terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Pablo Picasso - o que é uma imagem?




Numa das minhas costumeiras andanças pela net em busca de imagens para comentar, ou que ilustrem o que quero dizer, detive-me algum tempo "em casa" de Pablo Picasso, saboreei o seu génio, surripiei-lhe a “Guernica”, que já aqui publiquei e fiquei absolutamente espantado a olhar para este magnífico auto-retrato, uma obra da sua juventude.

E o que é que este auto-retrato de Pablo Picasso tem de extraordinário? Então não estão a ver? O jovem Picasso via-se a si próprio como... um jovem Álvaro Cunhal!

Olha que ele há coisas!...

19 comentários:

Cs disse...

"Vim ao comunismo como quem vai à fonte" Picasso.

Maria disse...

Não é coincidência...
Incrível esta parecença...

Abreijos

Fernando Samuel disse...

REALMENTE!...


Um abraço.

anamar disse...

Usei até á exaustão uma tshirt com esse auto -retrato de Picasso, por quem sou apixonada...Nas artes, há génios que se parecem de forma impressionante por causa dos olhos e da forma de olhar o mundo.: Picasso, Vieira da Silva, Almada e Cunhal!
Abracinho

salvoconduto disse...

Olha que ele há mesmos coisas. Abri a página aqui do blogue e a primeira imagem ocupou logo em altura todo o meu monitor e disse logo: o Samuel vai-nos contar uma história do Álvaro. Qual não é o meu espanto quanto percorri o resto do post...

Abraço

mundo azul disse...

___________________________________

...realmente, são iguais!

Há muitas coisas, que não tem nenhuma explicação...Apenas acontecem!

Beijos de luz...

__________________________________

Ana Camarra disse...

Existem coisas do Arco da Velha!

beijos

Anónimo disse...

Hossana nas alturas!
Samuel tem mais um ícone santíssimo para reverenciar.
O fanatismo cega tanto que esta anedota picasso-cunhálica só me lembra do tipo que descobriu o rosto de salazar nos paineis de S. Vicente.
A extrema direita e a extrema esquerda não são mais do que as pontas do mesmo círculo. Logo, é tudo a mesma coisa.

Pedro Namora disse...

Samuel, obrigado pelo orgulho e prazer que sinto ao visitar o teu blogue. E não te preocupes com os cobardolas que, anonimamente, aqui deixam o lixo que produzem.
Um grande abraço.

samuel disse...

Cs:
Parece que também falava bem...

Maria:
Haverá coincidências?

Fernando Samuel:
Desconcertante...

Anamar:
É uma boa paixão!

Salvoconduto:
Lá que tem imensa graça, tem!

Mundo Azul:
Tantas, tantas...

Ana Camarra:
Mas engraçadas...

Anónimo:
Pois... mas agora vá para dentro e não se esqueça da medicação!

Pedro Namora:
Obrigado, eu!
Por qualquer golpe de sorte, não tenho sido “bafejado” com a contribuição, ora delirante, ora asquerosa, dos famosos anónimos. Quando for o caso... passarão a ficar à porta e em silêncio.


Abreijos para (quase) todos. :-)))

Aristides disse...

Fantástica a semelhança.
Mas como evitar não tropeçar (ou pisar?) num anónimo que teve a suprema "coragem" de mandar umas atoardas neste blogue, até à data muito bem frequentado?
A criatura não gosta da esquerda nem da direita (será mesmo assim?) mas parece estar radicalmente ao centro. Que lhe faça bom proveito!
Samuel, desculpa lá gastar esta cera com ruins anónimos, eles não merecem, mas, por vezes, tiram-nos do sério, ou seja, das coisas realmente importantes.
Grande abraço

Cs disse...

As nódoas só se detectam em pano limpo.Lixívia para o anónimo.

GR disse...

Incrível as semelhanças!
Só tu Samuel, para nos fazer reflectir.

(Até o lixo é obrigado a ler este grande blog, mesmo que depois diga mal dele)

Bjs,

GR

Lúcia disse...

Eh Lá! Descobres cada uma!:) Curioso, sem dúvida
beijos

Portaria ILEGAL disse...

Obrigado pela visita, vou-te colocar nos favoritos
Cumprimentos
Alexix

Ana disse...

Coincidência ou não, o comunismo foi o único regime político que foi experimentado em todos os continentes e em praticamente todas as civilizações do planeta. Irremediavelmente falhou clamorosamente, levou a fome e a miséria a toda a parte, foi o pior inimigo da liberdade de acção e de expressão e tem no seu currículo milhões de vítimas fazendo Torquemada parecer um delinquente juvenil.
Marx era genial, sem dúvida, mas a sua proposta política revelou-se absolutamente impraticável. Seria ele o primeiro a reconhecê-lo se tivesse vivido tempo suficiente para presenciar os factos.
Hoje em dia não há nada mais conservador do que ser comunista.

Anónimo disse...

Anónimo com muito prazer e orgulho, porque o direito ao anonimato é próprio das democracias e das sociedades avançadas, onde se pratica o voto secreto em todos escrutínios, com desprezo total pelos controleiros!
Viva a Liberdade e a Democracia (não centralizada)!

samuel disse...

Aristides:
A única coisa interessante aqui foi constatar a mais que casual semelhança entre os dois jovens em causa. Quem teve sentido de humor para apenas ver isso, teve. Quem não teve, passe bem!

Cs:
Benzina... tem uma conotação mais literária...

GR:
Uma porta (por enquanto) completamente aberta, tem estes inconvenientes.

Lúcia:
Foi sorte...

Portaria Ilegal:
Força! ☺

Ana:
Não me parece que tenha sido em todos os continentes, como diz. Pelo menos no Continente de Alfragide, tenho a certeza de que não foi!
Quanto ao resto, não se amofine. É para pessoas do seu género que existe o CDS, ou seja lá qual for o partido de que a senhora gosta, obviamente com todo o direito...
Se Marx fosse vivo, como diz, com os seus cerca de 190 anos de idade, seria um milagre se reconhecesse o que quer que seja. ☺ ☺ ☺

Anónimo:
Pois.


Abreijos para (quase) todos!

Nuno Góis disse...

Mais um brilhante post!

Desta vez recheado com as respostas aos comentários, favoráveis e desfavoráveis, não vão esses anónimos chamar-te ditador pelas semelhanças mais que visíveis que encontraste.

Abraço