes vista e inacreditável queda de neve aqui e acolá, sempre com equipas de televisão fazendo directos cheios de pessoas a dizer que ela está fria... e branca... e que dá para fazer bolas... sei lá... “prontus”.

Se por qualquer ironia meteorológica isto tudo se misturar e cair neve no estádio do Sporting, então aí nem sei!...

12 comentários:

salvoconduto disse...

Por Alvalade espera-se mais uma vaga de fundo, nos noticiários nada de novo, obviamente.

Abraço.

do Zambujal disse...

... e eu que, quando adolescente inconsciente, um furioso leão...
que vergonha sinto! Nos tempos e nos modos de administrar ópio ao povo descobrem-se e inventam-se artes que até são desconhecidas pelo Artista Supremo (há quem chame assim a quem também chamam Deus, não há?).
Um abraço reconhecido por mais esta dedada numa ferida.

Antuã disse...

realmente as televisões e rádios deste país são uns génios, até descobriram que a neve é branca e dá para fazer bolas!...

cs disse...

Este leão é mais bonito do que o camelo que está em baixo.

Joao Carlos disse...

quer dizer, em Portugal até que pode ser noticia cair neve e ela ser branca, fria e ao segundo dia só chateia pois não se pode sair para lado nenhum.
Agora isso também abrir os telejornais na Alemanha e com os mesmos directos e as mesmas reportagens, as mesmas parvas perguntas e respostas, aí é que caso para dizer que a globalização capitalista está a espalhar o comprimido da anestesia mental por todo o lado.

duarte disse...

Pois os noticiárias...mais uma vez.
bem... contra o frio, tenho uma boa solução: lenha!
pode ser qualquer tipo de pau!
Nada como uma boa fogueira , purificadora...
hà muito tempo , que o frio e o gelo se instalou, no desempenho do jornalismo em geral(exepções à parte)...Estão domesticados e conformados...ou até mesmo amordaçados.
abraço do vale a ver areia cair.
MST! foge, que o bicho tem fome!

Alvarez disse...

Caro Samuel,

Os "vendilhões do templo" a seu tempo serão expulsos. Como diz o poeta: "Não há machado que corte a raiz ao pensamento..."

Abraço,

Alvarez

zemanel disse...

o frio.
já tinha sido a gripe.
a menina esmeralda também está de novo no caminho.
Uma mega operação da gnr em setúbal em que se panha uns assaltantes manhosos que se lembraram de assaltar um supermercado cheio de polícias e jornalistas...
Que se encham as redacções dom coisas - para que não se fale das coisas...

BlueVelvet disse...

Pois terá muita razão, e está tudo muito bem e tal, mas faça favor de não agoirar que o meu Sporting está agora a jogar.
Prontus!
Abreijinhos

Anónimo disse...

Aos homens da minha geração, que ainda conservam as marcas de uma guerra que destruiu lares e famílias, eu escrevo esta balada como quem pede o lençol para vivermos os poucos dias que nos restam, em Paz:
PAZ DA NEVE
Esta noite, lá no monte
e já bem de madrugada
eu fui à beira da fonte
sua água estava gelada!
-
e depois de dormir leve
por o frio estar a sentir
saí de casa e vi a neve
mui de mansinho a cair!
-
vi a flor de amendoeira
ai qu'é uma branca flor
e eu vi cair de maneira
dos céus belo cobertor!
-
cobria a neve, os galhos
ai da minha amendoeira
e cobria couves e alhos,
lá na horta a laranjeira!
-
cobria a neve meu chão
que tenho de agricultor
e enchia o meu coração
ai de primícias de amor!
-
eu vi surgir uma mulher
com o seu branco manto
lhe pergunto, você quer
quer ser o meu encanto!
-
e na fonte demos beijos
e pelo surgir da aurora
veio o sol com ensejos
de pôr toda a neve fora!
-
abracei a minha amada
e com a bela luz de sol
vi a terra esbranquiçada
como um branco lençol!
-
ai, com o sol se reveste
a terra de branca alvar
e minha noiva se veste
para irmos para o altar!
-
e caía a neve em flocos
como o de fino algodão
e ali eu desfiz os blocos
qu'eu tinha no coração!
-
casei com a minha terra
e já que sou agricultor
houve paz sem guerra
na terra de meu amor!
-
Pisco

samuel disse...

Boa, Pisco!

Fernando Samuel disse...

É: a neve é fria, branca e dá para fazer bolas... e a propósito de bolas, o presidente do Sporting não se recandidata: como vês, isto anda tudo ligado...


Um abraço.