terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Apreciações...




A minha amiga Isabel Mire Dores, teve a amabilidade de me chamar a atenção para a existência de um site do Governo, onde os cidadãos podem dizer o que pensam da desempenho do “nosso” Executivo. A coisa faz-se mediante voto electrónico, sendo três as opções: “Bom”, “Razoável” e “Mau”. É na página das “Novas Fronteiras” e aconselho-vos a irem até lá e a votarem segundo a vossa consciência, seguindo este link.

Enquanto apreciava a performance dos nossos governantes e votava, segundo a minha consciência, embora com o coração “sangrando” por não existir a opção "péssimo” ou “vergonhoso”, para votar, não pude deixar de me lembrar da estória do conhecido músico que, estando de visita a um convento, foi convidado a apreciar os dotes musicais e vocais de três esforçadas religiosas. No fim da actuação das monásticas artistas, a Madre Superiora perguntou ao ilustre visitante:

- Então, o que acha da execução das nossas irmãs?

- Oh, Madre!... Que diacho... a execução parece-me uma medida demasiado drástica...

14 comentários:

alex campos disse...

Pronto, já votei.
Como não há as opções "péssimo" e "vergonhoso", votei no mal menor, quer dizer, utilizei o voto útil.

Um abraço

Maria disse...

Já lá fui, mas ainda não votei. O "Mau" é pouco, muito pouco...
... mas neste caso concreto a execução não me parece demasiado drástica... nem me perguntes porquê...

:)))

Abreijos

salvoconduto disse...

Se nã pode ser execuções pelo menos podia-se embrulhá-lo muito bem, por-lhe naftalina em cima e mandá-lo para a Torre do Tombo...

Abraço.

Antuã disse...

Eu voto na execução.

anamar disse...

Obrigadinha pela indicação!
Já lá vou....
Abracinho

Camolas disse...

Sempre achei graça ao canto das "irmanitas".
Sempre refleti muito sobre a opção de celibato, quando voluntária.

Justine disse...

Ainda estou a rir!!
Mas logo que acalme vou votar, acto que tem de ser em consciência...

Fernando Samuel disse...

O voto é um dever cívico: vou já lá.
A execução é um direito cívico: vou já lá.

Um abraço.

jrd disse...

Fina ironia. Talvez se pudesse resolver a coisa com prisão perpétua, até porque as irmãs nem iriam estranhar

samuel disse...

Alex Campos:
“Mau” também fica lá muito bem.

Maria:
Votas depois. Não pergunto, pronto...

Salvoconduto:
Por mim, até pode ser só o tombo...

Antuã:
Está anotado.

Anamar:
Sempre ao dispor...

Camolas:
Coitadas, que realmente não eram perdidas nem achadas nesta estória...

Justine:
Ainda bem! Como deve “de” ser...

Fernando Samuel:
Bom!
Excelente!

Jrd:
☺ ☺


Abreijos colectivos.

Anónimo disse...

Já votei e curiosamente, assim que votei MAU houve logo alguém que votou Bom, ficando assim os resultados exactamente iguais aos que inicialmente encontrei. Há ccoincidências do cara...ças.

Anónimo disse...

Acabei de votar, mas o bom sobe logo a seguir, fica sempre igual!
Lagartinha de Alhos Vedros

samuel disse...

Anónimo e Lagartinha:
É o choque tecnológico... são uns artistas!

Abreijos

Dulcineia disse...

Pois, tb acho q aquilo está viciado... por cada voto mau, imediatamente um bom e as 2 colunas a par, com as cores da bandeira, grrrrr que raiva!
Votava na execuça~. Viava a anarquia!, a verdadeira, pq no caos já nós estamos...
Onrigada pelo humor e pela partilha. Uma pessoa até se sente inteligente, aqui a comentar estas cousas, ora essa! rs