quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Pequenas fugas ao real



Perante os cenários de catástrofe das primeiras páginas de alguns jornais (noutros são todas), os repetidos crimes (políticos e também dos outros...) que ocupam as aberturas dos telejornais, a hipocrisia e espessa incompetência, tanto de governantes como de alguma da alegada oposição, da arrogância de um sistema político e económico em estado de coma, mas que não desiste de sugar o sangue de uma humanidade já exausta... quem não pensa, nem que seja por breves segundos, em partir para um lugar mais bonito, com “um pouco mais de azul”, com o conforto que só se tem mão na mão e o calor que só consegue pele na pele?

Felizmente, cá em casa, temos a frequente e sempre esperada visita de uma das mais jovens mulheres da família, que do alto da generosidade inocente dos seus cinco anos, vai contribuindo para as nossas pequenas fugas ao real com extraordinárias frases para memória futura, como por exemplo:

Agora eu sou uma Princesa... e tu “informas-te” em sapo!

Como recusar?

8 comentários:

Maria disse...

Impossível recusar...

Beijinho para a Princesa
Abreijos para os avós

:)

amigona avó e a neta princesa disse...

Eh! Eh! nem mais!
Abreijos (para todos)...

anamar disse...

Só mesmo estas princesas podem fazer esquecer os "sapos" da vida...
que pena ainda não haver dessa "gente" ca por casa...
Abreijo
P.S. bela imagem......

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Ah que bela princesa.
Me lembrou meu príncipe. Eu dizia: daniel, chama o elevador, e ele - elevadooooooooooooorrrrr!

Graciete Rietsch disse...

Momentos felizes da vida, a não perder. Felizmente também tive vários e, quem sabe, talvez ainda possa ter algum mais.
Um beijo para ti camarada e outro bem grande para a mais jovem e"informada" mulher da família.

Maria disse...

simplesmente irrecusável!
bonita imagem, doce.

Fernando Samuel disse...

Espantosa frase!...

Um abraço.

samuel disse...

Per tutti:
Esta, foi bom partilhar!
Obrigado pela visita... e comentários.


Abreijos!