quarta-feira, 3 de março de 2010

Agarrem-me que eu vou-me a eles!






Depois de duas edições do novo programa de entrevistas de Miguel Sousa Tavares, “Sinais de Fogo”, que teve como convidados, na primeira edição, José Sócrates e na segunda, o ex-inspector da Judiciária, caído em desgraça, Gonçalo Amaral, já podemos fazer uma ideia bastante aproximada sobre o que vai seguir-se.

Claro que não me refiro aos entrevistados, pois não sei quem serão, mas sim ao comportamento do escritor, comentador, “renovado jornalista” e entrevistador. Tomando como exemplos as duas entrevistas feita até agora e dependendo de Sousa Tavares se comportar como um cordeiro ou demonstrar uma implacável “coragem”... ficaremos a saber qual a real dimensão do poder pessoal do convidado.

Mas posso estar enganado...

16 comentários:

Maria disse...

Ainda verei o próximo programa. Depois decidirei se risco o MST ou não...
(e eu a pensar que estavas a ver o directo da AR e a audiência a MMGuedes...) :))

Abreijos.

salvoconduto disse...

Um triste papel o desse jornalista que a entrevista ao ex-inpector veio demonstrar. A determinada altura ainda cheguei a pensar que MST iria partir para a agressão.

O cordeiro agora travestido de lobo. É o que temos.

Alien8 disse...

Eu já não tenho pachorra!

Rui da Bica disse...

Não gostei e parece-me que não vou continuar a não gostar, porque muito provavelmente não verei mais.
.

Antuã disse...

Era o que me faltava, ter que ouvir o uísque.

Anónimo disse...

A versão masculina da Manela. Um horror.
Perdeu um óptima oportunidade de estar quieto. As vendas vão ressentir-se.

Graciete Rietsch disse...

Eu não vi. Nâo sou masoquista.
Um beijo

O Puma disse...

Os macacos continuam nos galhos

Daniel disse...

Há jornalistas que fazem das entrevistas um debate. O MST às vezes é desses. Não tenciono gastar muito tempo a ouvi-lo mais os seus convidados.

anamar disse...

Gonçalo Amaral... fez pena ...
Se os dedos já sãó castanhos de tanto fumar, como há muito não via, breve ficarão pretos de tanta hmilhação passada...
E, nada me move a favor do homem...
Mas que foi maltratado, foi...
MST poderia fazer melhor papel...
Está-lhe na massa do sangue..
:))

joaquim d'odemira disse...

O sr.Miguel Sousa Tavares tem que ser criticado pela brandura com que fez a falsa entrevista ao sr. Sócrates.Já na entrevista ao sr. Gonçalo Amaral,o sr. Sousa Tavares fez-me lembrar aquela anedota daquele indíviduo que lança os foguetes e depois vai buscar as canas.Os 2 primeiros episódios foram deprimentes.Só vai ao terceiro quem quer.

Cumprimentos a todos

Joaquim d'odemira

Fernando Samuel disse...

Algo me diz que não está enganado...

Um abraço.

samuel disse...

Per tutti:
Não há assim tantas coisas que melhorem com a idade... mas este degrada-se a uma velocidade de catástrofe iminente.


Saludos gerais.

Carlos Machado Acabado disse...

"Aquilo" é de facto, miserável!
Eu acho que o onanismo [mesmo o de carácter] devia ser praticado rigorosamente em privado!
Assim, em público, é indecoroso!
E, ainda por cima, deixa nódoa...
Horrível, é o termo!
Muito mau, de facto!
A tentativa de massacre referida no post foi o "grau zero" de... de tudo, afinal!
Eu já não tinha muito respeito pela ocupação de "filho profissional", pela carreira de "filho" mas agora...
Um abraço!

Anónimo disse...

SAMUEL , MST não está enganado porque sabe isto e foi brando com GA tal como JS : Será que AMARAL é o espelho de PORTUGAL ? O livro AVM é um insulto à inteligência de quem a tem . O seu autor é “ad minus” intelectualmente desonesto (e não só …) , difamando (pgs. 220-221) sem provas e acusando os McCanns da prática de 5 crimes (+ 1 fora livro) menos do que aqueles que ele já praticou , pois ele incluiu no livro apenas o que lhe convinha para enganar os “parolos” e omitiu o que o podia desmentir . Quanto pagaria a final o Estado português (o teu IRS…) de indemnização aos McCanns se as loucuras da incom- petência de Gonçalo Amaral fossem em frente ??? O único pretenso suporte de Amaral é o ladrar do cão que disse que cheirava a morta (e não a morto) e era de Maddie e para não haver duvidas até disse o número do seu bilhete de identidade (castigat ridendo mores) . O arquivamento do processo Maddie foi feito com um Despacho assinado por dois Magistrados , onde se lê: “ Não foi conseguido qualquer elemento de prova que permita a um homem médio , à luz dos critérios da lógica , da normalidade e das regras de experiência , formular qualquer conclusão lúcida sensata , séria e honesta sobre as circunstâncias em que se verificou a retirada da criança do apartamento , nem enunciar , sequer um prognóstico consistente” . O livro AVM contem factos do processo Maddie que já não está em segredo de justiça. Contudo , o livro AVM que foi editado e vendido ou oferecido ao público não pode conter aqueles factos que possam ser considerados difamatórios , agravado pelo motivo de não estarem oficialmente provados pelas entidades competentes O livro “A Verdade da Mentira” (AVM) é difamatório . O meu direito à LIBERDADE DE EXPRESSÃO termina onde começa o teu direito ao bom nome e reputação à imagem e à reserva da intimidade privada e familiar (artigo 26º e 37º, ambos da Constituição da República Portuguesa e artigo 10º da CEDH ; também , a Jurisprudência do S.T.J. é no sentido de que a divulgação de um facto , ainda que verdadeiro , pode ser considerada difamatória) . Por exemplo , até num processo onde ficou provado que A roubou B , não pode B vir para a praça pública gritar que A é um ladrão ou publicar tal facto em pasquins de quiosque . Gonçalo Amaral e o mui fiel amigo Moita Flores cometeram continuadamente o crime de violação do segredo de justiça , divulgaram que a Maddie estava morta , o que obviamente dificulta a sua procura como viva e ainda grave , promoveram uma negativa percepção pelo povo português que ainda hoje se encontra profundamente anestesiado. Gonçalo Amaral ainda não saciado vem agora com outro livro explorar a “parolice” do estúpido secular complexo hispano/inglês!!! Não há-de Portugal estar como está !!! Processos contra G.A. : No foro crime : Crimes de tortura de Leonor um hóspede e o irmão e o companheiro de Leonor . Crimes falsificação de documentos e violação do segredo de justiça , difamação , denuncia caluniosa , injurias , ofensas à integridade física , danos , ameaças de violência , perturbação da vida privada de terceiros e burla de familiar !!! No foro cível : Apreensão e proibição do livro AVM arresto de bens , acção de indemnização . Ainda , procedimento disciplinar . Tudo nebulosamente complicado com a sua intimidade privada Gonçalo Amaral aposenta-se em Setembro de 2008 , para se furtar a procedimento disciplinar , em virtude do caso Leonor , irmão e padrasto de Joana e um hóspede . A moeda tem duas faces . Numa , a delinquência investigatória ; na outra , uma Anestesia Social seguida de Obesidade Mental . http://www.asmeninasquevieramdasestrelas.com/index.html/ http://www.zshare.net/download/68611337747aaed2/ http://sites.google/site/goncaloamaralcurriculumvitae/ GONÇALO AMARAL é o Diabo travestido de Deus

samuel disse...

Carlos Machado Acabado:
É exactamente assim: “aquilo” é de facto, miserável!

Anónimo:
Caro anónimo, primeiro, eu acabei o post dizendo «Mas posso estar enganado...»
Eu, e não MST.
Sobre o Sr. Gonçalo Amaral... espero bem não ter dado a ideia de que nutro qualquer espécie de simpatia pela figura, por mínima que seja. É que não, mesmo!
O mais que descreve, é a galeria de horrores de alguma da nossa investigação e justiça, que todos, infelizmente, bem conhecemos.


Abraço em estéreo.