domingo, 27 de setembro de 2009

Pós-reflexão




A última vez que li alguma coisa sobre eleições, pelo menos, escrita por alguém que me merecesse respeito, as eleições para a Assembleia da República não eram uma subida ao pódio, um jogo de futebol ou da malha.

As forças políticas com alguma ligação à realidade do país e do seu povo, devem concorrer com ideias, projectos, propostas. Devem deixar de lado o foguetório dos casos, intrigas, fait-divers, demagogia barata.

Foi o que fez a CDU. Nem por um momento concorreu para ficar em primeiro, segundo, terceiro... ou qualquer lugar.

Propôs-se aumentar o número de votos, aumentar o número de deputados. Foi o que fez!

Propôs-se contribuir para derrotar a política de direita e acabar com a maioria absoluta de Sócrates. Foi o que fez!

Agora, sobre um Partido Socialista a festejar a “vitória possível”, ao mesmo tempo que despeja milhares e milhares de votos no Bloco de Esquerda, que assim obtém um resultado inflacionado que terá alguma dificuldade em consolidar, sobre um PPD-PSD que com o seu resultado ridículo, literalmente, despejou o seu pior, a sua direita mais reaccionária, num CDS-PP com um discurso que só pode mesmo atrair esse género de gente... sobre tudo isso, como digo, haverá muito para dizer, analisar, debater, por quem o fará melhor do que eu.

Uma coisa sei: Mais uma vez, a “morte” da CDU foi anunciada com muita precipitação. Mais uma vez, em vez do desaparecimento, chegaram à CDU mais votos, mais jovens, mais pessoas que apostam num outro futuro.

Outra coisa sei: Dada a dimensão e dinâmica que teve a campanha da CDU e que, infelizmente, uma boa parte do país foi impedida de ver, não fosse o miserável trabalho de forças combinadas, por parte de uma certa comunicação social ao serviço de quem se sabe, e por muito que se esforcem por chamar a isto “mania da perseguição”... não sei de que números estaríamos a falar agora.

Uma coisa, finalmente, espero... mas com uma esperança activa: O resultado das próximas eleições autárquicas, nas quais a CDU vai conquistar mais Câmaras Municipais e Assembleias de Freguesia, colocando um número ainda maior dos seus militantes e activistas ao serviço das populações, confirmará e reforçará tudo o que escrevi atrás.

14 comentários:

CS disse...

Amanhã já ninguém se afirma como votante no PS. A cobardia é uma constante desses eleitores.

gabriela disse...

A CDU vai continuar na sua batalha coerente e digna e as autarquicas irão confirmar as nossas posições.
As batalhas continuam ja na 3ºfeira.
Força então!!

duarte disse...

por aqui correu como esperava, somos a terceira força política da freguesia. agora, venham as autárquicas.
mas o mais importante: subimos nos números, e... acabou a maioria absoluta.
abraço do vale

Maria disse...

Além do que dizes a CDU aumentou um deputado por Setúbal, tendo mantido os 5 em Lisboa!

Vamos ver a partir de amanhã...

Abreijos

smvasconcelos disse...

A LUTA CONTINUA!!!
beijos,

Antuã disse...

A luta vai continuar até à libertação do nosso povo.

Magnolia disse...

A CDU no concelho do Alandroal subiu em todas as mesas eleitorais. O ps, relativamente a 2005, desceu 721 votos num universo de 3600 votantes. A CDU continua a crescer e nas autárquicas vamos dar a volta a isto!

Aristides disse...

O que eu tenho vindo a dizer é que os votos no BE e no CDS são muito voláteis, não têm consistência ideológica, tanto podem votar aqui como ali (bem, na CDU é um bocado difícil). Já os da CDU são de pessoas que sabem bem o que querem. Por isso, e embora as eleições para a Assembleia da República não sejam barómetro de nada (vejam-se as autarquias, veja-se a Festa do Avante, vejam-se as manifestaçõe e marchas multitudinárias), não há que esmorecer. O que pode acontecer a partir de agora, tanto ao Bloco como ao CDS é só uma coisa: começarem a descer.Quanto a nós é subir, devagar mas com consistência.
Abraço

Graciete Rietsch Monteiro Fernandes disse...

Oxalá. Não desanimaremos. Beijos.

Lúcia disse...

POis eu gostava que a CDU ultrapasse o CDS. Não aconteceu. Lamentavelmente!

Fernando Samuel disse...

Bem visto!

Abraço.

Hilário disse...

Temos mais 30 mil votos.
temos mais um deputado.

A luta continua!

Um Abraço

samuel disse...

CS:
Comme d’habitude...

Gabriela:
Lá estaremos!

Duarte:
Dia 11, é subir outra vez!

Maria:
Cá pelas minhas bandas a CDU foi a força mais votada. Mai nada! ☺

Smvasconcelos:
Sempre!

Antuã:
Da qual não é possível desistir.

Magnólia:
Seria o belo e merecido “presente” para o vosso trabalho e, principalmente, para o Alandroal.

Aristides:
Vamos ver quantas eleições será preciso esperar...

Graciete:
Não desanimámos com alguns retrocessos, no passado... e íamos desanimar com um avanço?!

Lúcia:
Espera um pouquinho, Lúcia. Metade daqueles votos são do PSD. Para lá voltarão!

Fernando Samuel:
Abraço.

Hilário:
Foi um passo. Outros maiores se seguirão!


Abreijos colectivos!

manuela galhofo disse...

O magalhães deu-me uns problemas,não me consegui ligar antes.
Mas quero saudar todo o colectivo da CDU e dizer que mais uma vez valeu a pena o esforço.Ficarmos em 5º não nos deve deixar desanimados.O que realmente interessa é que a maioria absoluta foi-se, tivémos mais 30000 pessoas a ficar ao n/lado, conseguimos mais uma voz na assembleia,continuamos a assustar os comentadores/politólogos.O Sarsfield até disse que nós não deveriamos existir.E nós cá continuamos!
A luta continua,camaradas.