quarta-feira, 7 de novembro de 2012

E pronto! Vamos lá em frente... que a nossa vida não é isto!


E pronto! Deixemos para lá as idiossincrasias da “democracy” norte-americana, com o seu esmagamento dos pequenos partidos, o feroz bipartidarismo que fecha quaisquer portas ao debate alargado, aos números quase sempre miseráveis de votos expressos, à arrogância que lhes permite, mesmo perante todos estes factos (e tantos outros iguais ou piores!), ter o descaramento de pretender dar lições de moral e democracia ao mundo.
E pronto! Aplausos, aplausos, parabéns, parabéns!!!... e voltemos a tratar daquilo que, realmente, interessa (não que o tipo de regime em vigor nos EUA não interesse), façamos regressar os ranchos de jornalistas que foram esturrar dinheiro para a campanha norte-americana, e tentemos motivar os nossos jornais, telejornais e jornalistas em geral, para darem aos problemas portugueses, reais, o mesmo tipo de atenção que deram a esta reeleição de Obama... se puder ser, com o mesmo entusiasmo.
E pronto! Quanto às eleições nos EUA, teremos mais do mesmo... o que (não se pense que não valorizo!), dadas as sombrias e medievais características da alternativa que se apresentava, não é, com efeito, o pior que podia ter acontecido.
E, claro, há sempre a hipótese de Obama, agora em segundo e último mandato, liberto da pressão de uma futura reeleição, passar a praticar alguns dos princípios apregoados, tão apreciados pelo mundo ocidental... e que lhe ficam tão bem nos “arejados” discursos.

15 comentários:

Antuã disse...

Vamos ao que interessa porque Obama será sempre Obama.

Anónimo disse...

Quem havia de imaginar, um Samuel, este Samuel, a falar de democracia! Já tinhamos a lata do Relvas e agora chegam-nos as ideias e os conceitos da história democrática do Samuel. Verdade se diga que o Relvas é um chico esperto em formação e o Samuel uma puta velha já catedrática. Em democracia pura e dura já se vê.

samuel disse...

Anónimo (18:21):

Realmente!...

... mas quem já viu, como é este caso, porcos a comentar anonimamente em blogues... fica preparado para ver quase tudo! :-) :-)

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

EFECTIVAMENTE, nós Portugueses temos coisas mais urgentes e de prementeresolução, para que nos preocupemos "prioritáriamente", com mais esta cena...

Justine disse...

Mete nojo, este servilismo da informação portuguesa em relação aos EUA!
Abraço

Graciete Rietsch disse...

Alguém me disse que leu o seguinte num jornal estrangeiro- "Entre dois diabos que ganhe este(Obama) que já conhecemos".
E eu mais não digo.Apenas não acredito no cumprimento das promessas.

Um beijo.

Medronheiro disse...

Samuel, tens que deitar muito mais coisas para o lixo. Comentários como o do anónimo acima são demasiado indecentes para ser publicados. Jamais teria a paciência do Samuel.

samuel disse...

Medronheiro:

Também não tenho pachorra… mas, de vez em quando, deixo abertas umas frestas, quanto mais não seja para mantermos desperta a noção sobre o tipo de "seres humanos" que nos rodeiam, infelizmente, em tantos casos como este. :-)

Abraço.

trepadeira disse...

E os outros candidatos,mais de uma dezena,que votação tiveram?
Mas que raio de democracia.

Um abraço,
mário

castrantonio disse...

Nestas coisas do "mal menor" fiquei a pensar... será que os gringos votariam mesmo numa figura como o tal romney que não toma café..?
Mas depois pensei, pensei, e disse pra comigo, claro que votariam, então nós por cá não votamos o passos de coelho?
O melhor destas eleições americanos foi essa piada que correu aí pela net em que aparecia um cartaz do obama e dizer "Não votem em branco..."
Bem hajam

Olinda disse...

Ganhou o partido ûnico Demopublicano.Ê o que gostariam de fazer por câ.Penso na promiscuidade do poder econômico com o poder polîtico tao descarado e o povo norteamericano achar que vive em democracia.Tantos milhoes gastos,num paîs com tantos milhoes de pobres,e com uma dîvida insustentâvel.Ê de loucos!...


Rural disse...

Nunca sabemos para quem vão as preferências políticas dos apaches e dos comanches.

Nem daqueles que habitavam onde foram construídas as torres gémeas que nem sei que tribo formavam.

Mas que eram peles vermelhas lá isso eram.

Se não perguntem ao colombo.

Até devia ser devolvido aquele espaço aos donos originais, quando as torres cairam.

Anónimo disse...

Entre um e o outro venha o diabo e escolha! Decerto que vai continuar a mesma politica de guerra e o outro o mesmo faria, enfim!!!...
Vicky

Anónimo disse...

Convém não esquecer, para os mais distraídos, que aqui mesmo, neste blog, o seu autor já comparou Barack Obama a Osama Bin Laden. Palavras para quê?

samuel disse...

Anónimo (17:46):

Pois não… eu pelo menos não esqueci, ó "coisinho".

Presumo que estrá a falar do post em que dei conta do assassinato a sangue frio do ex-amigo e protegido da América, Bin Laden, pelo actual Presidente Obama. Chamei-lhe assassino… provavelmente o "coisinho" quereria que eu lhe chamasse nadador-salvador, escuteiro...

Não retiro uma palavra do que então escrevi!

http://samuel-cantigueiro.blogspot.pt/2012/05/obama-e-osama-bin-laden-duas-faces.html

E tenho sobre sim a vantagem de não o ter escrito agachadinho atrás do anonimato!

Passe bem!