sábado, 14 de fevereiro de 2009

Cavaco Silva - "O visitador"








Ontem, sexta-feira, a cidade onde vivo foi visitada por Sua Excelência o Presidente da República. Veio assistir a um evento de carácter bastante afastado, para dizer o mínimo, daquilo que são os seus interesses conhecidos e ao qual só assistiu quem tinha mesmo que assistir. Tratava-se de uma visita ao “Espaço do Tempo”, projecto artístico dirigido pelo coreógrafo Rui Horta, por onde passam em cada ano, para além de largas dezenas de trabalhos na área da dança contemporânea, não menos dezenas de outras propostas artísticas, vindas de outras áreas e que fazem as delícias dos fans das artes performativas.

Pessoalmente, dada a arreliadora alergia que me provoca o ilustre convidado, guardei uma distância segura, não somente do evento como da própria cidade. Por uma questão de segurança, fui até Lisboa...

Ao que sei, correu tudo normalmente e podem os meus estimados leitores e leitoras descansar o espírito, já que cidade tratou de devolver o Senhor Presidente à capital do país, não direi em bom estado, mas pelo menos, rigorosamente no estado em que cá chegou.

14 comentários:

salvoconduto disse...

Devolveram o homem rigorosamente no estado em que aí chegou, mas tens a certez de que a cidade também ficou na mesma? À cautela ia verificar. Nunca fiando...

Bom fim de semana.

anamar disse...

Quando soube que ía aí `a terrinha , pensei logo- o samuel não se vai sentir bem...-
Adivinhei....

Anónimo disse...

Quando devolveram o dito senhor à capital o Cantigueiro ainda lá estava, ou safou-se da alergia por ter controlado a chegada do dito?

A.Mendes

Maria disse...

Não te esqueças de desinfectar com lixívia toda a zona por onde se movimentam... é que há coisas que se pegam... e andam uns animais a morrer por aí - um pouco mais acima - por causa do mijo dos ratos...
:)))

Abreijos!
(se soubesse que vinhas cá tinha-te levado aos Trovadores. Foi uma noite e peras!)

Antuã disse...

Bem o podias ter mandado pentear macacos. Ficou um cheiro terrível na cidade. Tão cedo não passarei por aí nem para ir ao Escoural.

Fernando Samuel disse...

O pior é que tanto o estado em que ele aí chegou como o estado em que foi devolvido, são autênticas questões de Estado...

Um abraço.

(Antuã: este ano, lá para Setembro, temos que ir ao Escoural: faz trinta anos...)

BlueVelvet disse...

Escusavas de o ter devolvido.
Bom dia de S. Valentim:)
Abreijinhos

Anónimo disse...

Maria (das 4:27),há certas vozes que nunca chegarão Lá. A sua é uma delas.
A. Mendes

Maria disse...

Snr. Anónimo das 17.54 de 14 de Fevereiro

Fique V.Exa. sabendo que eu ADORO anónimos, independenteMENTE do que escrevem.
Assim, como uma espécie de pastelzinho de bacalhau, ao pequeno almoço...

Tenha um bom domingo, snr. anónimo A. Mendes

Maria disse...

Samuel:

Desculpa lá, mas tinha de ser...

Abreijos

A. Mendes disse...

Ó D. Maria, cá pra cima é mais bolinho e sapatilha. Eu também adoro gente secdtária, intolerante e que recorre frequentemente ao insulto para criticar. Como-a ao pequeno almoço.
A. Mendes

A. Mendes disse...

Descupe lá Samuel, mas teve que ser
A. Mendes

Júlio disse...

Desculpa lá Samuel, teres de aturar estes A. Mendes a acusarem as Marias de dizerem aquilo que todos pensamos :)

Espero que te encontres bem, porque eu também não me sentirei muito bem quando vir este hip... bem, este "senhor-que-vem-agora-dizer-aquilo-para-que-se-borrifou-quando-foi-1º-ministro"... na minha terra - ou perto dela!

Abraço

samuel disse...

Salvoconduto:
Raios! Isso não me lembrei de ir verificar...

Anamar:
☺ ☺ ☺

A.Mendes:
Devemos ter-nos cruzado na auto-estrada, mas acho que foi apenas sorte minha.

Maria:
Isso sim, teria sido um belo programa...

Antuã:
Vem sem medo, amigo. Os possíveis maus odores não resistem. Isto é um espaço muito bem arejado.

Fernando Samuel:
E graves! ☺

BlueVelvet:
Ah... não! Isso é que não!... Ficar aqui?

A.Mendes:
???????

Maria e A.Mendes:
Pronto!... O que tem que ser tem muita força!
Sectários, aqui? Onde? Bom... talvez um bocadinho... mas olhe que eu ainda estou convencido de que ser alérgico ao Prof. Cavaco é uma reacção perfeitamente natural, além de que faz parte dos Direitos Humanos... e qualquer tribunal decente considera “legítima defesa”.

Júlio:
Uma caixa de comentários aberta, enquanto o for, é assim. Felizmente ainda ninguém me deu motivos para a “moderar”.
Ele anda muito activo. Não é para te desanimar, mas acho que a visita tocará a todos...


Bons ventos nos levem e tragam!