quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Nunca estão onde são precisos!




Onde estava o Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa quando Eva tanto necessitou de alguém que a avisasse dos perigos que corria, ao “ajuntar-se” com Adão, homem de tão fortes convicções islamitas?

Nota: Para os muçulmanos, o Islão nasceu com a criação do homem, sendo portanto Adão o primeiro profeta e Maomé o último.

6 comentários:

vermelho disse...

Eu acho que estava a fumar um cigarro enquanto se pavoneava nas suas rendas... A atitude do homem revela o maior desrespeito por outra religião, mas as atitudes ficam com quem as pratica.
Abraço.

Maria disse...

Se da terra veio e à terra há-de voltar, talvez fosse alguma erva pastada por alguma cabra ou ovelha lá para os lados de alvorninha...
:)))

duarte disse...

uns a esquecerem o holocausto, outros a fazerem eco das sábias palavras vindas lá do baticão...
Esta gente anda doida. eles cá pra mim andam a fumar os livros.
abraço do vale

Antuã disse...

o Patriarca não estava lá porque nesse tempo ainda não havia dinheiro.

Fernando Samuel disse...

Onde estava Sua eminência?: talvez a pentear as rendinhas das suas vestes...


Um abraço.

samuel disse...

Vermelho:
Essa postura de desrespeito... é milenar.

Maria:
A “erva” parece que faz coisas esquisitas...

Duarte:
Livros antigos, encadernados com muita cola... qualquer cheiradela pode ser fatal.

Antuã:
Essa é mesmo a forma mais segura de os encontrar.

Fernando Samuel:
Alguém devia apresentar-lhe uns tantos macacos... sempre podia variar as penteadelas.


Abreijos variados!