quinta-feira, 1 de novembro de 2012

PSD/CDS – Que vergonha!




Pronto... no mínimo é uma forma nova e original de aprovar um Orçamento de Estado, logo, da República... e que, logo, deveria ser do povo. Não é! Para além de não ser um Orçamento do povo, nem para o povo, vem agravar tudo.
A maioria parlamentar do PSD e CDS resolveu discutir e aprovar o Orçamento a “mata cavalos”... antes que aparecesse por perto o dito povo.
Vida triste, a destes deputados que durante a campanha eleitoral andam atrás do povo, esteja ele em casa, na escola, em empresas de serviços, em oficinas, nos campos, num lar de idosos, ou atrás de uma banca do (belíssimo!) Mercado do Bolhão... e, passado tão pouco tempo sobre a eleição, fogem do povo, apavorados, como o diabo da cruz.
Gostaria de ter um comentário fundamentado, profundo, calmo e construtivo para esta estorieta triste que ficará a manchar a História do Parlamento... mas não tenho.
Cobardes!

10 comentários:

Maria disse...

Nunca tinha visto deputados tão borrados de medo! É o que têm, MEDO do povo!
O que se passou lá dentro foi uma vergonha!

Abraço, um bocadinho furiosa.

Maria disse...

Furiosa não, vá lá, um bocadinho (ainda) a ferver...

:)

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

A maioria citada quando "acelera" é sómente para aprovar e espartilhar a discussão em torno do que "ela" quer fazer vingar. Assim sendo, a aprovação do O. E./2013 na generalidade, foi mais uma prova insofismável do que acabo de dizer.
P.S.D. e C.D.S./P.P., estendem agoraa mão ao...P.S. Os próximos capítulos desta caricata novela prometem ser curiosos.

Graciete Rietsch disse...

Também não encontro palavras, mas a revolta é grande.

Um beijo.

Luis Filipe Gomes disse...

COBARDES!

Justine disse...

Cobardes, criminosos e todos os outros epítetos semelhantes que a gente se vá lembrando...

Pata Negra disse...

Decidem protegidos do povo por um intimidativo aparato policial! Mal vai a democracia que se esconde por baixo das fardas dos polícias.
Um abraço e vivam todos os santos

trepadeira disse...

Que gentalha é esta que foge do povo a quem deveria defender?
Que canalhada cobarde.

Um abraço,
mário

Edgar Carneiro disse...

Depressa, porque sabem que o tempo corre contra eles.

Anónimo disse...

Execráveis é o mínimo que lhes posso chamar! Vi alguns deputados rua acima e a pé mas, os do (des)governo fugiram como ratos quando o barco se afunda!
FURIOSA! Uma raiva, ainda, contida!
Vicky