terça-feira, 30 de março de 2010

Sopram ventos adversos *



Enquanto vou admirando a humildade e, sobretudo, profunda “piedade” das palavras do senhor Retzinger, que chama «murmúrios» ao clamor da multidão de vítimas de agressões sexuais cometidas ao longo de décadas por sacerdotes católicos e à avalanche de novas denúncias dessas agressões que, uma vez perdido o medo, vão inundando os órgãos de comunicação social, chega-me a decepcionante notícia de que a visita do papa não deve significar amnistia... apesar das movimentações nesse sentido.

Animados, talvez, pelos títulos de jornais que vão lendo, amigos e familiares de pedófilos já condenados e presos, tinham alguma esperança de poderem contar com a conhecida protecção e simpatia do Vaticano... mas podem desenganar-se. Mesmo aqueles reclusos que pertençam ao clero, dada a excessiva exposição deste tema, por estes dias não poderão contar com nenhuma amnistia por ocasião da visita de Sua “santidade”... quanto mais os outros!...

* Com um obrigado ao Zé Mário Branco pelo “empréstimo” do título.

9 comentários:

Maria disse...

Estou aqui há mais de dez minutos sem saber o que hei-de dizer. Apetece-me dar com 'um pano encharcado' sempre que vejo essa tromba (e outras, e outras, também de saias), mas dizem que estamos na páscoa, tempo de fazer sacrifícios, etc. etc., e eu faço o sacrifício de calar a boca...

Abreijos

manuelmgaio disse...

A amnistia, por omissão, é só para eles.

CS disse...

Onde é que se encontra Deus no meio deste tufão?

Curioso do Mundo disse...

Não ajuda nadinha uma putativa candidatura presidencial que eu cá (suponho)que sei...

Saúde

JC disse...

Título e imagem absolutamente geniais! O texto nem se fala. Parabéns!
João

Fernando Samuel disse...

Cá para mim, se não houver amnistia é uma grandecíssima injustiça: por que é que uns hão-de estar presos e os outros à solta'...

Um abraço.

Antuã disse...

Eles "confessaram-se" agora na Quaresma e já podem ir para o céu. Estão perdoados de todos os seus pecados.

vovó disse...

Antuã!

acertou no 20!

aí está uma coisa que eu nunca percebi. como é que se pode ser mau até mais não e num instante, zás!! diz-se que se está arrependido e fica-se mais limpinho que a água!!!...

a "fé" realmente tem razões, que a minha razão desconhece!

beijocasssss
vovó Maria

samuel disse...

Maria:
Não dizes eu adivinho... como no fado das lágrimas de orvalho... ☺ ☺

Manuelmgaio:
É uma questão de merecimento...

CS:
Em parte incerta.

Curioso do Mundo:
Tudo isto veio calhar muito mal a muita gente...

João:
Abraço.

Fernando Samuel:
Solta-se tudo... e pronto!

Antuã:
É uma técnica antiga...

Vovó:
É o lado “mágico” da coisa... à David Copperfield...
As igrejas mais pobres fazem a coisa com o Luís de Matos. ☺



Abreijos generalizados.