quarta-feira, 2 de setembro de 2009

"Boca do inferno"






Ricardo Araújo Pereira tem graça! Tem graça, reiteradamente e com uma frequência muito acima da média dos portugueses, mesmo daqueles bastante convencidos que são engraçados. Não vale a pena lembrar a rábula do seu “prof. Marcelo” dissertando sobre o aborto, a irrepetível “tranquilidade” do seu “Paulo Bento”, o irritante e afectado “Engenheiro Sócrates”, etc, etc, para puxar a brasa à sardinha desta minha opinião.

Duas coisas, principalmente, fazem-me continuar a comprar, mesmo que não todas as semanas, a “Visão”: uma manifesta falta de apego ao dinheiro (de que devia tratar-me) e a crónica do Ricardo Araújo Pereira (RAP), a qual, se não contarmos com os períodos de férias do cronista (ainda não descobriram o correio electrónico, na “Visão”?), não falham a última página, com o já bem conhecido nome de “Boca do inferno”.

Esta semana, RAP resolveu brincar com alguns dos cartazes de propaganda eleitoral dos diversos partidos... e lá foi tendo a graça que lhe foi possível. Chegado ao PCP, resolveu escrever:


Sem querer armar-me em crítico de crónicas, diria que a fatia do PS tem graça, as do PSD e do PCP estão fraquinhas, a do CDS está com piada e a alfinetada no seu próprio partido, o BE, é finíssima e, decididamente, a ganhadora.

Há, de qualquer modo, uma coisa que não entendo. Poder-se-á apontar ao RAP muitos defeitos, como a toda a gente, mas ignorância e falta de informação não são decididamente dois deles! Ora, este “assunto” do plágio pela parte do PCP, da “Change” e do “Yes, we can” do Obama, que andou nas bocas do mundo e dos blogues aqui há uns tempos, fait-divers que foi desmontado por várias pessoas que deixaram provado (por A mais B e com documentos a demonstrá-lo) que a campanha “Sim, é possível”, do PCP, já andava aí na rua, em cartazes e panfletos vários anos antes do Ricardo Araújo Pereira ter a mais pequena ideia de quem raio era Barack Obama, é um “assunto” que não faz mais sentido. Sendo assim, que diabo terá levado o RAP a servir-se deste tema frio, batido, desmentido por quem de direito... e que já deve ter feito corar de vergonha alguns dos que antes dele o utilizaram? Mistério...

Por morrer uma andorinha...

Claro que continuarei a ler as futuras “Boca(s) do inferno” do RAP e a rir com gosto dos seus “bonecos” televisivos.

18 comentários:

Jorge disse...

E também há isto:
http://willminusintellect.wordpress.com/2008/06/11/yes-we-can/

Anónimo disse...

Chama-se então desonestidade às boquinhas pseudo inteligentes do rapazote.
Pode ser muito engraçado, mas eu não vou com a cara de espertalhãozinho do dito cujo.
Quem quererá ele favorecer com as suas críticas?
Talvez o rei dos seminaristas...
O gajo devia mas era ir vender bolas de berlim para as praias...
O Avô dos Beatles

cetautomatix disse...

No melhor pano cai a nódoa...

salvoconduto disse...

Tá-se mesmo a ver que na próxima crónica RAP vai-se desculpar...

Abraço.

Maria disse...

É "apenas" mais uma pequena "distracção" do RAP...
:))

Abreijos

manuela galhofo disse...

RAP disse um dia que pertenceu à JCP.Não parece,ou então foi dos que quiz a renovação,no intuito de acabar com o Partido.
Por acaso,ainda há dias estive a rever os Militantes,que arquivo, e encontrei o de Maio/Junho de 2006,cuja capa diz exactamente "Sim,é possível um PCP mais forte!
Talvez RAP não gostasse de trabalhar em colectivo e para o colectivo,talvez não tivesse gostado do puxão de orelhas que Odete Santos lhe deu,durante um programa da rtp,a propósito da preguiça dos deputados.Talvez isto e muito mais...

do Zambujal disse...

Para este peditório já demos... e continuam a pedir-nos trocos. Uma coisa é certa, uma mentira dita n vezes vai-se tornando consensual, como aplicava mestre Goebels no nazismo. A isso não escapam talentosos RAPazes progressista qb, isto é, desde que não prejudique os negócios e as colaborações. Mas, também..., se não arranjou melhor que essa, até podemos dizer que lhe estava a faltar imaginação para nos morder as canelas.
Vamos andando com a caravana. Sim, é possível!

Abraços

Anónimo disse...

Obviamente que o desmentido e a publicação de cartazes não chegou à maioria das pessoas.

a maioria das pessoas nem deu por nada (possivelmente RAP tb não) e claro que achou que os cartazes do PCP eram cópia (o recuperar do chavão pelo PCP é pelo menos oportunista)e vai mantê-la muitos anos a fio, pois é impossível terem lido o blogue do Vitor Dias ou o esclarecimento burocrático feito pelo partido numa carta publicada no correio do leitor.

tem bom remédio. respingue o esclracimento do VD e do PCP e mande por mail ao RAP.

Aristides disse...

Tenho pena, muita pena, porque os bonecos que RAP criou para Sócrates e quejandos são fantásticos. Já quando fala do Partido a que diz ter pertencido (já é bom não se envergonhar desse seu avatar) tem sido cada cavadela, minhoca. Repito, tenho pena...

Irlando disse...

Segundo li numa entrevista dada pelo próprio "rap" (faz tempo).Dizia ele ter entrado para o PCP,de vontade própria,não em criança,mas um adolescente crescido.Dizia também nessa entrevista que alguns anos depois saiu, porque um amigo lhe disse que era melhor para a carreira,e também por uma questão de imagem.Palavras para quê é um artista português.

Irlando disse...

Dizia ainda nessa entrevista,que uma das coisas que aprendeu no PCP.Foi tirar imperiais na FESTA DO AVANTE.
O Parido aprende sempre com o trabalho dos seus Militantes.O que teria aprendido com este?

pintassilgo disse...

Todavia, eu nunca achei piada alguma a esse RAPazinho. Devo ser um bota de elástico.

Luis Nogueira disse...

Friends, romans, citizen, etc... (esta é do Shakes-père e não do Obama):

Parece que estamos a exagerar, a escavar em excesso à volta do moço, a fazer de um espirro uma piscina olímpica. O Samuel foi justo e equilibrado na valoração da coisa e nós não devemos aproveitar a ocasião para ir ao samarro ao ganapo. Exigir que um tipo tenha piada e que seja saudavelmente inteligente, está bem. Mas que se preocupe em estar minimamente informado ao escrever para a "Visão", já me parece excessivo. "Est modus in rebus": há lá, na revista, coisas bem mais nauseabundas e preocupantes.
Ainda assim... mais mal informado é o Bochechas (tem dois "Das Kapital" e não leu nenhum... um deles em português, língua que ele entende, embora fale com alguma dificuldade) que é um ignorante de tomo... ate porque, de livros, só conhece as lombadas, e ninguém lho diz. Quem sabe se o RAP, a cultivar-se assim, não chegará um dia a PR?

Saudações Vermelhas

Luis Nogueira

Anónimo disse...

Só lhe falta dizer que os estrategas de Obama vieram copiar o PCP....olhe que para piada bate o Ricardo Araujo Pereira.

Aliás a melhor piada sobre cartazes desta campanha, vem escrita no Vanguardia de Barcelona sobre o cartaz da Ferreira Leite,

Não desista... somos todos precisos...

Ligando-o a uma organização de apoio á terceira idade, ou de apoio a pessoas, com tendências suicidas....

Já agora é bom lembrar, que a relação entre o PCP e o seu ex-apiante Ricardo Araujo Perreira , é tudo menos pacifica, basta lembrar o escândalo que foi a oposição á intervenção do Gato Fedorento, num dos últimos comicios de comemoração do 25 de Abil.....

vermelho disse...

E foi ele da JCP...
Abraço.

Luis Nogueira disse...

Caro Anónimo:

Olhe que nisto de estratégias só um tolo é que copia pelo Obama... ou por qualquer outro "estratega" estadunidense... Lembre-se da Coreia, do Vietname, de Cuba e olhe agora o Afganistão. Copiar é de quem sabe. E os "gringos", se não fosse o Montgomery ainda hoje estavam a patinar nas Ardenas.

Reverentemente

L. N.

Fernando Samuel disse...

A confirmar que uma mentira muitas vezes repetida...
Ou que: hoje, a «opinião pública» é a opinião publicada...

Um abraço.

samuel disse...

Jorge:
Muito bom! ☺

Anónimo:
Está no seu pleno direito de ser mais critico do que eu fui...

Cetautomatix:
Acontece muito... ☺

Salvoconduto:
Isso é que já é melhor esperar... bem sentado.

Maria:
Claro! ☺

Manuela Galhofo:
Deve haver um “ror” de coisas de que ele não gosta... ☺

Do Zambujal:
O que é pena é que essa velha técnica da mentira repetida, funciona!

Aristides:
Também eu...

Irlando:
Com essa das imperiais, já não perdeu tudo. Para uma altura em que as piadas falhem...

Pintassilgo:
Quando não se acha graça... não se acha!

Luís Nogueira:
A algum lado chegará! ☺

Anónimo:
Se tivesse a curiosidade de ler os comentadores que o precederam, veria que logo o primeiro lhe daria duas pistas de pessoas a que Obama “roubou” o “yes, we can!” , bem antes de ter vindo “roubá-lo” ao PCP, como parece insinuar que eu insinuei.
Sobre a proibição do RAP discursar na comemoração do 25 de Abril... arranje uma melhor versão da estória, tá?

Vermelho:
Ao que parece...

Luís Nogueira:
☺ ☺

Fernando Samuel:
Infelizmente!



Abreijos gerais!