quinta-feira, 12 de novembro de 2009

É que não pensam em mais nada!...


(Pároco Ortodoxo, numa atitude pouquíssimo ortodoxa, perante a nada ortodoxa posição de uma sua paroquiana)

Em cada dez documentos que a Igreja Católica (e muitas das Protestantes e Evangélicas) produzem e fazem chegar à comunidade através dos meios de comunicação social, um ou dois debruçam-se efectivamente sobre a religião. Dois ou três são ataques a um qualquer livro, filme, ou obra plástica, acompanhados pela histérica diabolização dos seus criadores. Tudo resto é, invariavelmente, dedicado a um único tema: sexo!

É que não pensam em mais nada!...

Mais uma vez, uma posição da Conferencia Episcopal gasta o seu e o nosso tempo, vociferando contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, contra o que insiste em considerar ataques à família (não se entende que ataques, nem que família), contra a educação sexual nas escolas, neste caso, apelando mesmo a uma figura algo nova, o “inconformismo cívico”.

Adaptando livremente uma dissertação sobre o mesmo tema, que ouvi a alguém num canal de televisão francês (se não estou em erro), o sexo é suposto ser, tal como a comida, uma coisa boa, saudável, que alimenta e faz crescer os seres humanos harmoniosamente e em felicidade... só que dá ainda maior prazer.

Claro que, como todos sabemos, existe gente que vive obcecada com a comida. São pessoas doentes, uns sofrem de anorexia, outros, de obesidade...
Estes dirigentes religiosos obcecados por sexo são também pessoas visivelmente doentes. Que nome terá este grave e já insuportável distúrbio psíquico?

13 comentários:

Maria disse...

No meu tempo seriam TSs... sei lá... mas lá que eles não pensam noutra coisa, especialmente se vêem 'qualquer coisa' à frente, lá isso é verdade...

Abreijos
(de uma obcecada pelas migas!!!)

Membro do Povo disse...

Segundo Sigmund Freud...

oasis dossonhos disse...

Reaccionarismo, essa velha doença.

Anónimo disse...

Sexorexia?
Obesexosidade?

salvoconduto disse...

Ou será que estaria a querer roubar-lhe a carteira, à falta de dízimo?

Abraço.

continuando assim... disse...

hipocriobsecsixade !!! lool

gostei

bj
teresa

Fernando Samuel disse...

Em que outra coisa há-de pensar o porco que não seja a bolota?...

Um abraço.

Camolas disse...

- Sempre desconfiei dos santos e das santas. Basta recordar que uma das últimas canonizações foi a do santinho da opus dei.

Justine disse...

Na versão mais "light", comecemos por dizer que esses senhores todos andam em carência, com preocupantes sintomas de privação:))
Ou será apenas hipocrisia???

Ana Camarra disse...

Hipocrisia!
Por outro lado a manutenção do pecado para assim continuarem a ter clientela?!

beijo

do zambujal disse...

Falando a sério (eh! eh!) o que se passa(rá) é que a dita igreja odeia o corpo... e os seus apetites. Por outro lado, como também os seus agentes (ou as suas gentes?) também têm corpo, também têm apetites... Daqui, a montagem da máquina (parafernália) da hipocrisia.
Falando mesmo a sério(ih!, ih)... g'anda post (e a foto!).
Abraço (para breve)... e basta de parenteses!

Jota disse...

texto genial! Eles, que até fizeram voto de castidade, mas, quais pecadores, não pensam mesmo noutra coisa... Que cambada!

samuel disse...

Maria:
São TSs em qualquer tempo... ☺ ☺

Membro do Povo:
...que sabia umas coisas... ☺

Oásis dos sonhos:
Tão antiga...

Anónimo:
Por aí... ☺

Salvoconduto:
Talvez as duas coisas...

Continuando assim:
Belo nome para a doença! ☺

Fernando Samuel:
Assim de repente... não estou a ver. ☺

Camolas:
Um dos melhores!

Justine:
A hipocrisia também é um estado de carência...

Ana Camarra:
O negócio tem que ser bem gerido...

Do Zambujal:
Basta de parênteses porquê? Caem-te na lama? ☺ ☺ ☺

Jota:
É natural que não pensem...


Saludos gerais!