quarta-feira, 1 de abril de 2009

...pero qué las ay, las ay!...



Embora num comunicado infestado de contradições, o senhor Procurador Geral da República garante que no caso Freeport não há pressão.

Exactamente o que dizia a panela, momentos antes de o lume ter começado a aquecer-lhe seriamente o rabo...

16 comentários:

salvoconduto disse...

Pressão é o que o caso Freeport tem de menos, veja-se o número de anos em que está a marinar...

Abraço.

Maria disse...

Se a panela do Freeport explode... nem sei onde vão parar os cacos...

Abreijos

Pata Negra disse...

Talvez o Freeport venha a ser a salvação deste país!
Um abraço e não tirem o testo à panela! Esperem que o fogão se apague!

BlueVelvet disse...

Pois eu estou cheia de esperança que seja desta que expluda de vez.
Abreijinhos

Justine disse...

Ele também quer dizer que, em outros casos, houve claramente pressão, não é?

Swt disse...

eheheheheheheh

Fernando Samuel disse...

Se não há pressões, porquê a investigação em curso com a qual o PGR pretende averiguar se sim ou não há pressões?...

Um abraço.

Alvarez disse...

Caro Cantigueiro,

Brincar-se com a "Justiça" tem destas coisas.
De certeza que lá perto das eleições legislativas os "juristas" hão-de decidir...
(não se esqueçam como foi posto em prática este novo "Código Penal"...). Alguém pode vir a "queimar-se"!...

Alvarez

Cs disse...

É necessário saber onde está a válvula de escape.

Avelino F. Torres disse...

ahahahahahah os meus amigos são muito crentes.
- Olhem para mim que seu tão lindo :))))- Ou também têm duvidas. Avelino Ferreira Torres

pintassilgo disse...

Que a panela rebente e os leve a todos.

Orlando Gonçalves disse...

Bem não penso que a panela vá rebentar, arranjam sempre maneira de a colocar a arrefecer, tipo Casa Pia, tipo sobreiro, hora aí está, a panela vai para a beira do sobreiro.

do Zambujal disse...

Não te apresses! é uma pressão ou uma depressão?
De pressões estão estas crises cheias.
Vamos conjugar o verbo panelas?

Lúcia disse...

:).. pois...

samuel disse...

Salvoconduto:
A coisa vai com calma... exactamente para provar que não é “à pressão”.

Maria:
Sempre à cabeça dos mesmos...

Pata Negra:
Uma bela explosão, por vezes pode ser uma limpeza...

BlueVelvet:
A ver vamos.

Justine:
Ele sabe lá o que é que quer dizer! ☺

Swt:
Mas é triste. ☺ ☺


Abreijos colectivos!

samuel disse...

Fernando Samuel:
Essa é que é a pergunta do milhão!

Alvarez:
Façamos alguma coisa para que as brincadeiras, pelo menos por vezes, lhes saiam caras.

Cs:
Senão...

Avelino F. Torres:
De facto, o senhor é um belo “exemplo”! ☺ ☺

Pintassilgo:
Bom voto!

Orlando Gonçalves:
Talvez... se formos mantendo o fogo espevitado... quem sabe?

Do Zambujal:
Passemos então à conjugação...

Lúcia:



Abreijos colectivos!