terça-feira, 14 de abril de 2009

Silva Lopes - E que tal um pano encharcado...





Segundo leio no “fatal” Correio da Manhã do café da minha esquina, aquele senhor sempre muito sisudo, de seu nome Silva Lopes, economista muito gabado, que aparece na televisão a zurrar soluções para a crise, as quais passam essencialmente por congelar os salários aos trabalhadores... ganhou, por 4 meses de trabalho no Montepio, 410.000 Euros (e não foi só ele...).

Ainda bem que eu não frequento o nosso “jet set” e as festas da “Caras” e “Nova Gente”, senão, da próxima vez que me cruzasse com o ilustre economista Silva Lopes, iria estrear-me a ser extremamente malcriado com um senhor idoso num local público.

(Pensando melhor, ainda bem que não ando por aí enrolado com esse lixo, pois se assim fosse, o mais certo seria não lhe dizer nada... ou quem sabe, ainda o felicitaria.)

Por que raio é que estes “cleptocratas” não têm, pelo menos, a decência de roubar... calados?!

17 comentários:

Anónimo disse...

Coitado o homem ficou no desemprego e ainda por cima leva com estas coisas.

Antuã disse...

os senhores ladrões....

Maria disse...

Porque, como dizes, não têm decência... nem outras coisas!

Abreijo
(e quando tiveres o pano encharcado avisa... gostava de ver... :) )

salvoconduto disse...

Biltres que quanto mais falam mais têm o cú à mostra. Mas olha que no Montepio há outro figurão, um tal de Tomás Correia que após se reformar pela Caixa Geral de Depósitos, para ali foi trabalhar em plena concorrência e recebeu: 581 mil euros!

Aurora disse...

Meus queridos amigos, alguém dizia que « a diferença que existe entre o fascismo e aquilo a que chamam "socialismo democrático" é a mesma que existe entre o assalto à mão armada e o conto do vigário».

lino disse...

Por isso é que o "monte" se chama "pio".
Abraço

zé do boné disse...

-Se fizéssemos os cálculos aos roubos disfarçados de ordenados desta gentalha todo... por acaso daria para dar emprego a quantos trabalhadores com um ordenados digamos decente.

Anónimo disse...

era com um balde que devia levar.

Crixus disse...

A diferença entre quatrocentos e dez e quatrocentos e dez mil também não é assim tão grande. E de certeza que ha de ter feito alguma coisa que os merecesse (como subtrair dinheiro dos depositantes ou usa-lo em investimentos fantasticos...)

Meg disse...

E se levares a Maria, tens de me levar a mim também...
Encharcado em quê?... ahahahah!!!

Abreijos

cicuta disse...

É lógico que encharcado em merda...

(como diriam os franceses, que não têm medo da palavra e até arranjaram um verbo, pelo que diria para esta corja se ir 'enmerdar')

zemanel disse...

o montepio não andou para aí a espalhar na publicidade que sendo clientes seríamos " os donos do banco"?
Pois lá ser donos podemos.Agora pagamento é só para alguns!
Tenho pena, isso tenho, de não encontrar esse idoso por aí!

BlueVelvet disse...

E que tal dar-lhe com um gato morto até o gato miar? ( esta é uma expressão alentejana. Deves conhecer).
Abreijinhos

Rogério Neves disse...

Já cantava o Zeca há cinquenta anos atrás
Eles comem tudo...Eles Comem tudo

Hilário disse...

Samuel,

Normalmente os senhores que falam em congelamento dos salários são os que recebem grandes salários e elevadas pensões.

Para eles o ideal seria um grande balde de mer...

Um Abraço.

Lúcia disse...

@#$*@#$*
e é porque sou educadinha!!

Beijos

Fernando Samuel disse...

O roubo anunciado é o mais cobiçado...

Um abraço.