sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Silva Lopes – O regresso da múmia





Silva Lopes, uma múmia que em vida foi ministro das finanças de Soares, portanto, a ver pelos resultados, uma competência!, foi também governador do Banco de Portugal. A somar aos trabalhos de figuração em filmes sobre o antigo Egipto, é utilizado também para dar umas opiniões na televisão, de tantos em tantos meses.

O mecanismo que lhe introduziram para passar as gravações é, no entanto, bastante limitado. Praticamente não faz mais do que repetir que na situação actual (dá para qualquer situação) não é possível aumentar os salários aos trabalhadores, que os aumentos salariais são "fabricas de desemprego", blá, blá, blá. Sabendo-se que o homem recebe fartos milhares de euros todos os meses, por mor de uns biscates que vai fazendo e das numerosas reformas que lhe pagam dos vários “empregos” por onde passou, uns durante anos, outros apenas uns meses, outros praticamente só para dizer “bom dia!”, a coisa compreende-se. O dinheiro não pode chegar para tudo...

E pronto. Depois cala-se. As declarações, mais uma vez, dão uns títulos de jornais, uns minutos de rádio e televisão... e voltam a colocá-lo no sarcófago.

Desgraçadamente, estas saídas, mesmo curtas, dão depois uma despesa enorme em sprays para purificar o ar, velas de aromas, chás para o estômago...

11 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Mas para não variar vir aqui ler-te é um prazer e um lavar de alma!
Obrigada Samuel. Um óptimo fim-de-semana (se não leres muito os jornais) e beijocas à vóvó...
Abreijos

Anónimo disse...

Malditas múmias e sanguessugas!
Querem chupar o sangue da manada até ao fim, como os vampiros.
Por isso, têm um ódio de morte a quem se lhes opôe com firmeza. Daí as mentiras e os insultos cada um mais despudorado que os outros.
A verdade, é que se dissessem bem de nós era caso para ficarmos preocupados.
Mas,às vezes, tanto ódio também cansa. Enfim, é a luta de classes, estúpida (digo eu, olhando para o espelho).

Campaniça

Adérito Machado disse...

...como é que esta gente podia estar à frente de organismos públicos se tinham que andar a passear-se pelos vários empregos? Agora para além de várias reformas ainda lhes arranhajm uns "ganchos". Estes "governantes" governaram-se bem, nunca goverbaram o País!

pedras contra canhões disse...

Ora essa! obrigado pelo link. o cantigueiro está na lapela do império bárbaro desde cedo!

já nos cruzámos umas poucas de vezes por aí em iniciativas mas n se proporcionou o contacto. fica para a próxima!

um abraço

Luis Nogueira disse...

Você talvez não acreditem, mas enquanto ests montes de merda (que outro nome lhes dar) continuarem a mandar.... É que eles mandam. Reproduzo uma frase do poeta Roque Dalton: "Quando souberes da vitória pacífica de alguma revolução socialista, telefona-me".

Rua. Todos à rua! Já é mais do que tempo! Revolução ou morte! Para a rua, companheiros! Estamos fartos desta merda a que chamam democracia! Fartos do couve lombarda (Francisco de Assis), fartos do Sócrates, fartos da que os pariu a todos!

Luis Nogueira

P.S. À rua! Para a rua! Revolução. Que se f. as eleições. Revolução! Revoução! Revolução!

Luis Nogueira disse...

Você talvez não acreditem, mas enquanto ests montes de merda (que outro nome lhes dar) continuarem a mandar.... É que eles mandam. Reproduzo uma frase do poeta Roque Dalton: "Quando souberes da vitória pacífica de alguma revolução socialista, telefona-me".

Rua. Todos à rua! Já é mais do que tempo! Revolução ou morte! Para a rua, companheiros! Estamos fartos desta merda a que chamam democracia! Fartos do couve lombarda (Francisco de Assis), fartos do Sócrates, fartos da que os pariu a todos!

Luis Nogueira

P.S. À rua! Para a rua! Revolução. Que se f. as eleições. Revolução! Revoução! Revolução!

smvasconcelos disse...

Um nojo, de facto. Acumulou inúmeros empregos, passeou-se por outros tantos, explorou o erário público tirando dividendos dos "tachos" sem lá por os pés; soma reformas, algumas ao fim de um tempo que não permite comprovar sequer a mínima competência, e hoje ao fim do mês há-de ter o equivalente a uns quantos (não me atrevo a arriscar um número...) ordenados mínimos.
Posto isto, ainda tem a LATA de se pronunciar sobre os aumentos salariais no tom em que o fez?!

Medronheiro disse...

Esta sanguessuga já podia ir andando.

Fernando Samuel disse...

E ao no sarcófago que vai buscar «argumentos» para cada aparição...

Um abraço.

Miguel Botelho disse...

Como tantos outros homens ricos, de negócios, também deve ir à missa, aos domingos, rezar por Jesus e Maria.

samuel disse...

Amigona:
Eu já não leio muito os jornais, não... ☺

Campaniça:
Já que lembras o Zeca... “mas hão-de fugir aos berros, ainda a banda vai na estrada!”

Adérito Machado:
Claro que podiam... e podem!

Pedras contra canhões:
Fica então para a próxima... ☺

Luís Nogueira:
Em suma... fartos! ☺

Smvasconcelos:
A falta de vergonha neste indivíduo é já coisa antiga e bem instalada.

Medronheiro:
Pelo menos, desamparar-nos a porta...

Fernando Samuel:
Os vermes que por lá habitam são grandes produtores deste tipo de argumentos e ideias...

Miguel Botelho:
Quase todos vão!


Saludos colectivos!