sábado, 31 de janeiro de 2009

A Lógica da Batota... perdão, da Batata




Bancos e banqueiros que nos últimos anos se dedicavam à prática de crimes económicos em grande escala, como a fuga de impostos, lavagem de dinheiro, utilização fraudulenta de dinheiros de depositantes, ou simplesmente desvio de fundos para proveito pessoal, em vez de serem pulverizados (os bancos, claro), salvaguardando-se os direitos dos depositantes genuínos e alheios à especulação criminosa e os seus responsáveis julgados e condenados, são, em vez disso, “ajudados” pelo Estado, com nacionalizações caridosas e gigantescas injecções de capital. São os casos, por exemplo, do BPN e do BPP.

Perante os efeitos de uma crise arrasadora, fruto de recorrentes decisões políticas desastrosas, agora pioradas pelo colapso do capitalismo selvagem internacionalmente, depois de criada uma situação no país em que, como num ciclo vicioso, as pequenas e médias empresas que são responsáveis pela esmagadora maioria dos postos de trabalho, estão estranguladas porque não têm a quem vender a sua produção, pois as pessoas não têm dinheiro para comprar mais nada além do estritamente necessário (as que têm), perante a situação do pequeno comércio tradicional, que emprega milhares de pessoas, por vezes famílias inteiras e que está igualmente estrangulado pelas mesmas razões, mais a pata esmagadora das grandes superfícies comerciais, perante o triste caudal de cidadãos que todas as semanas vão, fruto desta situação, engrossando o número assustador dos desempregados, piorando ainda mais as condições de sobrevivência das empresas e pequenos comércios que ainda não fecharam... que faz o Governo para ajudar? Trata de conceber e pôr em prática um plano de apoio directo às pequenas e médias empresas em dificuldades, às famílias em risco de perder as casas em que já investiram anos do seu suor, apoio esse que, serviria para restaurar alguma da confiança perdida, subir o poder de compra das famílias e por tabela, trazer centenas de empresas de volta à tona de água? Concebe e põe em prática a criação e apoio de milhares de projectos públicos e privados, de pequena e média dimensão, em que a injecção súbita de capital chegaria a milhares de empresas diversificadas e significaria a criação de milhares de postos de trabalho, harmoniosamente distribuídos pelo território, com o que isso significaria de reanimação das economias locais?

Não! O Governo aposta no apoio a dois ou três projectos megalómanos, de criação de emprego concentrada, intensiva e não sustentada, onde ficarão a ganhar (e muito) meia dúzia de gigantescas empresas, que não poucas vezes, estão nas mãos de “amigos”.

Não! O Governo decide colocar milhões e milhões nas mãos dos banqueiros, que mais uma vez irão ficar com o dinheiro, para alimentar os seus vícios multimilionários, permitindo que apenas uma parte dele chegue às pequenas e médias empresas e às famílias, mediante a aplicação de verdadeiros garrotes e cobrança de juros próprios de agiotas e mafiosos.

Perante esta vergonha imensa em que se está a tornar o “Caso Freeport”, em que cada alegado interveniente vem dizer o contrário do anterior, em que toda a gente conhece Sócrates, em que Sócrates não conhece ninguém, em que “O Tio” (já uma instituição) de cada vez que abre a boca mais chamusca o “Zezito”, como lhe chamou, que faz a justiça? Explica cabalmente porque andou todos estes anos a “pastar caracóis” e trata de rapidamente, em silêncio e com eficácia, apresentar resultados e arguidos? Ou as provas de que nada se passou de ilegal?

Não! Num espalhafato que só serve para disfarçar o embaraço da inépcia, vai-se multiplicando em entrevistas confusas, em declarações ofendidas sobre as quebras de segredo de justiça, enquanto sorrateiramente a vai ela própria quebrando, conforme o interesse do dia, ao mesmo tempo que, de maneira sonsa, faz muito pouco para avançar e praticamente nada para evitar que alastre a ideia de que tudo isto não passa afinal da tal “campanha negra” (o termo da moda), urdido cavilosamente, quem sabe, pela própria Rainha de Inglaterra, desagradada com um chapéu que lhe ofereceram, ainda mais ridículo do que aqueles que já tem... comprado no maldito Freeport.

Os heróicos leitores que tenham chegado até aqui, ou alguém que esteja de visita ao nosso país, será levado a pensar que os portugueses endoideceram e que em tudo isto não existe um pingo de lógica.

Estão enganados! Esta é a célebre Lógica da Batota... perdão, lá estou eu outra vez... da Batata!

18 comentários:

salvoconduto disse...

Vê-se logo que é batata amarela...

Bom fim de semana, que eu gosto mais da vermelha.

Sal disse...

Post ABSOLUTAMENTE fantástico, pela forma objectiva, directa, abrangente e acertiva como colocas as coisas.
Deixa-me apenas dizer-te que enquanto disserem que é uma "campanha negra", não dizem que é "Campanha vermelha", que esta gente é capaz de ainda vir dizer que a culpa disto tudo... é dos chineses.

beijinhos

Cris disse...

Sam meu querido
Venho desejar um ótimo fim de semana e dizer que te acompanho diariamente,ou seja não o perco de vista.
Beijinhos.

Antuã disse...

É a lógica dos quadrilheiros em grande escala. é uma mafia bem montada e instalada até que o povo deixe.

Anónimo disse...

Utopias deste governo, como o TGV, o aeroporto de Alcochete, a criação de cento cinquenta mil de trabalhos,a não subida dos impostos; quando na realidade houve milhares de despedimentos e milhares de empresas dissolvidas e os contribuintes pagaram mais em face da redução dos benefícios fiscais e a utopia de que o investimento público, gera riqueza, talvez tenha gerado às pessoas abaixo indicadas:
PENAS DE PINTO
Quem faz exame por fax
mesmo que seja d'inglês
aqui ele nunca terá a pax
vejamos já o que ele fez:
-
que a nossa justiça tarda;
e é um sistema vagaroso
uns projectos na Guarda
foram feitos pelo jeitoso!?
-
quem nos enfiou barrete
enfiou a ti e outro a mim
e recebe lá de Alcochete
quatro milhões em pilim?
-
lembra um dois mil e dois
não lembra, com certeza
já qu'os mamou e depois
deu em gesto de nobreza!
-
ele deu uma parte ao tio
e outra parte a seu primo
por certas coisas do Rio
não sei como ainda rimo!?
-
e à sua Mãe e a seu Pai
será que deu um milhão
como que esta gente cai
na esperteza dum papão?
-
e ingleses, os tais lordes
são gente fria e que mata
olha Pinto não engordes
cai mal o nó de gravata!
-
e cá só fazes promessas
fazes tu e o teu governo
gay Pinto não t'esqueças
vais a caminho d'inferno!
-
dizes que tens d'investir
veste um fato de forcado
para um bom toiro te ir
enfiar um e bem afiado!
-
lá na praça de Alcochete
causavas tanta sensação
todos tiravam um barrete
ai pela tua boa actuação!
-
pensas que lidar o touro
é coisa para homem forte
se o pensas eu te agouro
ai no governo, tua morte!
-
se morreres pela Pátria
vais ser Pinto um herói
te quer tua terra Mátria
nos cornos a ver se dói!
-
se gozas com o pagode
com quem não te fez mal
olha Pinto que ele pode
fazer-te o lindo funeral!
-
como um boi te enterra
o corno nesse corpo nu
pelos males desta terra
já não queres mais ser tu!
-
O Pinto perdeu as penas
e quis-se armar em galo
e nossas gentes serenas
só pensam em depená-lo!
-
José Silva

Aurora disse...

Samuel vou enviar este texto para algumas pessoas que eu conheço e que continuam iludidas.

fj disse...

só um cego que seja surdo mudo...pode ter duvidas sobre tudo isto.
Abraço e bom fds

Anónimo disse...

Zézito
Já te tenho dito
Que não é bonito
Andares a enganar-me

Chora agora Zézito...chora
Porque te vais embora
Para não mais voltares

CS

Joao Carlos disse...

"Apito Final: TC considera escutas telefónicas ilegais. O Tribunal Constitucional (TC) rejeitou o recurso do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e considerou definitivamente ilegal a utilização das escutas telefónicas do Apito Dourado no âmbito do processo de corrupção desportiva Apito Final."

E por falar em batatas e outras quer isto dizer que o crime é constitucional pois todos o praticam mas as escutas são inconstitucionais porque só alguns podem escutar.
E ainda vão fazer do Sócrates & CIA as vitimas dos e-mails.
Maldita tecnologia.

Pata Negra disse...

Não é a primeira vez que chegamos aqui. Agora, não nos prendem em celas, prendem-nos nos centros comerciais; agora deixam-nos cantar mas tiram-nos o microfone; agora podemos manifestar-nos mas ignoram-nos, agora...
Agora começou um novo tempo, pena que a luta ainda não seja revolta!
Um abraço no futuro dos meus filhos, homens, já sequer ao menos conscientes, de que há muita gente que não presta!
Um abraço num comentário vazio para um post cheio

Cs disse...

Monalisa é a qualidade das batatas que se deixaram fotografar. De mona lisa são todos aqueles que adubam estes batoteiros.Quando digo adubo digo estrume e ao dizer estrume digo... isso mesmo!

duarte disse...

mais quelle patate, ce josé!
ainda não entendo como hà uma maioria a apoiar , estes bandidos.
abraço do vale(ainda sem net)

samuel disse...

Salvoconduto:
Para este texto vieram mesmo a calhar...

Sal:
Obrigado!
A verdade é que parece já ter visto um ou outro chinês com um ar algo apreensivo ☺

Cris:
Obrigado... e obrigado!

Antuã:
Alguns até têm as “suas” leis do seu lado...

José Silva:
Que nunca te falte a rima, companheiro! Boa malha!

Aurora:
Força!

FJ:
Sobretudo quando é aquela cegueira surda e muda exclusivamente cerebral.

samuel disse...

CS:
☺ ☺ ☺

João Carlos:
Não haja dúvida de que ou isto avança, ou passa a jogar a favor das “vítimas”.

Pata Negra:
O comentário é tudo menos vazio...

CS:
Bem me parecia que o raio das batatas tinham um sorriso misterioso...

Duarte:
Muitos deles também não sabem porque apoiam...

JC disse...

E à conta das batatitas lá fui descobrir que ´batata monalisa” é uma das variedades de casca amarela, muito cultivada em França e Portugal e que é um tubérculo que se destina-se ao consumo em fresco … … …
… … … Até que ponto este blog (e os seus comentários) nos estimulam a curiosidade científica.
Bem hajam! E Bom apetite!

Nocturna disse...

Samuel,
Não estás a ser justo ! O dinheiro tem que ir para as mãos dos banqueiros e outros figurões que tais, eles é que tem os iates,as belas mansões e precisam dos dinheiros para alimentar tudo isso e para o colocar em offshore Bank Accouts .
Os trabalhadores já estão habituados a contar as pequenas moedas ( os que as têm) e quanto mais desemprego melhor. Mantém todos os outros trabalhadores mais mansos.
Foi assim devagar, que eles foram cortando toda esperança que tínhamos de deixar um Portugal melhor para os nossos filhos e mansamente chegámos a esta podridão actual, os portugueses não endoideceram, mas cegaram por completo.
Ainda haverá cura ?.
Tenho dias em que acredito que não, outros um pouco melhores,mas este centrão do poder, não me anima mesmo nada.
Apesar de tudo continuo a preferir as batatas Vermelhas.
Um abraço nocturno meio desalentado

Fernando Samuel disse...

Há 160 anos, dois rapazes de trinta anos, escreveram: o governo de Sócrates é um conselho de administração dos interesses do grande capital... E tinham razão...



Um abraço.

samuel disse...

JC:
Sim... que isto é uma casa séria!...

Nocturna:
Topá-los, mas sem cruzar os braços, é já o primeiro passo para os combater.

Fernando Samuel:
É!... Não tinham Playstation nem iPod...

Abreijos colectivos