quinta-feira, 4 de março de 2010

40 anos de amor à liberdade


(Libertação de presos políticos de Caxias em 1974 – Fot. Carlos Alberto)

Em finais de 1964, um grupo de democratas fundou a Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos. 40 anos depois, alguns desses fundadores tomaram a iniciativa de criar e divulgar uma petição à Assembleia da República, em que depois de um breve historial da Comissão, se pode ler no final:

«Na passagem dos 40 anos sobre a data da sua constituição impõe-se o reconhecimento público e oficial do Estado democrático, pela Assembleia da República, da relevante intervenção cívica que protagonizou, na defesa de todos aqueles que pagaram com a sua própria liberdade a insubmissão aos ditames arbitrários do regime fascista a que a Revolução de Abril de 1974 pôs termo.»

Sendo a minha presença na lista dos 150 primeiros subscritores desta petição meramente acidental, uma verdadeiramente honra seria poder contar com a vossa companhia neste colectivo, multiplicando por muitos esses cento e cinquenta.

Para assinar a petição basta ir AQUI e seguir os passos que são indicados.

11 comentários:

Pata Negra disse...

Tentei assinar, não consegui! Será que anda por aí a mão da DGS?!
Um abraço das portas da foto

O Puma disse...

Desde os meus 18 anos

Abraço

filipe disse...

Excelente e oportuna iniciativa dos democratas portugueses que não esqueceram o passado de luta contra o fascismo.
Honra aos membros originários da Comissão e à corajosa actividade que desenvolveram, denunciando o fascismo, vendendo as vinhetas que outros comprávamos, em apoio aos presos anti-fascistas e à luta.
Petição assinada. Abraço.

do zambujal disse...

Tudo certo... e emocionante!
Tudo? Não, tudo menos a legenda. Depois dessa fotografia, no pátio de Caxias, os presos políticos ainda continuaram presos políticos, e voltaram às celas, porque o sr. Spínola "rangeu os dentes"... e impediu a libertação. E a Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos ainda muito teve de fazer (mais uma e última honra lhe seja!), trabalhando (reforçada!) no interior do Forte para conseguir a libertação, já na madrugada de 27. Logo nas primeiras horas do 25 de Abril houve quem estivesse contra ele!

Um grande abraço

Conceição disse...

Tambem tentei assinar mas não vi o meu nome na lista dos assinantes,ser´a que é mm assim?
Um abraço.

Anónimo disse...

Assinei duas vezes mas não vi nada. Aliás pediam poucos elementos, o que não é normal numa petição. Abraços

Maria do Monte

LAM disse...

aconteceu-me o mesmo.

LAM disse...

já consegui.
experimentem por este link,

http://www.cnspp.org/

Fernando Samuel disse...

CNSPP: uma bela palavra chamada SOLIDARIEDADE.

Um abraço.

samuel disse...

Per tutti:
Espero que já todo o pessoal tenha resolvido os “problemas tácnicos” com a petição.

Abraço colectivo.

samuel disse...

Do Zambujal:
Tens razão! Esse é um grande pormenor. Felizmente, a coisa deu-se... ☺ ☺


Abraço.