terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Manuel Alegre - Rica prenda!





Sabem os deuses e sabem os responsáveis pela propaganda do PS, que o partido, o “seu governo” e José Sócrates mais que todos, precisam como de pão para a boca, de muito ruído mediático e cortinas de fumo, para afastar as atenções dos portugueses do essencial.

Estas respostas que Manuel Alegre “não consegue encontrar dentro de si”, este “nem abrir nem fechar portas”, esta súbita vontade de jantar aqui e ali, sempre seguida de muito “tabu”, muito “a mim ninguém me cala”, muito “não sou refém de ninguém”, muito faz de conta que “tem um pé dentro e outro fora do PS”... ou “deslarguem-me", senão candidato-me!, serão tudo coisas que acontecem por acaso, ou serão antes uma preciosa prenda de Natal do poeta ao seu atrapalhado partido?

16 comentários:

Sal disse...

Prenda?
Olha que nem ao pior inimigo se dá uma prenda destas!

(Até porque possívelmente um suposto pior inimigo terá por lá prendas do género...)


beijinhos
Beijos à Maria

alex campos disse...

Uma preciosa prenda de natal? Preciosissima, preciosissima...

um abraço

Pata Negra disse...

Sempre disse: canta bem mas não me alegre: começa a cantar mal: que seja candidato: desta vez não engolirei sapos, mal por mal votaria no Freitas do Amaral ou no Pinheiro de Azevedo: quem é, é sempre e não é hoje uma coisa e amanhã outra: ser poeta não é ser intocável: estou farto de ver este senhor disputar com o Soares, pra ver quem "compõe/disfarça" melhor a democracia interna do PS.
Um abraço e se queres manter um leitor habitual não me voltes outra vez com o mal alegre

do zambujal disse...

... aquele dedinho a apontar p'rá própria "mona" pode ter tantas leituras...
Abraços

Hilário disse...

Este senhor de alegre não tem nada.
como poeta ainda se come como politico é uma grande trapaça.
Já está a trabalhar a canita, mas que rica prenda.

Um Abraço

gabriela disse...

O quw é preciso é criar notícias para ir distraindo o povinho daquilo que mais interessa, a continuada incompetência deste governo.

poesianopopular disse...

Este poeta - é mesmo um fingidor, ou a negação de si próprio, ou talvez um ouriço, é que não tem ponta por onde se pegue!
Abraço para ti!

Fernando Samuel disse...

«Rica prenda» - dizes bem...

Um abraço.

smvasconcelos disse...

De facto este homem é uma decepção... gosto da sua obra, ou de parte dela, mas o político é um pedante, pretensioso... com uma soberba e charlatice patológicas.
Muito triste.
bjs,

LAM disse...

coragem de coelho: eu vou-me a eles, não fui?

Daniel disse...

Ó gente amiga, deixai-me acreditar ainda em alguém ou em alguma coisa. Apesar de os sinais não serem, de facto, muito animadores.

Anónimo disse...

Que tristeza... Bom poeta, péssimo politico. E desde já digo: - Mesmo que seja candidato da "esquerda", desta vez não vou engolir sapos. Juro que, sapos..."jamais". Doa a quem doer.

Alentejanito

Rui da Bica disse...

O que ele quer sei eu !!!...(e sabemos todos).
Vai ser uma corda na garganta do PS, muito difícil de desatar.
.

Antuã disse...

O Alegre está com os dois pés dentro do PS tal como a extrema direita. Ou não leram a entrevista do Marocas quando fez 85 anos?

samuel disse...

Sal:
Nesse caso... é de considerar. ☺

Alex Campos:
Preciosíssima... e sempre disponível.

Pata Negra:
Nem quero perder o leitor, nem posso prometer que não volto a falar da figura... ele mexe-se muito, fala muito, vê-se muito...

Do Zambujal:
A maioria... pouco simpáticas. ☺

Gabriela:
Nunca falha!

Poesianopopular:
Essa do “fingidor” é mesmo o que lhe resta de “pessoa”...

Fernando Samuel:
Inestimável!

Smvasconcelos:
Só não vai sendo cada dia mais “bipolar” porque também a obra (actual, claro!) já não é o que foi.

LAM:
E dura... e dura... e dura...

Daniel:
Compreendo a vontade!

Alentejanito:
Nem quero pensar!... ☺

Rui da Bica:
Pois o PS que a desate...
(Gostei do blog!)

Antuã:
Estão os dois...



Saudações colectivas!

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Esta não comprarei eu. "Gosto" pouco de uma no cravo, outra na ferradura.
1 Abraço