sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Barack Obama - Pobre e mal agradecido!



Os Estados Unidos da América são um conjunto territórios que formam um estranho país. É o mínimo que se pode dizer de um dos países mais prósperos do mundo e que mesmo assim, entre centenas de outras coisas absurdas, imorais e abjectas em termos sociais, humanos e políticos, tem mais de quarenta milhões de cidadãos que não têm como pagar os seguros privados de saúde, ou que as seguradoras não aceitam como clientes, ficando assim sujeitos à condição de terem que pagar integralmente qualquer cuidado de saúde de que necessitem, o que, obviamente, quase nunca conseguem fazer, ficando entregues à sua (má) sorte.

É este estranho país, que ao mesmo tempo que alberga gente capaz de produzir coisas maravilhosas em todas as artes conhecidas, no desporto ou na ciência, produz senadores capazes de resistir a um plano de Serviço Nacional de Saúde, frontalmente e com extrema violência, vociferando contra a intromissão do Estado na “livre escolha” e na sacrossanta “iniciativa privada”, não se importando de, entre outras mentiras, inventar o boato nojento de que o Estado vai passar a decidir da vida e da morte dos cidadãos, que a partir de certa idade e mais ainda no caso de adoecerem, ficariam à mercê do arbítrio de umas comissões estatais que estabeleceriam as datas para os abaterem. Assim, sem mais!

Mais estranho ainda é que para além destes senadores que apenas obedecem aos interesses das multimilionárias seguradoras, também se juntem a esta ignomínia algumas igrejas, em sessões de oração mergulhadas na histeria habitual, acrescida do pânico em que estes boatos já fizeram cair muitos milhões de cidadãos idosos e outros tantos milhões de menos idosos, mas que partilham com aqueles a mais profunda e obscurantista ignorância sobre tudo o que se passa no seu país e no mundo, outra característica, aliás, de uma grande parte dos cidadãos daquele estranho país.

Barack Obama está a enfrentar sérias dificuldades para sequer fazer-se ouvir sobre o seu plano, multiplicando-se em esclarecimentos e explicações muito prejudicadas pelo facto, não menos estranho, de serem alguns membros do seu Partido Democrata, tão firmemente inimigos de qualquer espécie de Serviço Público de Saúde, quanto os republicanos... se bem que alguns desses senadores “democratas”, se exercessem os cargos em Portugal, seriam um enorme embaraço intelectual e político, até no CDS.

Enquanto ia “ouvendo” esta última tentativa de Obama para fazer valer a sua opinião nesta matéria, talvez para desanuviar do asco que aqueles senadores e os seus “argumentos” me provocam, ainda tive tempo para me divertir um pouco a pensar na falta de delicadeza do Presidente dos EUA, que para além de até hoje não ter dado uma explicação às várias entidades a quem surripiou indecentemente a ideia do “Yes, we can! (PCP incluído, como já ficou claro), ainda por cima não foi capaz, em todo o discurso, de ter uma palavra de agradecimento ao governo do Partido Socialista Português, do qual copiou integralmente o plano de Serviço Nacional de Saúde... isto a fazer fé em José Sócrates, que tanto se gaba desse “facto”.

Já não há educação, é o que é!...

14 comentários:

Maria disse...

Obama é um ingrato. E um usurpador de idéias...

Abreijos
(acabo de perceber que não nos vemos no domingo. outros dias virão...)

samuel disse...

Ah pois virão!... E muitos! :-)))

Abreijos.

Sérgio Ribeiro disse...

Deficiente informação... a vários níveis. Na parte que me cabe, penitencio-me!
Quanto ao prazer sentido pelo nosso 1º (salvo seja) face à batalha civilizzzzzzzzzzzzacional (saiu assim... e fica) que venceu mais que prazer deveria ter orgulho de haver um SNS em Portugal e deveria ter vergonha do que lhe tem feito,

Abraços pelos domingos que virão

Anónimo disse...

Copiou na Saúde? E na educação? É já a seguir.

A edição de ontem do "Global" tinha assim na primeira página:

EUA deve copiar política educativa portuguesa
Um conselheiro governamental americano exortou o presidente Barack Obama a aplicar a política educativa portuguesa nos EUA, classificando Portugal como “líder mundial na redefinição da política educativa para o século XXI”.

Eh pá se registamos a patente... ainda enricamos com os direitos

Julieta Ferreira Pacheco disse...

Enganei-me.
Sou o anónimo aqui atrás e sou Julieta Ferreira Pacheco

Daniel disse...

Pois é... Por cá, na 2ª-feira que se seguiu às primeiras eleições regionais ganhas pelo PS, apareceram na farmácia duas senhoras idosas de outra freguesia a chorar, que o PS lhes ia tirar os subsídios e já não poderiam comprar os medicamentos.
Posso perguntar uma coisa à Julieta?... Esse conselheiro sabe Português?

Julieta Ferreira Pacheco disse...

.Chama-se Don Tapscott

http://www.huffingtonpost.com/don-tapscott/note-to-president-obama-w_b_220198.html


Note to President Obama: Want to Fix the Schools? Look to Portugal!

Parece que é uma sumidade lá pelo sítio. Cá por mim a sua especialização em novas tecnologias deve ser a contar pelos dedos...
E vou dormir ques socratices ainda me tiram o sono ou dão pesadelos

joaquim d'Odemira disse...

Vem a propósito porque acabei de ler uma reflexão de um grande dirigente mundial relativamente ao assunto em http://www.granma.cu/portugues/2009/agosto/juev20/reflexiones.html
---------------
É imprescindível a leitura do programa eleitoral do PCP sobre o SNS (pags.31,32 e 33).

Cumprimentos a todos

Rui Vasco Neto disse...

sam,
ainda não tinha tido oportunidade de te dizer o que se segue, pese importante: está outra coisa, a coisa merecida, este teu 'Cantigueiro' de agora com o novo template. Faltava-lhe este aprimorar gráfico para condizer com a qualidade de sempre dos textos, por isso fico feliz que te tenhas decidido à mudança e até um nadita invejoso pela qualidade de fotos que consegues neste tamanho da do Obama, por exemplo, que eu não consigo tratar assim a fotografia com as definições que sei... mas enfim, entre a minha ignorância e o teu empenho alguma coisa se há-de arranjar para o mundo, digo eu. Até lá vamos cantigando e rindo, pois então. Grande, três vezes grande abraço, caríssimo. Siga a dança.

Graciete Rietsch Monteiro Fernandes disse...

Copiar o nosso SNS seria bom se o nosso SNS desse resposta eficaz aos problemas de todos mas todos os portugueses. Mas então para onde iriam os privados que ganham fortunas? Foi-me dito por um médico que hoje os Hospitais já não têm capacidade para resolver os problemas dos seus próprios doentes. Abraços.

Anónimo disse...

Copiar!copiar, só as politicas da antiga URSS.Ha.HA

Anónimo disse...

Copiar!copiar, só as politicas da antiga URSS.Ha.HA

Fernando Samuel disse...

Vês como o Soares tem razão?: eles, o Sócrates e o Obama, são tão iguais que até parecem gémeos...

Um abraço.

samuel disse...

Sérgio Ribeiro:
Muitos domingos!

Julieta Ferreira Pacheco:
Se quiser levar a sinistra ministra... apoiado!

Daniel:
Existem senhoras dessas (coitadas!) em todo o lado...

Joaquim d’Odemira:
Ler os programas, ajuda... ☺ ☺

Rui Vasco Neto:
Então? Agora deu-te praí?!!! Pronto, obrigado! ☺

Graciete Rietsch Monteiro:
Alguém “trabalhou” para que fosse assim...

Anónimo:
Ah... pois...

Fernando Samuel:
Como berlindes dos pirulitos... (esta é só para antigos...)


Saludos gerais!