quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A Reforma Agrária é necessária!



Eis um excelente pretexto para dar um salto até Évora e assistir ao lançamento do belo livro de António Gervásio, figura amável e da maior importância na história do que foi (e é!) a luta pela liberdade e por um justo uso e posse da terra.

7 comentários:

Anónimo disse...

Reforma agrária para vender a quem?
A maioria dos portugueses quer é comprar barato, sem pensar que por cada quilo ou cada litro de produtos estrangeiros, com "dumping" ou sem "dumping", estão a ajudar a enviar para o desemprego alguns dos poucos agricultores que nos restam. E sem pensar também que, depois, terão de ver os seus impostos desapareceremm nas pensões de desemprego.
Daniel

Graciete Rietsch Monteiro Fernandes disse...

Gostava tanto de ir mas não posso!
Um beijo.

Fernando Samuel disse...

«A Reforma Agrária é Necessária», diz o António Gervásio - e diz bem.

Um abraço.

Carlos Duarte Magalhães disse...

Comprei-o na Festa e desde então tem andado pela minha sala de estar por entre mãos da famelga e amigos. Ali mesmo na mesa em frente à tv.
Quando o li relembrei dos "relatos" heróicos do tal "Levantados do chão".
Dois livros que nos infiltram e nos insinuam o caminho da luta contra o capitalismo e a exploração dos povos.
Lindos e actuais, serão ambos, um bom presente de natal.

Maria disse...

Eu não acredito... e de passagem iam (teriam ido) umas migas...
Ó dó....
Espero que tenha corrido bem!

Abreijos

Antuã disse...

E não esquecemos os escouralenses Caravela e Casquinha assassinados pela GNR a soldo dos latifundiários.

samuel disse...

Daniel:
Mas dói, ver tanta terra ao abandono, como temos por aqui, ou então vendida aos espanhóis, por agrários ou o seus herdeiros demissionários, espanhóis que tratam de fazer umas culturas intensivas, como a das oliveiras “de aviário”, que dentro de muito pouco tempo deixarão as terras imprestáveis.

Graciete:
A intenção também ajuda a aquecer salas...

Fernando Samuel:
António Gervásio é uma figura que não cessa de me causar a maior admiração e respeito...

Carlos Duarte Magalhães:
São uma bela companhia um para o outro. ☺

Maria:
Correu muito bem... e só perdes as migas se quiseres, pois também vai haver aqui em Montemor, no dia 13.

Antuã:
Já estava preparado aqui o anúncio para o lançamento do livro em sua homenagem.


Saludos gerais!