terça-feira, 13 de novembro de 2012

Merkel e Passos – “Está tudo bem assim e não podia ser de outra maneira” *


Passada a «afronta neocolonial» da visita da chanceler Merkel, ficaram-me na retina umas tantas frases ou notícias, de que destaco a porca demagogia com que a “patroa” declarou que fará tudo «para que Portugal seja feliz», prometendo até que mais tarde virá cá passar férias, mas apenas quando já não for chanceler... pois agora não tem tempo.
Poderia perfeitamente dizer-lhe onde pode ir passar as férias... mas agora também não tenho tempo!
Já sobre o lacaio principal, Pedro Passos Coelho, destaco a perfeição do “gesto técnico” com que, ao mesmo tempo que se curvava e baixava as calças, dizia estar muito agradecido a Merkel «pela forma como tem ajudado Portugal».
Enquanto voltava a vestir as calças teve ainda fôlego para garantir que segue o «único caminho possível».
Não está sozinho! Quase todas as bestas que “andam à nora”, horas e dias a fio andando em círculos e com os antolhos bem apertados no focinho... “pensam” exactamente o mesmo!
* António de Oliveira Salazar... revisitado e sempre “inspirador”...

7 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia
Apesar das declarações e da visita indesejada parece-me que a maioria dos portugueses não está nem nunca esteve com as políticas deste governo.

O jogo está feito e já é ela que manda em toda a Europa.

Luis Ferreira disse...

O que me desgosta é que o vendido do passos não traz cabresto com os ditos antolhos, o que faz é de livre vontade, não parecendo mas o que faz e premeditado. O que faz o passos, ao contrário do que prometeu e jurou na campanha eleitoral é destruir a vida de milhões de portugueses. FORA COM ESSA canalha e acorda povo portugues que lá os meteste!!

Reaça recente disse...

Passos já "não-está-orgulhosamente-só".

Não se deve confundir nem datas nem momentos.

trepadeira disse...

Tenho muito mais respeito pelas bestas obrigadas a andar à nora.

Um abraço,
mário

Antuã disse...

Este coelho está cheio de moléstia.

Justine disse...

Tudo isto já não tem nada a ver com democracia! E as pessoas ainda não entenderam...

Olinda disse...

Que figura triste,a do figurao.Tao presuncoso,tao servil...o pior,ê que o apâtrida mostrava um orgulho desmedido,perante a Alemanha.Que nojo,