sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Cavaco Silva – Pronto... não é para rir às gargalhadas, mas...



«Digam que eu estive aqui mas que não disse absolutamente nada» - disse o Presidente Cavaco Silva… e teve graça!
Cavaco falava numa entrega de prémios a jornalistas e decidiu ironizar com os seus já famosos e prolongados silêncios. Pena que não se tenha ficado apenas pela frase que acima destaquei, perdendo-se em longas explicações e desenvolvimentos da piada, o que, como se sabe, aniquila qualquer tentativa de humor. Está desculpado pela falta de prática.
Escusado teria sido também, quando quis fazer a conversão de uma “onça” para “gramas”, durante a sua avaliação do “silêncio de ouro”, ter decidido dizer que são «trinta e uma gramas», em vez de trinta e um gramas... já que é (quase) do domínio público o facto de só existirem gramas machos. Pessoalmente acho triste... mas é assim! Grama não tem feminino! Nunca veremos os gramas a reproduzirem-se, alegremente, povoando o mundo com quilogramas de filharada, quintais de sobrinhos e toneladas de netinhos e netinhas. É a vida!...
Seja como for, aquilo que conta para este texto é o facto inédito de ter achado graça a uma piada nascida no cérebro do cidadão Aníbal Cavaco Silva. 

Resumindo... gramei!!!

13 comentários:

Rogério Pereira disse...

Também gramei!

Aristides Rodrigues disse...

E tens a certeza que nasceu mesmo no cérebro do Sr. Silva?
Abraço

Pata Negra disse...


Segundo dizem os mais antigos o mesmo aconteceu ao enfermo Salazar: o estado do homem é tal que continua convencido que ainda é presidente da república!
Mas mesmo que calhe ao nosso querido avô, o estado de senilidade ou de falta de memória é triste mas gera sempre alguns episódios com piada. O pior não é o homem jurar que nunca foi político, de se ter esquecido que foi primeiro ministro ou de estar convencido que exerce as funções de PR. O pior de tudo é existir ainda muito povo que não consegue ver que ele está nu!
Vi a cena relatada e adio para mais tarde a decisão "se hei-de rir, se hei-de chorar!
Um abraço descavacado

Luis Filipe Gomes disse...

Ele é cá um pândego!
No entanto a maior facécia foi aquela em que ele disse que para serem mais honestos do que ele tinham de nascer duas vezes.
Ora toma! É ou não é uma figura? Não há compère que o deslustre, não há stenápe cómedi que o embace, nem uâne méne châu que o ultrapasse.
Também o gramo. Antes não o gramasse.

lino disse...

Grama no feminino existe, mas não é medida de peso, é uma erva também conhecida por relva!
Abraço

samuel disse...

Lino:

Nem mais… como qualquer brasileiro pode confirmar, sempre que vê a bola rolando na grama…

Por cá, praticamente só existe no governo… embora aí lhe tenham dado a equivalência a relva. :-) :-)

Abraço.

Maria disse...

Eu acho que alguém lhe deu o recado... aquilo não podia sair de semelhante cabeça. Pois se nem Português sabe... :)

Abreijos.

Bolota disse...

Moços,

Falaram em Cavaco???

http://www.youtube.com/watch?v=WrOHJV-AEPo&feature=player_embedded

É das coisinhas mais cinicas que alguma vez vi.

Abraços

Olinda disse...

Cavaco com humor ä Carmona!...Nao o gramo de qualquer maneira.

Provoca-me disse...

Esse erro vindo de um homem que impôs o acordo ortográfico cheio de erros, e com a pretensa unificação da Língua, não é de admirar, só vindo dessa besta.

Antuã disse...


O Cavaco é uma anedota.

Graciete Rietsch disse...

Presidente estúpido e ignorante!!! A querer ironizar sem o mínimo de queda para isso. Será que ele vai comprar "uma" kilograma de arroz?
Eu não gramei.

Um beijo.

João Couto disse...

Eu gramei e tenho que gramar esse Filho da Pureza que gama e dá a gamar enquanto que povo grama essa cambada.